Cabotagem: o que é e como funciona essa tendência logística

Cabotagem: o que é e como funciona essa tendência logística

Já ouviu falar em cabotagem? Para o segmento de logística, esse é um conceito importante e é uma forma de transporte de cargas que tende a crescer. Veja os detalhes!

Atualmente, a logística é uma das atividades econômicas mais importantes no Brasil. Ela contribui diretamente para o bom funcionamento de vários setores, como indústria, agronegócio e varejo.

No entanto, para entender a logística, é preciso também entender sobre os diferentes modais, ou seja, os meios de transporte de cargas que fazem a logística acontecer.

O modal aquaviário é aquele que utiliza mar, rios e lagos. No Brasil, apenas 13% das cargas utilizam esse meio de transporte, mas a tendência é que o número cresça nos próximos anos.

O termo cabotagem pode não ser tão conhecido no linguajar comum. Porém, na área da logística e, especialmente do modal aquaviário, a palavra é de grande importância. 

Mas se ainda não conhece a cabotagem não se preocupe, vamos explicar tudo!

O que é cabotagem?

A cabotagem é uma modalidade de transporte que ocorre no mar, em rios ou lagos. Mas atenção: há uma diferença entre cabotagem e navegação.

A navegação é o que ocorre quando o transporte é realizado entre portos de diferentes países. Já a cabotagem é quando ele é feito entre portos do mesmo país. 

Ou seja, é um transporte que deve acontecer somente pela costa brasileira, sem que o navio se afaste para outros territórios. 

Graças à extensa costa marítima do Brasil e a sua grande quantidade de rios e lagos, a cabotagem é uma opção de transporte capaz de propiciar uma série de benefícios ao processo logístico.

Logística de nicho: você já ouviu falar? Entenda sobre!

Entenda como funciona a cabotagem na prática

A cabotagem envolve diversos serviços logísticos e meios de transporte.

Os transportes de cargas levam as mercadorias da origem até o porto e, do porto, até o destino final. Essa parte do processo é realizada por empresas de transporte rodoviário de contêineres. 

A partir daí, o trabalho é todo do navio! Pelo menos até o momento da chegada ao porto e da retirada dos produtos.

No entanto, é preciso estar atento a alguns cuidados essenciais para transportar as cargas com segurança.

Uma boa dica é usar empresas que investem em tecnologia de rastreamento, o que garante o acompanhamento em tempo real da carga. 

Dispor desse benefício também é um diferencial para competir com outras empresas do setor por trazer mais segurança ao consumidor.

Para saber mais sobre a digitalização do processo logística, confira um dos encontros da iniciativa Next Log sobre a temática da Logística 4.0:

Vantagens e desvantagens de utilizar a cabotagem

A causa principal por trás do crescimento da cabotagem no Brasil são os benefícios que ela oferece tanto para as empresas quanto para os demais envolvidos na cadeia de suprimentos

Porém, toda forma de transporte também apresenta seus desafios. Veja a seguir as vantagens e desvantagens da cabotagem!

Economize no frete

Não é segredo para ninguém que o frete representa um alto custo para qualquer negócio. Em comparação, estima-se que a cabotagem reduza esses gastos em até 30%.

Isso é importante, principalmente, por representar uma queda expressiva no custo que o produto final terá para o cliente. Além de aumentar a margem de lucro e a competitividade entre as empresas.

No entanto, vale lembrar que o transporte marítimo tende a levar mais tempo que o transporte rodoviário. Em geral, isso ocorre devido ao processo mais demorado para liberação da carga.

Logo, é preciso analisar qual a janela de tempo disponível para o transporte da mercadoria antes de optar pela cabotagem.

Tenha menos riscos

O risco de sinistros (furtos, acidentes, extravios ou outras ocorrências) é reduzido na cabotagem. O que se torna uma vantagem importante para o varejo, por exemplo.

Assim, além da chance menor de encontrar problemas nesse tipo de transporte em relação ao transporte rodoviário, essa característica também faz com que o seguro fique mais barato.

Preserve o meio ambiente

Das formas de transportes utilizadas no Brasil, a cabotagem está entre as que geram menos poluição. Principalmente, quando comparada ao transporte rodoviário, campeão das emissões de CO².

Com a crescente preocupação relativa ao meio ambiente, é cada vez mais importante estar atento a formas sustentáveis de gerir os negócios.

Investir em soluções que causem menos danos à natureza não é somente uma necessidade do planeta, também é uma forma de melhorar a imagem da empresa diante do mercado.

Assim como, atrair públicos que já começaram a ter a sustentabilidade como critério para escolher de quem comprar ou consumir.

Veja o bate-papo ao vivo no nosso quadro Conversas uMov.me sobre reputação corporativa e o seu impacto nos negócios:

Carregue grandes volumes

Outro benefício da cabotagem é o carregamento de cargas pesadas ou volumosas em volume único.

