Indústria 4.0: o que é, quais seus benefícios e tecnologias

Indústria 4.0: o que é, benefícios e tecnologias
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

A indústria 4.0, também conhecida como a Quarta Revolução Industrial, é um conceito que trata da utilização das tecnologias mais modernas para inovar os processos de produção. Neste artigo, vamos ver o assunto em detalhes. Confira!

O termo surgiu na Alemanha, em 2011, quando foi apresentado um projeto estratégico de alta tecnologia do governo alemão na feira de Hannover para promover a integração de dados e informatização da manufatura.

A indústria 4.0 é um conceito que vem revolucionando a forma como as organizações pensam, fabricam, melhoram e distribuem seus produtos. Isso por conta das tecnologias avançadas que esse segmento engloba. 

Para entender melhor o conceito da Quarta Revolução Industrial, vale lembrar que ela trata da continuação do aperfeiçoamento das máquinas, um processo que se iniciou na primeira revolução industrial, no século XVIII. 

A seguir, entenda o que é indústria 4.0, quais são os seus principais benefícios e desafios atualmente, e conheça as tecnologias envolvidas.

O que é a indústria 4.0?

A indústria 4.0 é um conceito de inovação tecnológica, que revoluciona a produção industrial, integrando automação, tecnologia da informação e controle nos processos de manufatura. 

Em um século de muitos avanços tecnológicos, entender a indústria 4.0 é pensar além das transformações e do maquinário já existentes, pois esse conceito permite a realização de funções ainda mais complexas. 

Em suma, a indústria 4.0 trata-se de uma transformação digital da produção, favorecida por tecnologias como big data, internet das coisas (IoT) e inteligência artificial, entre outras.

Os benefícios da indústria 4.0 

  • Economia;
  • Otimização;
  • Maior nível de automação; e
  • Aumento na capacidade de produção.

Esses são alguns dos inúmeros benefícios da indústria 4.0 que, com as suas tecnologias integradas, permite aumentar a lucratividade, diminuir perdas e custos, e prevenir erros.

Pensando em uma realidade em que os avanços tecnológicos fomentam a competitividade entre empresas, considerar a chegada da indústria 4.0 e se adequar a ela é extremamente importante para os negócios. 

Ampliar as distribuições e satisfazer as expectativas dos clientes é uma promessa dessa nova indústria que, com um tempo menor de criação, uma maior produção, uma larga cadeia de suprimentos e mais customização, consegue alcançar uma gama ainda maior de consumidores e gerar mais valor

Principais desafios da indústria 4.0 

as tecnologias da indústria 4.0Nem todas as organizações estão prontas para as mudanças que a indústria 4.0 exige.

Por isso, os principais desafios da indústria 4.0 estão diretamente ligados ao líder de negócios que, diante dessa revolução, precisará considerar alguns fatores desafiadores para a sua inserção em um novo conceito de produção.

Novos investimentos em equipamentos, qualificação adequada aos funcionários, criação de diferentes especialidades tecnológicas, conectividade e segurança também são desafios relevantes para as empresas entrarem nesse novo modo de manufatura. 

No Brasil, especificamente, o maior desafio está no investimento para os recursos necessários – tais como, big data, IoT, inteligência artificial, computação em nuvem – e na captação de profissionais qualificados para planejar, executar e gerenciar essas inovações tecnológicas.

Os impactos da indústria 4.0 

Os impactos da indústria 4.0 vão muito além de ganhos de produtividade no chão de fábrica. Com a tecnologia, muitas portas são abertas.

Essa nova revolução industrial vai envolver o encurtamento dos prazos de lançamento de novos produtos no mercado, a maior flexibilidade das linhas de produção, o aumento da produtividade e da eficiência no uso de energia e, até mesmo, a capacidade das empresas de se integrarem em cadeias globais de valor. 

Além do impacto no mercado, esse movimento também causa diversos impactos para as pessoas, principalmente no sentido de automatizar tarefas e otimizar o tempo das equipes.

