O que é FIFO? Descubra como o método pode otimizar a sua gestão de estoque!

A forma de armazenar o estoque e a gestão da distribuição são grandes desafios dos negócios. Entenda como a logística FIFO (First In, First Out) ajuda empresas a organizar o estoque, otimizar processos e reduzir custos. 

O estoque é uma das partes mais importantes da cadeia de suprimentos. Afinal, é onde ficam armazenados os ativos e, quando ocorrem falhas nos procedimentos, podem ocorrer erros nas entregas, desperdício de produtos, gastos desnecessários e outros problemas.

É por isso que hoje vamos falar sobre FIFO, um método de gestão de estoque que vale a pena conhecer.

Confira a definição e a importância desta e outras metodologias relacionadas ao controle de estoque, principalmente como aliadas da tecnologia!

First In, First Out: o que é logística FIFO?

A sigla FIFO vem do inglês e representa a expressão “First In, First Out” (em tradução livre, “primeiro a entrar, primeiro a sair”). 

Trata-se de um método de gestão e avaliação de ativos na logística empresarial, no qual os ativos produzidos ou adquiridos primeiro também os primeiros a serem vendidos ou usados.

Em outras palavras, esse tipo de sistema de armazenagem visa a movimentação programada de produtos ao priorizar a venda de itens que chegaram primeiro ao estoque, ou seja, que estão estocados a mais tempo.

Quando utilizar?

O objetivo da logística FIFO é otimizar a gestão de estoque através da automação dos processos de armazenamento e recebimento de produtos. 

De forma geral, é utilizada quando há necessidade de maior dinâmica nos giros do estoque.

Um exemplo disso são empresas que trabalham com produtos com prazos de validade como alimentos, medicamentos e outros perecíveis.

Mesmo fora desses segmentos, o uso de FIFO pode ajudar a evitar desperdícios relacionados a má gestão de estoque. 

Ainda, o método pode ser aplicado por algumas empresas de outras áreas como eletrônicos e eletrodomésticos, por exemplo.

Exemplo de FIFO na prática

De nada adianta ficar apenas na teoria, não é mesmo? Para facilitar a compreensão sobre o tema, vamos trazer um exemplo onde a aplicação do FIFO é clássica: o supermercado!

Se ao fazer compras você fica de olho nas datas de validade, pode ter certeza de que a equipe do estabelecimento também se preocupa com a questão. 

É por isso que, ao receber um novo carregamento de leite, por exemplo, os funcionários irão priorizar as caixas de leite que já estão a mais tempo no estoque.

Portanto, os produtos recebidos primeiro, consequentemente mais próximos da data de validade, serão vendidos primeiro nas prateleiras do mercado. Enquanto o novo carregamento de leite aguarda a sua vez de encontrar o consumidor final.

Qual a importância do FIFO para a logística?

Escolher o método de armazenagem mais adequado é uma parte fundamental da gestão de estoque. Essa etapa tem uma relação direta com a eficiência dos processos no dia a dia da empresa e, consequentemente, nos resultados dela a cada mês.

Então, é claro que esse planejamento deve ser muito bem pensado, considerando fatores como:

  • Tipo de produto
  • Infraestrutura disponível 
  • Demanda do mercado, entre outros.

O FIFO colabora, principalmente, para reduzir e prevenir erros na estocagem e tornar a cadeia de suprimentos mais ágil e eficiente, já que facilita a automação e liberação de lotes.

Com regras de como proceder quando chegam novas mercadorias, é possível garantir a rotatividade de estoque. 

Ou seja, essa metodologia ainda contribui para a padronização da qualidade nas entregas. Pois permite maior controle sobre as mercadorias, consolidando o relacionamento com o cliente e a sua satisfação.

No geral, o FIFO proporciona a gestão de estoque mais adequada, conferindo maior organização quanto à saída e entrada de produtos e, assim, evitando a perda de mercadorias. 

Isso traz uma série de benefícios: melhor fluxo de caixa, aumento do capital de giro e maior eficiência nos processos da empresa, por exemplo.

5 motivos para usar o FIFO na sua empresa

Já trouxemos diversas razões que a implementação do FIFO pode trazer para a logística de um negócio. Mas se você ainda não está convencido, podemos ir um pouco além.

Por que escolher o método FIFO para a sua empresa? Quais as suas vantagens? Vamos abordar 5 motivos para utilizá-lo a seguir!

1) Custo-benefício

Com a implantação do FIFO, a taxa de desperdícios diminui, afinal os itens cujo prazo de validade está mais próximo tem saída mais rápida.

Além disso, a rotatividade dinâmica de produtos reduz a necessidade de compra de grandes volumes, impulsionando o fluxo de venda e o faturamento da empresa. 

Como consequência, também torna-se possível cortar custos com grandes armazéns, já que há menor necessidade de espaço.

2) Agilidade

O método FIFO facilita o processo de entrada, saída, localização e separação de produtos. 

Assim, a sua equipe perde menos tempo procurando pelos ativos adequados e pode focar em outras atividades. Resumindo, é uma prática que beneficia diretamente o lead time da empresa.

