Como fazer o controle da jornada de trabalho do motorista?

Seja para atuar de acordo com a lei ou otimizar os processos logísticos, o controle da jornada de trabalho do motorista é fundamental para a eficiência do negócio.

O controle da jornada de trabalho é um elemento importante dentro de empresas de qualquer segmento.

Muitos negócios perdem em produtividade e em oportunidades devido a problemas com relação ao controle de jornada dos funcionários e isso inclui os motoristas no segmento de logística.

Grande parte dessa dificuldade ocorre por esses colaboradores estarem longe do gestor, o que coloca mais obstáculos para se ter informações assertivas sobre a quantidade de horas exatas que o funcionário esteve em serviço, qual a sua rota, entre outros.

Se esse é um problema recorrente no seu negócio, não se preocupe: a seguir você entenderá sobre questões relativas ao controle da jornada de trabalho do motorista e como promover processos logísticos mais eficientes.

Controle da jornada de trabalho do motorista: o que é?

Como parte da estratégia de muitas empresas, o controle da jornada de trabalho do motorista refere-se ao período em que o funcionário está à disposição da empresa/contratante.

A principal informação é o tempo de direção, ou seja, o tempo em que o motorista está conduzindo o veículo.

Muitas empresas ainda adotam o método tradicional de fichas, tabelas e diários de bordo. No entanto, esse método apresenta falhas como a falta de segurança logística e os potenciais problemas jurídicos, caso os documentos sejam perdidos ou extraviados, por exemplo.

Por isso, hoje existem soluções tecnológicas para evitar essas situações. Ter um controle da jornada de trabalho do motorista feito de forma confiável por um sistema eficiente ajuda a manter a transparência do negócio, além de oferecer maior proteção aos funcionários.

O que diz a lei sobre a jornada de trabalho do motorista?

Além de ter uma grande importância logística, o controle da jornada de trabalho do motorista está previsto em lei. A primeira lei a tocar no assunto da legislação da jornada de trabalho do motorista data de 1994, mas muito mais já mudou desde então.

A jornada do motorista profissional é influenciada por quatro fatores principais, considerados pela legislação:

  • Remuneração, que apesar de ser negociável, o valor pago ao motorista por produtividade não pode ser inferior ao piso salarial ou ao salário-mínimo;
  • Plano de carreira, que também pode ser negociado entre empregador e empregado, sem a necessidade de registro no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) ou no contrato trabalhista;
  • Início da jornada, considerando que o deslocamento do empregado entre a casa e a sede da empresa não é contabilizado na jornada de trabalho. Nos casos em que o motorista leva o carro para a casa, o início da jornada começa ao ligar o veículo;
  • Férias, que podem ser divididas até três parcelas, desde que um dos períodos não seja inferior a 14 dias corridos e nenhum dos ciclos seja inferior a 5 dias corridos.

Lei n° 13.103/2015, também conhecida como Lei do Motorista ou Lei do Caminhoneiro, aborda o exercício da profissão de forma a disciplinar a jornada de trabalho e o tempo de direção. Isso serve como uma forma de evitar certas situações, como os caminhoneiros dirigindo por mais de 24 horas ininterruptas, inclusive utilizando substâncias psicoativas.

Só em 2020, no Distrito Federal, a Polícia Rodoviária Federal afirma que 86 motoristas foram autuados por dirigirem sob efeito de alguma substância psicoativa nas rodovias que cortam a região. O número representa aumento de 53% em relação a 2019, quando ocorreram 56 registros.

Uma pesquisa rápida no Google mostra que esse problema é comum a todos os estados do Brasil. Assim, a lei existe para que as empresas e os motoristas atuem juntos em busca de uma jornada correta e segura para todos.

O Art. 235-C da Lei do Motorista diz que:

“A jornada diária de trabalho do motorista profissional será de 8 (oito) horas, admitindo-se a sua prorrogação por até 2 (duas) horas extraordinárias ou, mediante previsão em convenção ou acordo coletivo, por até 4 (quatro) horas extraordinárias”.

Outro ponto que todo gestor deve conhecer diz respeito ao tempo de descanso do motorista:

“Dentro do período de 24 (vinte e quatro) horas, são asseguradas 11 (onze) horas de descanso, sendo facultados o seu fracionamento e a coincidência com os períodos de parada obrigatória na condução do veículo estabelecida pela Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 – Código de Trânsito Brasileiro , garantidos o mínimo de 8 (oito) horas ininterruptas no primeiro período e o gozo do remanescente dentro das 16 (dezesseis) horas seguintes ao fim do primeiro período”.

É importante ressaltar que, apesar de tanto o empregador como empregado serem responsáveis pela administração do tempo, o controle da jornada do motorista é responsabilidade do gestor.

Assim, a própria legislação já prevê que o gestor deve encontrar formas de registrar o tempo de condução estipulado, intervalos e períodos de descanso. O não cumprimento das regras pode resultar em multas, suspensão de licenças e outras punições.

O controle da jornada de trabalho do motorista está relacionado ao sucesso do seu negócio

Além da necessidade de controlar a jornada de trabalho do motorista para o cumprimento da lei, outro motivo igualmente importante é o sucesso do negócio no mercado logístico.

