PCM: o que é o planejamento e controle da manutenção?

PCM: como e por que implementar o setor de planejamento e controle da manutenção

Já ouviu falar em PCM (Planejamento e Controle de Manutenção)? Neste artigo, entenda tudo sobre e saiba porque ele é importante para a efetividade da sua empresa!

O PCM é uma parte essencial da gestão industrial. Pertencente ao setor de manutenção, é no PCM que é realizada a administração dessas atividades, garantindo o bom funcionamento de todos os equipamentos e processos.

Por isso, entender o que é um PCM, como ele funciona e por que estabelecer um na sua empresa é fundamental. É o que vamos abordar neste artigo, além de outros conceitos relacionados ao tema. Confira!

O que é PCM (Planejamento e Controle da Manutenção)?

O Planejamento e Controle da Manutenção, ou PCM, é uma área estratégica responsável por gerenciar os serviços de manutenção dentro de uma empresa. Nisso, estão incluídas questões como custos, conservação dos equipamentos e os tipos de ações a serem realizadas.

Considerado uma das células mais importantes do setor, o PCM serve como um apoio tático para estas atividades.

Enquanto o tamanho físico e estrutural depende da proporção da empresa, o quadro de funcionários do PCM geralmente é contempla alguns tipos de funcionários, como:

  • Coordenador de Manutenção;
  • Supervisores de Manutenção;
  • Planejadores de Manutenção;
  • Programadores de Manutenção;
  • Analistas de Manutenção;
  • Inspetores de Manutenção Preditiva;
  • Inspetores de Manutenção e Rota;
  • Técnicos de Manutenção Preventiva;
  • Auxiliares administrativos; e
  • Desenhistas Projetistas.

Importância e benefícios do PCM

Todo bom gestor sabe que planejar ações é tão importante quanto a execução delas. E é o Planejamento e Controle de Manutenção que vai traçar as melhores estratégias para distribuir os três principais recursos do setor — mão de obra, tempo e dinheiro.

Quando feita corretamente, essa alocação traz como resultado o aumento dos índices de confiabilidade e disponibilidade dos ativos de uma empresa, com custos previsíveis e controlados. Este é o principal objetivo do PCM e, também, possivelmente o maior benefício providenciado por ele.

Ou seja, na prática, o resultado de um PCM eficiente é a otimização de tempo, maior produtividade, a garantia da disponibilidade dos equipamentos de forma programada e maior facilidade no atingimento das metas, através de estratégias corretivas.

Atribuições e responsabilidades no PCM

A principal atribuição do PCM é determinar o fluxo de trabalho na manutenção, assegurando que os processos estejam alinhados com os objetivos estratégicos da empresa.

As responsabilidades são divididas em partes estratégicas, táticas, administrativas e técnicas da manutenção. Dentro disso, a equipe que compõe essa gestão realiza demandas como o desenvolvimento de um plano de manutenção, a programação de atividades e o gerenciamento da qualidade dos serviços, além de controlar indicadores de desempenho para garantir a eficiência.

Para melhor visualização, ainda podemos listar as principais atribuições e responsabilidades do PCM de forma mais específica:

  • Estabelecer metas e acompanhar indicadores de desempenho da equipe de manutenção;
  • Criar e padronizar procedimentos no setor;
  • Elaborar planos de ação para atingir as metas;
  • Idealizar e administrar planos de inspeção, manutenção preventiva, preditiva e lubrificação de máquinas e equipamentos;
  • Incorporar novas tecnologias para as atividades de manutenção;
  • Realizar a capacitação do pessoal da manutenção;
  • Controlar a documentação técnica;
  • Analisar falhas e incorporar estratégias corretivas;
  • Administrar a contratação de serviços terceirizados; e
  • Controlar e gerenciar os custos da manutenção.

Entenda o que é MTBF e como usá-lo a favor da sua empresa!

Tipos de manutenção

Podemos dividir os serviços de manutenção em três tipos: manutenção corretiva, preventiva e preditiva.

A primeira delas é a mais comum, mas pode ser mais custosa do que a segunda e a terceira, que consequentemente despertam maior interesse. Contudo, é importante ter um entendimento completo para saber como, quando e por que utilizar cada classificação.

Manutenção corretiva

Como implica o nome, a manutenção corretiva é implementada quando algo já deu errado — seja quando uma máquina estraga ou os ativos falham.