Ou seja, uma determinada empresa poderá liberar seu capital humano para outras questões estratégicas a partir da implantação da indústria 4.0.

No Brasil, com o atraso que existe na formação efetiva de pessoas na área da tecnologia digital, quase nenhuma empresa está preparada para as mudanças que essa revolução exige da indústria, pois é necessário que hajam alterações nas formações técnicas e profissionais. 

As principais tecnologias da indústria 4.0 

As principais tecnologias da indústria 4.0, também conhecidas como tecnologias habilitadoras, são os pilares deste novo conceito. Em outras palavras, elas são as ferramentas que favorecem a implementação dessa nova manufatura nos diversos países ao redor do mundo.

Conheça agora alguns exemplos dessas tecnologias: 

  1. Big data: Responsável pela análise e a interpretação de dados em grande volume, big data ajuda a identificar falhas nos processos, melhorar a qualidade de produção, bem como ter posicionamentos relevantes e decisões assertivas a partir das informações coletadas. 
  2. Internet das coisas: Com o uso de sensores de monitoramento que são independentes entre si, a tecnologia permite conhecer o estado de cada máquina e alimentar o big data em tempo real.
  3. Computação em nuvem: Permite executar, acessar arquivos e sistemas de informação de forma remota, sem estrutura física, pela internet. Essa tecnologia elimina a necessidade da contratação de servidores locais, o que diminui gastos e gera benefícios à empresa. 
  4. Segurança cibernética: A maior conectividade aumenta os riscos de problemas e ataques à empresa. Assim, a segurança cibernética estabelece procedimentos que protejam máquinas, programas, redes e dados. 
  5. Inteligência artificial: Um equipamento programado para usar inteligência artificial tem o poder de tomar decisões e fazer escolhas apropriadas, que geralmente são ligadas a agentes inteligentes. 
  6.  Manufatura aditiva: Um modelo dessa tecnologia é a impressão 3D. Esse processo fabrica um objeto através de um modelo digital, a partir de sobreposições de camadas. 
  7. Realidade aumentada: Essa ferramenta permite que o usuário atue dentro dos sistemas ciber-físicos (CPS) com uma visão e tutoria assertiva. 
  8. Sistema de simulação: Trata-se do sistema que reproduz o mundo real em modelos digitais. É essencial para prevenir erros e garantir qualidade e eficiência na confecção de produtos. 
  9. Integração de sistema: A integração dos sistemas de TI permite que os gestores tenham uma visão ampla sobre a empresa e, assim, facilita a análise de dados e a tomada de decisões. 

A indústria 4.0 no Brasil 

Ainda que o país acompanhe os avanços tecnológicos ao longo dos anos, é necessário avançarmos mais no que diz respeito às tecnologias envolvidas na revolução 4.0 de maneira geral. 

Em outros países como Alemanha, Japão e Estados Unidos, a indústria 4.0 já é uma realidade potente. No Brasil, algumas importantes empresas estão investindo em tecnologia, mas ainda temos um caminho a trilhar para vivermos de forma efetiva esse novo tipo de manufatura. 

Reconhecendo a importância desse avanço, em 2017, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços instalou o Grupo de Trabalho da Indústria 4.0.

O projeto tem o objetivo de propor uma estratégia nacional para a indústria 4.0, buscando sua correlação com iniciativas que visam promover o desenvolvimento tecnológico no Brasil.

Ainda no cenário nacional, o segmento de logística está diretamente relacionado à indústria 4.0, pois ambos dependem da inovação tecnológica. Além disso, a modernização dos processos logísticos de diversas marcas promove a implantação de novas tecnologias nas fábricas.

No webinário “Logística para indústria: transformação digital, inovação e análise de dados”, André Nunes de Nunes, Mauro Friedrich, Alexandre Trevisan e Voltér Luís Trein conversaram sobre o assunto.

Assista ao evento na íntegra:

Veja também as soluções para digitalização das pequenas empresas!