O controle da jornada do motorista permite uma visão ampla de toda a operação da frota, o que é essencial para uma gestão logística eficiente.

Principalmente quando aliado à tecnologia, o controle de jornada permite a redução de custos operacionais e otimização de tarefas, possibilitando o ganho de tempo e, consequentemente, o aumento da produtividade para cada membro da equipe.

Uma gestão transparente e inteligente ainda proporciona mais eficiência quanto a entregas e prazos, contribuindo para o aumento do nível de serviço logístico e da satisfação do cliente final.

Nesse sentido, vale ressaltar que, para garantir a melhor performance possível, a boa comunicação entre empregado e empregador é essencial, além da ciência sobre a necessidade de horas extras e banco de horas realizados.

Como fazer um controle da jornada de trabalho do motorista mais eficiente

Como já explicamos, é o gestor que precisa implementar estratégias e ferramentas para realizar o controle da jornada do motorista. Isso é importante não só pelo cumprimento com a legislação, mas igualmente para a eficiência logística da empresa também.

Mas por onde começar?

Antes de tudo, é primordial manter os registros da jornada dos motoristas atualizados. Entre os principais dados, podemos citar a hora de partida, chegada, almoço, espera e descanso. Ou seja, todas as informações acordadas com o funcionário.

Embora a necessidade de registro das horas trabalhadas seja estipulado por lei, o método não é. O problema com isso é que fichas e tabelas preenchidas à mão são propensas a falhas, já que podem se extraviar, perder-se ou até sofrerem com fraudes ou simples esquecimentos.

Automatizar processos logísticos agiliza o controle da jornada do seu motorista

Aplicativos feitos especialmente para gestão de frotas e equipes estão cada vez mais acessíveis, se tornando possível minimizar o número de divergências nos registros e problemas logísticos com ele e evitando erros que poderiam resultar em punições jurídicas ou, até mesmo, em acidentes de trânsito.

Com auxílio da solução é possível acompanhar a frota em tempo real, saber quando a jornada foi iniciada, se houve uma parada e os períodos de descanso do motorista.

Além disso, é possível verificar dados referentes à geolocalização do colaborador e alinhar as informações com o gerenciamento de frotas, o que possibilita tomar decisões mais estratégicas com relação ao uso da frota e roteiros de entregas.

Controle de ponto: o que é e a importância para a segurança do negócio

Mais eficiência com o aplicativo de logística da uMov.me na sua estratégia

Ter vários aplicativos diferentes para cuidar da jornada dos funcionários, do gerenciamento de frotas e da roteirização de entregas é excessivo e pode ser confuso para a sua equipe. É por isso que a uMov.me colocou tudo isso em um só lugar!

Com o aplicativo de logística da uMov.me é possível monitorar todas as suas operações em tempo real pelo status dos motoristas, o que ainda possibilita que seu cliente final acompanhe a jornada da encomenda.

Essa funcionalidade ainda sinaliza dados da frota por meio da geolocalização e disponibiliza a função de cercamento eletrônico, que delimita caminhos que a equipe não deve seguir.

Além disso, o aplicativo permite planejar as melhores rotas para a equipe de motoristas levando em consideração a distância percorrida, engarrafamentos, pedágios, boas condições das estradas, entre outros.  A roteirização de equipes pode indicar o melhor trajeto até o destino final (por menor tempo ou quilometragem), o que diminui o tempo total de corrida e possibilita até a economia de combustível.

LS Translog, uma transportadora focada em entregas rápidas, teve sucesso ao otimizar os processos logísticos com a plataforma no-code da uMov.me.

Um dos maiores resultados da transportadora foi um recorde de entregas durante a Black Friday de 2020, uma marca quatro vezes maior em comparação com o mesmo evento no ano anterior. Enquanto as entregas de 2019 foram 10 mil, em 2020 com o aplicativo de logística da uMov.me, esse número chegou a 42 mil entregas nas 24 horas de Black Friday.

Conheça mais funcionalidades do aplicativo de logística da uMov.me

Considerações sobre o controle de jornada do motorista

O controle da jornada de trabalho do motorista é fundamental para o cumprimento da legislação, a segurança nas estradas e o bem-estar dos funcionários na sua empresa.

Ter as melhores ferramentas ao seu lado faz a diferença em todos esses aspectos, garantindo processos melhores e mais transparentes na logística do seu negócio.

Vamos continuar nos aprofundando mais sobre logística? Selecionamos esses conteúdos no nosso blog:

Agora, para ver na prática como o aplicativo de logística da uMov.me funciona, agende uma demonstração conosco! Nossos especialistas estão prontos para mostrar como o controle da jornada do motorista pode ser fácil e prático com a solução!

Funcionalidades

Controle de jornada para equipes em campo: saiba como fazer de forma eficiente

Vamos fazer a gestão de equipes em campo de forma mais eficiente? O controle de...

Funcionalidades

Aplicativo de controle de entregas: por que criar para a sua empresa?

A tecnologia pode ajudar no controle de entregas de forma integral! Este artigo ...

FALE COM UM ESPECIALISTA

Conheça os potenciais da plataforma para a sua empresa.

QUASE LÁ!

Preencha os dados abaixo para garantir sua demonstração gratuita.