Logística orientada a dados: como potencializar resultados com inteligência

logística orientada a dados
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

uMov.me e BIMachine reuniram seus especialistas para um bate-papo sobre logística orientada a dados. Entenda na prática como utilizar essas informações na operação para aprimorar os seus resultados.

O avanço tecnológico trouxe diversas melhorias para a logística nos últimos anos. Mas, embora se fale muito em novas máquinas, rastreamento e aplicativos, nem todas as empresas entendem a importância de outra novidade: a riqueza de dados. Como implantar uma logística orientada a dados?

Big Data e outras tecnologias já estão sendo usadas no mundo dos negócios para capturar, integrar, armazenar e aproveitar dados da cadeia de suprimentos de forma eficiente para obter insights significativos. 

Os dados estão impactando todas as funções da cadeia de suprimentos, automatizando decisões e impulsionando uma série de melhorias operacionais, da utilização de ativos até atualizações do cliente e agilidade empresarial. Ou seja, é inevitável para este mercado trabalhar com uma logística orientada a dados.

Pensando nisso, uMov.me e BIMachine juntaram-se para debater o uso de dados para tomada de decisões mais eficientes, a possibilidade de redução de custos e o aumento da eficiência da operação logística. 

Em um webinar gratuito, a Executiva de Negócios da BIMachine, Marcela Mantovani, e o CEO da uMov.me, Alexandre Trevisan, compartilharam informações e análises sobre o mundo orientado por dados e como trabalhar nele de maneira eficiente. Confira os detalhes!

evento logística orientada a dados

Webinar gratuito sobre logística orientada a dados ocorreu no dia 27/07/2021.

Logística orientada a dados: o futuro logístico

A tomada de decisão baseada em dados, ou data driven, é uma tendência crescente na logística. Afinal, com informações em mãos, é possível decidir as melhores rotas, o melhor uso da equipe, avaliar o que está faltando e identificar erros.

Esse dia a dia da logística orientada a dados é impulsionado pela transformação digital. Assim, nenhum passo é realizado em falso e todo planejamento tem o máximo possível de precisão.

Para Alexandre Trevisan, a digitalização se acelerou nos últimos meses, impulsionada pela pandemia de coronavírus, que exigiu mudanças em diversos setores. 

“Hoje, precisamos que os produtos cheguem nas nossas casas para conseguir operar de forma digital. Isso acelerou as operações de logística, principalmente de última milha, explica.

O CEO da uMov.me também destaca a maior relevância do consumidor, que assumiu um papel central no mundo dos negócios, principalmente no que diz respeito às vendas online

“O consumidor tem cada vez mais opção de escolha. E, no momento em que a presença física deixou de ser tão importante, ele passou a ter o poder. Isso traz diversas novas variáveis para o processo de tomada de decisão, como a velocidade de entrega, por exemplo”.

Isto é, o consumidor compra mais pela internet e espera cada vez mais velocidade e qualidade nas entregas. Nesse contexto, qualquer maneira de otimizar tarefas e equipes, ganhar velocidade e cortar custos representa uma vantagem importante.

“A única forma de entregar esse tipo de experiência é com o uso intenso de tecnologia, em todas as etapas da operação. Isso vai garantir que o processo de logística seja executado com alta qualidade para atender às expectativas do consumidor”, analisa Trevisan.

Veja também quais são os 8 conceitos da logística que são importantes você entender.

Transformando dados em informação

Para Marcela Mantovani, embora a coleta de dados seja importante, ela só funciona se eles puderem ser transformados em informação e usados a favor da empresa. Apenas assim teremos de fato uma logística orientada a dados.

“Hoje, conseguimos analisar dados e otimizar os processos. Se não temos as informações em números não conseguimos mensurar o que estamos fazendo de maneira adequada. Com os dados, é possível repensar estratégias, oferecer novas soluções, criar processos mais eficientes, reduzir custos, entre outras possibilidades”.

Com o apoio dos dados torna-se mais fácil, por exemplo, perceber onde é possível cortar gastos e quais são as melhores formas de investimento. 

Ou seja, com tecnologias que auxiliam a sua empresa a organizar rotas, equipes e entregas, como um sistema de entregas por exemplo, você fica livre para analisar a sua estratégia, evita erros, ganha mais produtividade e reduz custos.

