Como fazer o controle de perdas na produção para reduzir os danos

O controle de perdas na produção visa reduzir custos e diminuir desperdícios. Toda empresa que busca aumentar a lucratividade deve acompanhar continuamente as suas operações. Assim, é possível definir quais rotinas precisam ser otimizadas. 

Sabemos que é impossível evitar completamente as perdas no processo produtivo, elas fazem parte do negócio. Mas é fundamental padronizar e acompanhar os processos para que essas falhas sejam na menor quantidade possível.

Efetuando um bom controle de perdas na produção, é possível evitar atrasos, perdas financeiras e também garantir a segurança de funcionários e clientes. Com o uso da tecnologia desenvolvida pela uMov.me essa tarefa fica mais fácil.

Siga a leitura do artigo para saber como efetuar um melhor controle de perdas e fazer o seu negócio ainda mais eficiente!

O que é o controle de perdas na produção?

Todos os negócios, independente do seu tamanho, enfrentam diariamente um desafio em comum: reduzir as perdas da cadeia produtiva.

O controle de perdas na produção tem por objetivo evitar o desperdício de recursos, tempo e matérias-primas. Essas perdas podem acontecer por diversos motivos, principalmente por má gestão e a falta de organização.

Por isso, é importante realizar um trabalho de monitoramento constante para conseguir identificar os problemas e, consequentemente, criar maneiras para saná-los.

Com a minimização de perdas se assegura o aumento da produtividade e do lucro, ao mesmo tempo em que o gasto com recursos é menor.

É importante lembrar que o controle de perdas na produção também é uma forma de agregar valor ao cliente, uma vez que traz mais qualidade ao produto, bem como aumenta a segurança dos funcionários.

Como reduzir as perdas na produção?

O Procedimento Operacional Padrão (POP) visa padronizar processos realizados por uma empresa. Portanto, o POP é uma das formas de se evitar perdas e otimizar a produção. 

Seguindo essa espécie de manual, que orienta os funcionários em suas tarefas cotidianas, é mais fácil evitar erros e garantir a qualidade dos produtos e serviços oferecidos.

A empresa que adota o POP dá um norte para os funcionários e, assim, minimiza riscos e falhas que possam comprometer o desempenho da equipe e a qualidade do serviço prestado.  Com isso, é mais fácil controlar a produção e evitar perdas.

Outras possibilidades para reduzir as perdas na produção são fazer um bom controle de estoque, aplicar indicadores de desempenho (KPIs) e fazer checklists de controle.

O uso da tecnologia tem se mostrado uma ferramenta poderosa para a aplicação dessas e outras metodologias na controle de perdas na produção.

O que fazer para evitar as perdas na produção?

São diversos os tipos de perdas e desperdícios em um processo produtivo. Para que seja possível efetuar um controle de perdas na produção, é necessário identificar os problemas a partir de um conhecimento profundo da cadeia produtiva do negócio. 

Algumas perdas são normais e inerentes à própria produção. Elas podem ser previstas e constituem um esforço necessário para se obter o produto final. As perdas normais devem ter seus custos alocados ao custo dos produtos fabricados. 

Já as perdas e os desperdícios anormais são aqueles ocorridos de maneira involuntária, ou seja, sem previsão. Nesses casos entram:

  • Obsoletismo;
  • Incêndios;
  • Desabamentos;
  • Erro humano;
  • Quebra das máquinas etc.

As perdas anormais não são incorporadas ao custo dos produtos finais, impactando diretamente no resultado da empresa. Elas devem ser tratadas como perdas do período (despesas operacionais).

Após identificar os tipos de perdas e classificá-las, é possível adotar procedimentos que visam evitá-las.

5 possíveis causas das perdas na produção

Para facilitar a compreensão sobre o processo de controle de perdas na produção, listamos abaixo as 5 principais causas que geram perdas e desperdícios para as empresas:

1) Produção em excesso 

Uma produção maior do que a necessária leva ao aumento dos estoques, pois não ocorre o escoamento dos produtos. 

Com isso, além dos custos extras de produção e armazenagem, há o risco de encalhe do material ou mesmo perda de produtos, caso tenha prazo de validade ou seja perecível.

2) Má gestão do estoque

O estoque é uma das partes mais importantes da cadeia produtiva. Afinal, é nele que ficam armazenados os ativos e, quando ocorrem falhas nos procedimentos, podem ocorrer erros nas entregas, desperdício de produtos, gastos desnecessários e outros problemas. 

Uma boa gestão de estoque é fundamental para o controle de perdas na produção.

3) Produção de itens com defeitos

Itens defeituosos trazem uma série de problemas para a empresa. Entre eles, há o desperdício de tempo e dinheiro com materiais, mão de obra, equipamentos, movimentação e armazenagem do material defeituoso.

A produção de itens com defeito acarreta também na perda de tempo para consertar ou descartar o material com problema. Quando é possível seguir com a venda do produto, ele sofrerá uma diminuição de valor por não estar em perfeitas condições.

Nesses casos, uma análise séria de causa e efeito poderá contribuir para o controle de perdas na produção, pois demonstrará os fatores que estão contribuindo para a feitura de itens com defeito.

4) Falta de processos na produção

Como dito anteriormente, a adoção de POPs pode ajudar muito na organização da produção e a evitar desperdícios e perdas. 

A realização de um bom controle de processos leva ao aumento da produtividade e da segurança, já que as etapas passam a ser padronizadas.

A grande vantagem da padronização de processos é fazer com que a linha de produção se torne uma rotina, e todos os protocolos são inseridos nela.

A partir da implementação dos processos, basta seguir um passo a passo que explica como tudo deve acontecer na empresa.