Como os navios costumam ter grande espaço disponível, a sua empresa pode enviar muitos produtos de uma vez só e economizar no envio de remessas.

Já no transporte rodoviário isso não é possível por conta do limite de peso que pode ser transportado pelo veículo e pelo espaço reduzido.

Aproveite a navegabilidade

Sabia que a costa navegável do Brasil possui cerca de 8 mil quilômetros? Ou seja, o país possui condições naturais propícias para a cabotagem.

Além disso, entre rios e lagos, estima-se que existam mais de 42 mil quilômetros de vias com potencial de navegação. O país também possui mais de 30 portos espalhados de sul a norte.

Esses dados indicam um grande potencial de transporte interno. Isso significa que se pode enviar uma carga de uma ponta a outra do país por um único modal, o que viabiliza maior capilaridade de serviços logísticos e economia de escala.

Ganhe mais segurança e diminuição de manutenção

Uma das principais consequências do crescimento da cabotagem é a diminuição do fluxo nas rodovias.  

A mudança diminui a necessidade de investimentos públicos na manutenção das vias. Além disso, proporciona maior segurança aos motoristas e pedestres ao reduzir o risco de acidentes.

Preste atenção na frequência

Embora a cabotagem tenha vantagens relevantes, também é preciso levar em consideração a baixa frequência, já que os embarques, em geral, são semanais. Portanto é preciso se programar para a menor frequência nos embarques.

Essa característica da cabotagem acarreta no aumento do estoque de produtos aguardando embarque ou em trânsito. 

Para que esse estoque não seja aumentado na área de expedição, costuma-se solicitar containers com a antecedência permitida pelo armador. Assim, os contêineres já ficam no terminal portuário à espera do embarque.

Isso representa alguns obstáculos que precisam ser levados em conta no momento de optar pelo melhor modal para os processos da empresa e satisfação do cliente.

Conheça o contexto da cabotagem no Brasil: dados importantes

A cabotagem é considerada um modal estratégico para o Brasil, já que diversas das grandes cidades, polos industriais e centros consumidores concentram-se no litoral ou em cidades próximas. 

Transportar cargas por via marítima é um forte aliado para compor a cadeia de suprimentos. Algumas vantagens importantes são:

  • O baixo nível de acidentes ou outros problemas envolvendo as mercadorias;
  • O menor índice de poluição ambiental;
  • A redução do trânsito de veículos pesados nas principais estradas do país.

Apesar dos benefícios, dados apresentados pelo Instituto de Logística e Supply Chain (ILOS) demonstram que, atualmente no Brasil, 61% da produção é escoada pelas rodovias. Bem como, 22% pelas ferrovias nacionais e somente 11% das cargas passam pelo transporte aquaviário.

Contudo, essa porcentagem tende a subir! Segundo a Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem ABAC, nos últimos 10 anos, a forma de transporte vem crescendo em ritmo acelerado. 

Nesse período, foram adquiridas cerca de 20 embarcações registradas com bandeira brasileira, um investimento total da ordem de R$3,5 bilhões. A aplicação possibilita a evolução da frota brasileira.

No presente, seus principais usos são para transporte de granéis líquidos (combustíveis), granéis sólidos (minério de ferro) e cargas gerais (madeira e celulose). Porém, outros setores já começaram a demonstrar interesse no método.

A previsão é de que, até 2022, o crescimento da movimentação de contêineres de cabotagem seja de 35%.

Considerações sobre cabotagem

Como procuramos destacar, a cabotagem está em expansão! O modal aquaviário baseado em transporte nas águas nacionais oferece transporte seguro, sustentável e econômico.

Embora haja mais burocracia para liberação de cargas e os prazos de entrega da cabotagem sejam um pouco mais longos, com planejamento, esse modal pode ser o mais vantajoso.

Nesse texto, mostramos o que é a cabotagem, seu funcionamento, suas características e o contexto no Brasil de 2021. 

Esse meio de transporte de cargas apresenta-se como uma alternativa viável a quem quer fugir das estradas, dos custos com frete e ainda contribuir para a saúde do meio ambiente.

Conheça também o Rotas uMov.me, o primeiro roteirizador gratuito do Brasil:

ROTAS uMovme

* Texto escrito originalmente em 08 de junho de 2021 e atualizado em 31 de maio de 2022

Logística

Transporte multimodal e intermodal: o que é e como pode otimizar a logística da sua empresa

Você já ouviu falar em transporte multimodal e intermodal? Sabe o que eles sig...

Logística

Sistema para transportadora: saiba como funciona e os benefícios para a operação logística

A gestão do transporte envolve muitos processos, que podem ser otimizados e int...

FALE COM UM ESPECIALISTA

Conheça os potenciais da plataforma para a sua empresa.

QUASE LÁ!

Preencha os dados abaixo para garantir sua demonstração gratuita.