Além disso, as melhorias feitas com uma logística orientada a dados diminuem as chances de extravios e perdas, seja de mercadorias ou de documentos. Assim, a empresa deixa de perder dinheiro por desorganização e o consumidor fica satisfeito com o serviço de entrega.

Conforme Trevisan, a relação entre tecnologia e uma logística orientada a dados é a chave para a fidelização do cliente: 

“A tecnologia está nas mãos do consumidor, do entregador, do motorista e do gestor. É possível fazer mudanças sempre que necessário, como avisar que encomenda vai atrasar devido ao clima, por exemplo. São atitudes como essa que garantem transparência e que farão com o que o cliente continue comprando com a sua empresa. A transparência é a chave para construir relacionamentos de confiança e a tecnologia nos permite isso”.

O CEO da uMov.me também dá como exemplo o uso de uma ferramenta de roteirização na logística:

“Um dos nossos parceiros passou a utilizar o aplicativo. Em pouco tempo, os veículos começaram a retornar meia hora mais cedo devido à otimização do roteiro. Isso é meia hora de economia todos os dias somente com esse recurso simples”.

No entanto, como destacam Trevisan e Mantovani, tudo tem que ser medido. Isso significa que, em uma logística orientada a dados, é preciso coletá-los e transformá-los em informação. 

“Não adianta coletar o dado se não houver a capacidade de analisar as informações em conjunto com a sua experiência. É importante contar com ferramentas que possibilitem isso em tempo real. Quando estamos falando de decisões rápidas, como as que envolvem a equipe de campo, por exemplo, é importante ter os dados e sua análise de forma rápida”, comenta o CEO da uMov.me.

Participe da pesquisa setorial e ajude a conhecer as tendências que estão inovando transportadoras no Brasil

Conheça os especialistas em logística orientada a dados

Alexandre Trevisan – CEO da uMov.me

Alexandre Trevisan em logística orientada a dadosEmpreendedor desde os 18 anos, apaixonado por inovação e pelo poder transformador da tecnologia na vida das pessoas. Graduado e pós-graduado em Ciências da Computação pelo II/UFRGS.

Sócio fundador de empresas nos segmentos de tecnologia, varejo, distribuição e importação. Em 2011, lançou a uMov.me, primeira plataforma no-code para criação de aplicativos para empresas. Hoje, são mais de 10k empresas atendidas, 30k aplicativos criados e 330k usuários ativos na plataforma.

Em 2018, lançou a uMov.me Arena, rede de inovação social pensada para a era do conhecimento com o objetivo de articular a construção de conexões relevantes e o compartilhamento de conteúdo genuíno.

Marcela Mantovani – Executiva de Negócios BIMachine

Marcela Mantovani em logística orientada a dadosMarcela é Executiva de Negócios e atua há mais de 10 anos com tecnologia. Possui formação em Administração de Empresas pela UNIVATES e especialização em Marketing Estratégico pela ESPM.

Já ajudou – e continua ajudando – mais de 100 gestores e empresas na implementação de uma cultura data driven e, consequentemente, a alcançarem melhores resultados com tecnologia de dados.

Reveja esse bate-papo repleto de informações sobre logística orientada a dados e como potencializar os resultados da sua operação com inteligência:

Considerações sobre logística orientada a dados

O mundo dos negócios está em constante evolução e é preciso estar atento às transformações para não ficar para trás. Nesse sentido, é importante revisar métodos e atualizá-los sempre que necessário, além de incentivar a sua equipe a fazer o mesmo. 

Afinal, o modelo que funciona hoje pode não funcionar amanhã, então estar aberto a novas ideias é fundamental. Nesse cenário, uma tendência importante é o uso da tecnologia para tomar decisões cada vez mais assertivas baseadas em dados.

Uma atuação estratégica como essa é fundamental no competitivo mercado logístico brasileiro. Se você deseja implantar uma logística orientada a dados na sua operação, conte com a tecnologia da uMov.me.

Veja como o aplicativo da uMov.me funciona na prática ao agende uma demonstração gratuita com nosso time de especialistas!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

confira mais conteúdos!

vamos conversar?

Preencha os dados abaixo e entenda os benefícios de um aplicativo customizado para seu negócio.

grarfismo_home