3) Redução de erros

Com uma metodologia como o FIFO,  fica mais fácil evitar erros seja na entrada, na saída ou na separação de produtos. Pois ela deve preparar a empresa para enfrentar todos esses processos.

Guia completo da segurança logística: o que você precisa saber sobre pessoas, cargas e estradas!

4) Precificação

Outro benefício do uso do FIFO é a maior facilidade para precificar produtos. Isso porque eventuais desequilíbrios entre os custos de entrada e preços de saída são diminuídos consideravelmente.

5) Gestão visual

Com o FIFO tornando o controle de estoque mais organizado e fluido também fica mais fácil identificar problemas no sistema e corrigi-los antes que se tornem críticos.

Conheça outros sistemas de armazenagem: LIFO e FEFO

Já estabelecemos que o FIFO pode proporcionar diversos benefícios. Mas, claro, não podemos dizer que este é o melhor método para controle de estoque universalmente – isso não existe! 

Para escolher a melhor forma de gerenciar o estoque, é preciso levar em consideração uma série de fatores externos e internos de cada empresa. Por isso, é importante conhecer outros sistemas de armazenagem além do FIFO.

8 conceitos da logística que são importantes você entender

LIFO (Last in, First Out)

A sigla LIFO vem de “Last in, First Out” (em tradução livre, “último a entrar, primeiro a sair”). Ou seja, esse sistema de armazenagem é o oposto do FIFO.

Esse método é usado para garantir a rotatividade de estoque de produtos com prazos de validade mais longos. Assim, armazena-se os itens no fundo da prateleira ou do estoque para que os produtos recém chegados fiquem na borda, prontos para serem colocados à venda.

Indicado para produtos não perecíveis, o LIFO é recomendado para segmentos em que as novas mercadorias são um atrativo, aumentando as vendas de forma estratégica.

É o que ocorre na indústria da moda, por exemplo. As novas coleções chamam a atenção do público e, se deixadas para depois, tornaram-se obsoletas. 

Isso pode fazer com que a loja perca clientes para outro negócio que já esteja oferecendo as peças.

FEFO (First Expired, First Out)

A sigla FEFO significa “First Expire, First Out” (em tradução livre, “primeiro a vencer, primeiro a sair”). Aqui, o foco está no controle rígido do prazo de validade.

O nome pode até ser parecido, mas, ao contrário do FIFO, a prática é indicada para produtos de alto giro e mais perecíveis.

Outra diferença está na variação de preços dos insumos e produtos, principalmente em casos de inflação ou deflação. 

Isso ocorre, pois ao ter um giro de estoque mais rápido, os impactos de mudanças externas tendem a exercer menor influência sobre os valores do que no caso de estoques de longa duração.

Importância da tecnologia aplicada ao sistema de armazenagem

Seja FIFO, LIFO ou FEFO, implementar uma metodologia de controle de estoque sempre é mais fácil com ajuda da tecnologia. tecnologia para calcular o valor do frete

Aplicativos e gestão de estoque já formam o par perfeito para muitas empresas. Além disso, negócios relacionados à logística e supply chain já utilizam ferramentas tecnológicas em seu dia a dia para otimizar processos, gerenciar equipes e monitorar atividades, entre outras funções.

Isso vai desde máquinas como flow rack, push-back, transelevadores e esteiras automáticas até softwares especializados na área para ajudar gestores e colaboradores a trabalhar de forma fluida e ágil.

Esse tipo de tecnologia é ideal para realizar uma logística orientada a dados. Como o aplicativo de logística da uMov.me, que permite:

Conheça todas as funcionalidades do aplicativo de logística da uMov.me!

Considerações sobre o FIFO

Agora que você conhece o métodos FIFO, e até mesmo o LIFO e FEFO, ficou mais fácil pensar em como gerenciar o seu estoque da melhor forma, certo?

Lembre-se: escolher uma dessas opções ou até mesmo outra metodologia, depende da sua área de negócio e da estratégia da sua empresa.

Além disso, é importante buscar as ferramentas certas que podem ajudar o seu negócio com o estoque e outras necessidades logísticas. Não há motivo para gastar tempo e recursos com papel, planilhas e retrabalho quando já existem soluções tecnológicas desenvolvidas especialmente para facilitar o dia a dia da sua equipe.

Para entender melhor como a uMov.me pode ajudar a sua empresa na implementação de um sistema de armazenamento, agende uma demonstração

Infográfico - Vantagens de um Aplicativo de Logística

Aplicativos customizados

Gestão de estoque e aplicativos: como a tecnologia pode ajudar?

O estoque se relaciona diretamente com o sucesso das estratégias de qualquer em...

Ordem de Serviço

Por que lojas devem usar aplicativos de gestão para serviços

Apostar em aplicativos de gestão é uma boa opção para acompanhar a jornada d...

Assine nossa newsletter

Tenha acesso aos nossos principais posts diretamente em seu email.

A mensagem foi enviada.