Como os aplicativos podem ajudar a indústria 4.0?

Na indústria 4.0, conhecer e entender o cliente é fator decisivo, gerando um grande valor competitivo para a empresa. Possuir canais que permitem autonomia e transparência de informações ao consumidor é fundamental. 

A transformação digital possui o intuito de apoiar o crescimento da industrial e este deve ocorrer em direção de alguns objetivos, são eles:

  • automatizar e digitalizar processos;
  • garantir maior eficiência;
  • reduzir custos;
  • aumentar a produtividade de equipes;
  • dar visibilidade das operações em tempo real;
  • pautar decisões mais assertivas através de dados; e
  • auxiliar a suprir necessidades de clientes, bem como corresponder suas expectativas.

É cada vez mais comum o exemplo de empresas e indústrias que investem em aplicativos customizados, com funcionalidades específicas para seu negócio. Com isso, conquistam economia de recursos e otimização dos processos.

Para esclarecer como aplicativos estão relacionados com a indústria 4.0, confira alguns exemplos de como podem ser utilizados:

Aplicativo de Força de Vendas

É comum em indústrias o comercial funcionar através de uma operação de força de vendas, ou seja, contando com uma equipe de vendedores externos que visitam diariamente seus clientes.

Se a indústria não conta com o auxílio de um aplicativo, muitas vezes esses vendedores ficam reféns dos papéis para diversas atividades do seu dia-a-dia. Seja para chegar ao cliente, demonstrar os produtos através de um catálogo físico, emitir pedidos manualmente, guardar os recibos de reembolso, entre outros.

E tudo isso pode trazer problemas, erros e atrasar todo o processo da indústria. Quando se conta com um aplicativo de força de vendas, é possível digitalizar toda a operação com o uso do celular e contar com recursos como:

  • roteirizador de visitas;
  • catálogo digital com visualização do estoque em tempo real;
  • aprovar descontos exclusivos com o gestor;
  • emissão dos pedidos que antecipam o faturamento e a expedição;
  • envios dos recibos de despesas para reembolsos;
  • relatório de desempenho individual e muito mais!

Ainda, não somente o trabalho do vendedor é melhorado através do uso do aplicativo, mas o gestor ganha mais visibilidade do que realmente está acontecendo na operação de vendas ao ter relatórios em tempo real.

Veja como a Philip Morris Brasil conquistou mais agilidade nos negócios com aplicativo uMov.me!

Aplicativo de Ordem de Serviço

Apesar de muitas vezes, quando falamos de ordens de serviço, parecer que é relacionado a um trabalho externo, no caso da indústria esse tipo de solução também pode ser utilizado para validação e verificação de várias etapas da produção.

Sabemos que na linha de produção há diversas etapas que precisam ser respeitadas e possuir um certo padrão de qualidade para que todos os produtos que estão sendo produzidos cheguem no cliente em perfeito estado.

E é nesse sentido com o aplicativo de ordem de serviço pode auxiliar a indústria 4.0.

Vamos a um exemplo prático? Em caso de produção de máquinas que recebem um teste de funcionamento antes de serem embaladas, o aplicativo pode facilitar o registro dessas informações. Os dados coletados podem ser registradas diretamente na tela do celular ao invés de um checklist manual. Ainda, em caso de alguma avaria, é possível registrar o problema através de fotos e vídeos.

O mesmo tipo de solução também se aplica para as indústrias que possuem uma central de assistência técnica. Nesse caso, o aplicativo auxilia no registro de todas as etapas, desde o recebimento do equipamento pelo responsável que irá atuar na manutenção, até o encerramento e envio para o cliente.

Os checklists inteligentes são apenas uma das funcionalidades do aplicativo de ordem de serviço. Essa versatilidade da tecnologia uMov.me só é possível porque as soluções são customizadas para atender as necessidades e regras operacionais de cada cliente.

PROCAT Vacinas ganha em agilidade e economia com aplicativo de ordem de serviço para vacinação corporativa!