Enquanto é muito importante preparar a equipe para o pior, esta atividade pode ser muito cara para a empresa. É fundamental, então, que a energia da equipe seja direcionada à prevenção de problemas, como veremos à seguir.

Manutenção preventiva

O objetivo aqui é evitar que as máquinas e processos venham a falhar.

Para isso, o PMC desenvolve planejamentos estratégicos e implementa métodos que reduzam o risco de erro e o prejuízo, pensando no aumento da produtividade e nos recursos disponíveis para isso.

Manutenção preditiva

A manutenção preditiva é fundamentada em dados. Em essência, a equipe do PCM considera todo o sistema operacional dos equipamentos e dos ativos de uma empresa para otimizar processos.

Isso é feito pelo monitoramento da equipe, coletando indicadores de desempenho e com a realização de inspeções.

Relatório de serviços: saiba como fazer corretamente

3 chaves do PCM

A eficiência e o sucesso dos serviços de manutenção são determinados pelas atividades do PCM. Pensando em um ciclo de melhoria contínua, existem três chaves do PCM que devem ser administrados constantemente e com maior atenção: as pessoas, os processos e os ativos.

1) Pessoas

Como qualquer atividade que envolve a prestação de serviços, a eficiência do setor de manutenção é diretamente relacionado à atividade humana. Ou seja, as pessoas são a parte mais importante de qualquer processo.

Afinal, não há como otimizar um processo sem investir no desenvolvimento das pessoas responsáveis por ele.

Administrar pessoas envolve a implementação de estratégias para otimizar suas ações e reforçar a importância de cada contribuição para o desenvolvimento da empresa. Neste sentido, existem três fatores centrais que devem ser acompanhados e receber investimento na gestão de pessoas:

  • Treinamento;
  • Liderança; e
  • Dimensionamento de equipe.

2) Processos

Aqui, o foco está em desenvolver planos e implementar ações com um objetivo central: a otimização dos processos.

A ideia é investir no planejamento e estratégias para assegurar que todas as atividades sejam realizadas dentro do prazo, de forma eficiente e produtiva, sem perder a qualidade dos resultados. Toda a logística empresarial é desenvolvida pensando na agilidade, que pode não só aumentar a satisfação geral como reduzir custos para um negócio.

Dentro dos processos, temos três pontos chave a serem determinados com maior atenção:

  • Tipo de manutenção;
  • Formas de trabalho; e
  • Gestão dos processos.

3) Ativos

Como já mencionamos, o foco do PCM está sempre voltado à gestão de ativos. Essa administração é importante pois é a saúde dos ativos que determina a prioridade de investimentos e a concentração de esforços sobre os ativos mais críticos, que servem de base para todos os processos organizacionais.

Em resumo, o PCM deve criar planos de manutenção e inspeção para garantir a confiabilidade e disponibilidade dos ativos, através das Ordens de Serviço (OS). As questões chave envolvidas nesta análise são:

  • Banco de dados;
  • Criticidade dos equipamentos; e
  • Planos de manutenção.

O que é MTTR e qual a sua influência na prestação de serviços?

Como criar um PCM eficiente, na prática?

Como tudo na vida, não existe receita mágica para criar um PCM corretamente. Cada empresa, segundo o que mencionamos anteriormente, tem suas devidas proporções, metas e necessidades. A partir dessas questões individuais que serão determinados os passos para implementar um setor de Planejamento e Controle da Manutenção.

Por outro lado, para facilitar este processo, podemos citar algumas questões a serem consideradas ao criar um PCM e aplicá-lo com eficiência.

Organização e descrição de processos de manutenção

Comece pelo começo: o detalhamento de todas as atividades de manutenção geridas pelo PCM!

O primeiro passo é desenvolver um cronograma de serviços, a partir de informações da rotina na linha de produção, sempre considerando os recursos disponíveis e a capacidade de mão de obra. De forma realista, aqui serão estabelecidos objetivos e prazos para a realização das atividades, equilibrando agilidade e qualidade.

Em seguida, chega o momento de definir os momentos de pausa para reparação dos ativos. Assim, toda a equipe pode se organizar com antecedência e as entregas não serão prejudicadas.

Seja claro quanto às atividades que serão planejadas, incluindo o motivo para tal, assim como o tempo para o cumprimento. Aqui também é importante detalhar no que consiste cada serviço realizado pela equipe de manutenção.

Essa lista é o que vai ajudar no controle e monitoramento do que está sendo feito, viabilizando dados de performance que servirão de base para estratégias futuras.

