Lead time em logística: o que você precisa saber sobre

Lead time em logística, o que você precisa saber sobre
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

O que é lead time em logística? O que significa e como esse conceito pode ser importante? E qual a sua aplicação na cadeia de suprimentos? Entenda mais sobre!

Lead time é um termo advindo da língua inglesa que em tradução livre significa “tempo de espera”. A palavra foi inserida no contexto industrial, principalmente, pelos profissionais da engenharia de produção. 

Portanto, o lead time é a verificação de quanto tempo um processo demora para ser executado. E com esse dado em mãos é provável que você consiga verificar a existência de possíveis erros e gargalos que interferem diretamente na produtividade da empresa.

O lead time em logística exerce a mesma função, validar o tempo que serviços levam para ser concluídos. Você ainda não tem um controle sobre esse dado do seu negócio? Quer saber como aprimorar e aumentar sua produtividade? Continue lendo esse artigo!

O que é lead time em logística? 

Lead time em logística Conforme citamos anteriormente, lead time é um termo que foi adotado primordialmente pelos engenheiros de produção, mas que faz todo sentido quando o assunto é a logística e a cadeia de suprimentos.

A logística e o tempo andam de mãos dadas, a todo instante. Tudo nesse segmento está relacionado a duas variáveis: quanto tempo e qual a qualidade. 

Afinal, não importa se você consegue entregar no tempo, se as cargas chegam extraviadas. O mesmo caso para cumprir com a qualidade, mas nunca com o prazo.

Portanto, o lead time em logística é o tempo de espera que o cliente tem da compra à entrega da mercadoria. Simples, não é mesmo? A grande questão do lead time em logística é: como saber qual o meu tempo de espera? e como reduzi-lo?

Para ficar mais fácil, vamos a um exemplo real aqui do Brasil. O e-commerce, por exemplo, leva em média até 12 dias para realizar a entrega, de acordo com estudo. Com isso, podemos entender que esse é o lead time do momento em que o cliente clica em “comprar” até a chegada do produto em sua casa.

O que torna o lead time em logística complexo são os seus bastidores, ou seja, aquela parte que o cliente “não enxerga”. Para que um produto seja entregue em curto período de tempo são necessários alguns processos e automatizações.

Para que o produto chegue dentro de um tempo hábil é preciso:

  • linhas de montagem e produção estejam atentas a demanda;
  • uma boa gestão de estoque para ter os produtos no armazém;
  • processamento de pedido;
  • separação e envio para expedição; e o
  • transporte.

Esses são alguns dos procedimentos essenciais para que um produto saia da fábrica ou armazém e chegue até o cliente de maneira rápida e segura.

Algumas empresas como a gigante Amazon estão investindo em outro tipo de estratégia para atender os clientes de forma rápida, escrevemos um artigo inteiro sobre!

Por que o lead time em logística é tão importante?

O lead time não é um dado que apenas a transportadora e a fábrica devem se importar, na verdade, o tempo de espera é considerado decisivo, até mesmo, na hora do cliente fechar a compra.

Portanto, ter um dado competitivo e que esteja dentro da média do mercado (preferencialmente até menor) é essencial na hora de conquistar novos clientes. Lembrando, novamente, que o tempo deve estar aliado com a qualidade.

A ideia é que você saiba primeiro qual é o seu lead time atual e buscar entender quais são as melhores formas de otimizá-lo.

Um lead time em logística que seja competitivo ajuda a empresa em diversos aspectos, permitindo que o planejamento da demanda conforme entradas e saídas de pedidos sejam mais precisos. Com isso, pode-se reduzir significativamente os níveis de estoque (afinal, estoque é dinheiro parado).

Dessa forma e com um lead time em logística calculado, você consegue trabalhar sempre com planejamento, o que permite antecipar riscos e ainda ter um bom nível de margem para as entregas. Permitindo que sejam feitas no tempo hábil, com qualidade, segurança e competitivo.

Como entender meu lead time? 4 passos!

O lead time pode ser segmentado de acordo com cada área ou de acordo com a chamada logística de nicho. Essa forma de entender a espera auxilia a trazer uma visão mais ampla do tempo de demora. 

Ao dividir o lead time para vê-lo por setor, é possível até mesmo encontrar onde estão possíveis falhas e melhorar o tempo de espera que engloba todo o processo. 

1) Fornecedores, compras e abastecimento

Qual é o lead time do seu fornecedor? Você possui estoque da matéria-prima? Quanto tempo os insumos que são necessários levam para chegar até você? 

De que forma isso pode interferir na produção?

2) Linha de produção

Quanto tempo leva para que a fábrica consiga produzir um lote de produtos? Os lotes que você possui em estoque são suficientes por até quanto tempo? É preciso considerar possíveis racionalidades nesta conta.

4) Comercial

Após o pedido ser feito em seu site ou para o vendedor, em quanto tempo ele leva para ser encaminhado à expedição? 

Da realização do pedido até o produto chegar no cliente, quanto tempo levou? O setor comercial está ciente do lead time atual e consegue usá-lo positivamente nas negociações?

5) Transporte e distribuição

Com o modal de transporte que sua empresa opera, em quanto tempo o pedido demora para sair da expedição até chegar ao cliente? 

Todas essas perguntas segmentadas por setor podem fazer com que você perceba em qual área está levando mais tempo e dessa forma, introduzir ou melhorar os processos através de uma gestão mais eficiente apoiada em tecnologia.

Como a tecnologia ajuda com meu lead time em logística?

Existem ferramentas de tecnologia que apoiam esse processo. Uma delas são os aplicativos de logística da uMov.me, no qual auxilia da gestão à operação, trazendo automação e digitalização de processos que conseguem diminuir os erros, reduzir custos e ainda aumentar a produtividade.

A busca da solução de um aplicativo de logística possibilita que os setores fiquem integrados e, com isso, aumentar a agilidade da empresa. 

Vamos a alguns exemplos? O time de campo conta com um roteirizador que traça as melhores rotas considerando a menor quilometragem e variações do trânsito, ordena por valor dos pedidos e janelas de coletas e entregas dos clientes.

Tudo isso permite que ao fazer o melhor caminho, mais entregas possam ser feitas por dia, tornando seus motoristas mais produtivos. 

E não para por aí, com os setores integrados por meio de um sistema de entregas, quando o motorista por exemplo, notificar que concluiu uma coleta, o setor financeiro já pode faturar o pedido. 

Essas são apenas uma das vantagens oferecidas pela implementação da tecnologia no negócio logístico. Os aplicativos da uMov.me são inspirados no seu negócio. Isso significa que são customizados de acordo com as suas regras de negócio e necessidades operacionais, respeitando todas as etapas do seu processo.

Veja quais as principais funcionalidades do aplicativo de logística da uMov.me!

Considerações sobre lead time em logística

Conforme pudemos observar durante esse artigo, o lead time em logística está diretamente ligado com a eficiência e agilidade na operação de coletas e entregas.

Ao contar com recursos, como o de um aplicativo de logística, o tempo entre os processos que passam de um setor para o outro é reduzido. Afinal, a informação não depende da conversa entre funcionários para ser transmitida e ainda evita erros de processos manuais.

Além disso, a análise separa por etapa por gerar uma melhor perspectiva de todo o processo e estabelecer mudanças que melhorem o lead time em logística.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

confira mais conteúdos!

vamos conversar?

Preencha os dados abaixo e entenda os benefícios de um aplicativo customizado para seu negócio.

grarfismo_home