Aplicativo de Logística

Após os processos de fabricação e comercialização dos produtos feitos pela indústria, eles precisam chegar até os clientes e aqui significa: ir até o comprador com qualidade, ou seja, dentro do prazo e sem extravios.

Já há algum tempo a logística deixou de ser meramente “produto indo do ponto A ao B”, hoje o consumidor entende a operação de transporte dos produtos como um serviço. Isso significa que opta-se por comprar de empresas que você sabe que atende algumas expectativas, como: entrega no prazo, com qualidade e transparência.

Além disso, outro fator importante veio com o crescimento das compras online. Os clientes conquistaram uma agilidade de informações através do acompanhamento dos status do seus pedidos, do faturamento até o rastreio.

A questão é que em muitos casos, essa tendência (agilidade de dados e transparência sobre a logística do pedido) não chegou até a realidade das compras entre empresas. Por isso, contar com a tecnologia em negócios B2B é tão importante.

O aplicativo de logística permite uma gestão eficiente da operação de ponta-a-ponta, ligando todos os participantes do processo: gestor, backoffice, motorista e clientes.

Todos os envolvidos na logística saem ganhando com a automatização dos processos, o que ajuda a evitar erros, reduzir custos e ainda aumentar a produtividade da equipe. Confira como um aplicativo pode ajudar:

  • distribuição das entregas considerando a capacidade dos veículos;
  • roteirização com estratégia por menor tempo, distância ou valor do pedido;
  • torre de controle digital com informações de localização em tempo real dos veículos;
  • dados precisos das entregas para os motoristas;
  • registros das entregas recusadas por problemas com fotos, áudios e vídeos;
  • comunicação entre motorista e cliente;
  • notificações quando o motorista estiver a caminho da entrega; e
  • link de rastreio da encomenda.

Essas são algumas das funcionalidades do aplicativo de logística que podem beneficiar empresas que atuam com o conceito da indústria 4.0 e buscam ter mais tecnologia integradas em seus processos!

Santa Clara economiza e agiliza transporte de leite com aplicativo de logística!

Tecnologia no-code na indústria 4.0

As soluções da uMov.me são criados a partir de uma tecnologia no-code, isso significa que para serem desenvolvidos não é preciso de linhas de códigos. Isso só é possível, porque contamos com uma plataforma de criação de aplicativos que permite uma alta customização.

Essa tecnologia possibilita que os aplicativos sejam adaptados para atender as necessidades dos clientes, conforme suas regras de negócio. Diferente das soluções prontas, onde a operação se molda a solução, os aplicativos uMov.me são feitos sob medida.

Os aplicativos para empresas são perfeitos para digitalizar e automatizar processos, permitindo entender e dar maior visibilidade de cada etapa das operações. Atualmente, a uMov.me atua em diferentes áreas de negócios com seus aplicativos, sendo em: força de vendas, logística, ordem de serviço e trade marketing.

Para saber mais detalhes sobre os aplicativos no-code da uMov.me, fale com nosso time de especialistas e confira nossos cases de sucesso!

Considerações sobre a indústria 4.0 

Além de promover a inovação nos métodos de gestão manufatureira, as tecnologias incorporadas pela indústria 4.0 mostram-se como uma saída eficiente para o desenvolvimento dos países. 

Apesar dos desafios para implantação desse modelo no Brasil, espera-se que o setor caminhe em direção a uma manufatura avançada, tornando-se mais competitivo mundialmente. Para isso, o investimento em tecnologia é fundamental.

Quer saber mais sobre inovações tecnológicas e tudo que pode ajudar sua empresa a alavancar no mercado? Então, confira nosso canal no YouTube e continue acompanhando o blog da uMov.me!

Motivos para usar um roteirizador

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

confira mais conteúdos!

vamos conversar?

Preencha os dados abaixo e entenda os benefícios de um aplicativo customizado para seu negócio.

grarfismo_home