Planejamento de recursos

Se não há recurso, não há serviço. Certo?

É neste sentido que temos o planejamento de recursos como uma etapa fundamental para a execução das atividades do PCM. Pensando nas três chaves que comentamos anteriormente, é preciso avaliar o que está ao seu dispor para determinar o que é necessário para prosseguir com o trabalho de manutenção.

Dependendo dos resultados desta análise, é possível programar aquisições, administrar estoques e avaliar a contratação de novos funcionários ou terceirização de pessoal, entre outros fatores.

Acompanhamento dos processos

Aqui reforçamos novamente a importância do acompanhamento dos processos de manutenção — e é claro que isso deve ser uma responsabilidade permanente e constante no PCM.

Desta análise, pode-se determinar se tudo aquilo que foi proposto no planejamento está sendo realizado de fato. Se os resultados forem negativos, é necessário avaliar se o problema está na gestão ou no pessoal, e propor novas estratégias a partir disso.

Ou seja, este processo é sustentado inteiramente por indicadores de performance. O que nos leva ao próximo ponto…

O que é um relatório de visita técnica e como fazê-lo com apoio da tecnologia

Implementação da tecnologia adequada

Qual a forma mais prática de coletar dados? Com a ajuda da tecnologia, obviamente.

Identificar a melhor ferramenta para as necessidades da sua empresa faz toda a diferença, desde a rotina de trabalho até os resultados observados mês a mês.

Adotar a tecnologia como aliada na gestão da manutenção significa dedicar menos tempo em processos manuais, evitando erros e economizando tempo e recursos.

Sem um processo de automatização através da tecnologia, a equipe pode ser subutilizada, desperdiçando todo o potencial. Esses profissionais, assim, ficam restritos a manter planilhas atualizadas com informações e dados sobre manutenção e documentos das máquinas. Ou seja, realizando um trabalho manual que facilmente poderia ser otimizado com ferramentas tecnológicas.

No mercado, existem diversos sistemas e ferramentas para auxiliar o PCM, como comentaremos a seguir.

O uso de aplicativos no PCM

Os aplicativos são uma opção que facilita e aperfeiçoa os processos de manutenção — e é exatamente isso que um bom PCM quer!

Com esta tecnologia, a ordem de serviço de manutenção é gerada automaticamente e é enviada para os técnicos encarregados. O próprio sistema seleciona o pessoal disponível e que tenha o perfil adequado para a tarefa.

Aplicativo de Ordem de ServiçoEm casos de emergência, como manutenções corretivas, um aplicativo pode atribuir a tarefa ao técnico qualificado sobre aquele tipo de solicitação, emitindo a ordem de serviço imediatamente.

A utilização de aplicativos auxilia na melhor gestão das manutenções e controle de execução das ordens de serviços, bem como gerando acompanhamentos através de um painel de gestão com indicadores das atividades exercidas.

Todas essas funcionalidades e muitas outras podem ser encontradas no aplicativo de ordem de serviço da uMov.me, por exemplo. Com uma tecnologia no-code, a plataforma uMov.me pode facilitar os processos do PCM e promover a rapidez, segurança e transparência na execução de atividades.

Considerações sobre PCM

Em resumo, compreender a importância do PCM, do conceito à prática, é fundamental para implementar uma gestão da manutenção, para que os processos sejam realizados da forma mais otimizada possível.

Saber como reduzir desperdícios nas empresas, aumentando a produtividade e a qualidade dos produtos ou serviços ofertados certamente fará toda a diferença para a competitividade da sua empresa. E a uMov.me, líder no desenvolvimento de aplicativos B2B, pode ajudar a facilitar essa jornada.

Quer saber mais sobre como um aplicativo pode ajudar sua empresa a gerenciar melhor as manutenções? Clique aqui para agendar uma demonstração!

aplicativo de ordem de serviço agendar demonstração relatório de visita técnica

Ordem de Serviço

RCM: o que é manutenção centrada na confiabilidade e como aplicá-la

Você conhece as siglas RCM ou MCC? Na prática, elas significam a mesma coisa: ...

Ordem de Serviço

PMOC: o que é, qual a importância e de que forma aplicativos ajudam

O PMOC, apesar de pouco conhecido, é uma obrigatoriedade legal para locais com ...

FALE COM UM ESPECIALISTA

Conheça os potenciais da plataforma para a sua empresa.

QUASE LÁ!

Preencha os dados abaixo para garantir sua demonstração gratuita.