5) Falhas na logística

O processo logístico é amplo e vai desde o armazenamento de matérias-primas até o transporte de produtos.

Por isso, falhas na logística comprometem significativamente a cadeia produtiva e têm o potencial de causar prejuízos grandes.

Para evitar problemas, é importante realizar um diagnóstico de todo o fluxo de trabalho. Com base nisso, é mais fácil identificar quais são os prejuízos que ocorrem no cotidiano da empresa, permitindo uma tomada de decisão mais ágil e eficiente.

Como fazer um bom controle de perdas na produção? 

Vimos que um dos elementos mais importantes para evitar perdas na produção é o controle de estoque.

Mas é importante estar atento aos vários tipos de estoque para uma gestão eficiente.

Quando bem gerenciado, o estoque supre a demanda de forma equilibrada. Ele permite o crescimento saudável e constante da empresa. Um estoque mal gerenciado, no entanto, pode causar atrasos, perdas e prejuízos financeiros para o negócio.

Um método interessante de gestão e avaliação de ativos na logística empresarial, se chama FIFO. A sigla vem do inglês e representa a expressão “First In, First Out” (em português: “primeiro a entrar, primeiro a sair”).

Nesse método os ativos produzidos ou adquiridos primeiro também os primeiros a serem vendidos ou utilizados.

Em resumo, é um sistema de armazenagem que visa a movimentação programada de produtos ao priorizar a venda de itens que estão estocados a mais tempo.

Gerenciar o estoque, no entanto, não é a única tarefa na missão de fazer um eficiente controle de perdas na produção. É preciso também pensar nas etapas de produção, na jornada dos funcionários, na qualidade das negociações, no transporte de mercadorias etc. 

Para reduzir o impacto das perdas e dos desperdícios de produção, é comum, por exemplo, a venda de materiais que não são aproveitados pelas empresas no processo produtivo.  Esses são os subprodutos e as sucatas.

Além disso, outra maneira de fazer o controle de perdas mais eficiente é utilizar a tecnologia para agilizar os processo, como é o caso de aplicativos de checklist. Entenda melhor no tópico a seguir.

Conheça o Aplicativo de Checklist Digital da uMov.me

O controle de perdas na produção pode ser feito manualmente, a partir de registros em papel, sem que haja integração de cada parte do processo produtivo.Aplicativo de Checklist

Nesses casos, os apontamentos de desvios, controle de estoque e custos por produção são feitos à mão. A forma mais eficiente de fazer o controle de perdas, no entanto, é usando a tecnologia. 

Com o Aplicativo de Checklist desenvolvido pela uMov.me, por exemplo, é possível coletar dados de forma organizada, usá-los para analisar as ações da equipe e garantir que os processos de trabalhos em campo sejam executados de maneira correta.

Os aplicativos trouxeram as empresas mais facilidade e rapidez aos extensos e tediosos formulários em papel ou às inúmeras planilhas de controle.

Conheça as principais funcionalidades do Aplicativo de Checklist da uMov.me:

  • Checklist inteligente
  • Painel de gestão
  • Comunicação entre gestor-equipe
  • Geolocalização dos funcionários
  • Roteirizador inteligente
  • Jornada de Trabalho da equipe
  • Registro de despesas
  • Acesso offline, mesmo sem internet

O caso Darcy Pacheco

Empresa tradicional do Rio Grande do Sul, com atuação em todo o Brasil, a  Darcy Pacheco está há quase meio século no segmento de guindastes para içamento de peças. Além disso, possui mais de 300 funcionários atualmente.Aplicativo Darcy Pacheco

Com número expressivo de funcionários e equipamentos para gerenciar, a empresa buscava uma ferramenta capaz de auxiliar na gestão e na comunicação com seus times, além de poder contar com um histórico organizado e informações precisas.

A solução veio com a tecnologia! Com apoio da uMov.me, a Darcy Pacheco possui hoje um Aplicativo de Checklist e Ordem de Serviço criado para atender às necessidades da sua operação.

Um dos benefícios dos aplicativos uMov.me é a possibilidade de integração com outras ferramentas. No caso da Darcy Pacheco, o aplicativo está integrado com o ERP da empresa. 

O ERP (em português: Planejamento dos Recursos da Empresa), é uma das mais conhecidas e utilizadas categorias de software de gestão. É responsável por auxiliar o gestor a ter o controle de todas as operações internas. 

Faça como a Darcy Pacheco, automatize processos e melhore a gestão da sua equipe em campo!

Considerações sobre controle de perdas na produção

Como pudemos observar no caso acima, a transformação digital traz melhorias para empresas de diferentes segmentos, tanto para a operação quanto para a cultura das organizações.

A otimização de processos é uma necessidade para manter-se competitivo no mercado atual, portanto ferramentas como os aplicativos fazem a diferença no dia a dia das empresas.

Não perca tempo e torne as atividades do seu negócio mais assertivas, seguras e ágeis! Com a tecnologia uMov.me é possível personalizar ferramentas e realizar um melhor controle de perdas na produção

Agende agora mesmo uma demonstração gratuita e comece a revolução tecnológica da sua empresa!

Aplicativo de Checklist - Darcy Pacheco

Aplicativos customizados

Como o checklist de veículos pode reduzir os custos da sua operação

A frota pode se tornar mais assertiva quando um checklist de veículos é incorp...

Aplicativos customizados

Como o checklist de veículos pode reduzir os custos da sua operação

A frota pode se tornar mais assertiva quando um checklist de veículos é incorp...

FALE COM UM ESPECIALISTA

Conheça os potenciais da plataforma para a sua empresa.

QUASE LÁ!

Preencha os dados abaixo para garantir sua demonstração gratuita.