Saiba como funciona o Sistema de Gestão Integrada (SGI)

Saiba como funciona o Sistema de Gestão Integrada (SGI)

SGI, ou Sistema de Gestão Integrada, é um método de trabalho utilizado pelas organizações que desejam centralizar os processos e integrar em um único tipo de sistema. Entenda como aplicar o SGI na sua empresa!

Você já ouviu falar em SGI? Em um mundo empresarial cada vez mais complexo e competitivo, a busca por uma gestão eficiente se torna fundamental para o sucesso de qualquer organização.

Nesse contexto, este método tem se destacado como uma abordagem estratégica que visa integrar diferentes sistemas de gestão. Dessa forma, promove a sinergia e a otimização dos processos internos.

Neste artigo, iremos explorar o conceito de SGI, entender quais são os benefícios dessa abordagem, quais normas estão associadas a ela. Além disso, será explanado como implementar em uma organização e quais são as considerações relevantes para se obter sucesso nesse processo. 

Se você está interessado em melhorar a gestão da sua empresa de forma integrada, continue lendo e descubra tudo sobre o Sistema de Gestão Integrada.

Definindo o conceito de SGI (Sistema de Gestão Integrada)

O SGI, ou Sistema de Gestão Integrado, é uma metodologia de gestão empresarial que busca integrar e otimizar todos os processos internos de uma organização. 

Essa abordagem permite uma gestão mais objetiva e assertiva, com foco na melhoria contínua e na redução de custos.

Portanto, o principal ponto do SGI é integrar os sistemas de gestão de qualidade, meio ambiente, saúde e segurança ocupacional, responsabilidade social e outras áreas relevantes presentes na organização. Sendo assim, cria um sistema único e padronizado.

Com essa integração, é possível obter uma visão mais ampla e completa da empresa, identificando oportunidades de melhoria e reduzindo os pontos de ineficiência.

Origem do método SGI

No geral, a origem do SGI pode ser atribuída à necessidade das empresas integrarem os sistemas para melhorarem os resultados e se manterem competitivas.

Além disso, a ISO 9001, norma de gestão de qualidade, foi uma das primeiras a incentivar a integração de sistemas de gestão. Posteriormente, surgiram outras, como a ISO 14001, para gestão ambiental, e a OHSAS 18001, para gestão de saúde e segurança ocupacional.

Quais são os benefícios do SGI

Ele permite uma melhor gestão de riscos e oportunidades, pois considera não apenas os aspectos internos da empresa, mas também os impactos externos, como regulamentações, necessidades dos clientes e demandas da sociedade, entre outros benefícios, tais como: 

Centralização das informações

Com a integração dos sistemas, as informações são centralizadas em uma única plataforma, o que facilita a comunicação e a tomada de decisão, e simplifica o acesso ao histórico das ações. 

Monitoramento contínuo 

Utilizar um sistema de gestão integrada permite um monitoramento contínuo de todos os processos, auxiliando na identificação de oportunidades de melhoria e na prevenção de possíveis problemas.

Redução de custos

O SGI ajuda a reduzir custos operacionais, eliminando desperdícios e aumentando a produtividade. E também pode resultar em uma redução significativa nos custos de produção, melhorando a margem de lucro da empresa.

Eficiência e padronização nos processos

Ao padronizar os processos, a empresa ganha eficiência e qualidade na entrega dos produtos e serviços, impactando até mesmo na imagem da empresa frente aos clientes.

Como a padronização de processos pode aumentar eficácia do negócio

Vantagem competitiva

Ao adotar um sistema de gestão integrada, as empresas conseguem se destacar no mercado, pois passam a oferecer produtos e serviços com qualidade superior e menor custo. 

Normas de regulamentação do SGI

Um sistema de gestão integrada pode auxiliar no momento de cumprir os requisitos para algumas das Normas Regulamentadoras, por exemplo: 

  • NR 1 – Disposições Gerais: sobre a implementação um sistema de gestão para garantir o cumprimento das NRs e a segurança e a saúde dos trabalhadores;
  • NR 4 – Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT): sobre o desenvolvimento de um programa de controle médico de saúde ocupacional, que pode ser integrado a outros sistemas de gestão existentes na empresa;
  • NR 9 – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA): sobre a implementação de um programa de prevenção de riscos ambientais, que pode ser integrado a outros sistemas de gestão existentes na empresa.
  • NR 17 – Ergonomia: sobre a adoção de medidas de ergonomia para adequar o trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores;
  • NR 18 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção: sobre a criação um sistema de gestão em saúde e segurança do trabalho;
  • NR 20 – Segurança e Saúde no Trabalho com Inflamáveis e Combustíveis: sobre a padronização de um plano de resposta à emergências;
  • NR 22 – Segurança e Saúde Ocupacional na Mineração: sobre a implementação de sistema de gestão de segurança e saúde ocupacional de trabalhadores do ramo de mineração. 

Ainda que as NRs não mencionem o SGI diretamente, a adoção deste método pode ajudar as empresas a atender aos requisitos estabelecidos por essas normas. Sendo assim, garantem a segurança e a saúde dos trabalhadores.

Como implementar um SGI

Para implementar um SGI de forma eficiente, é preciso investir em capacitação de pessoal e em tecnologia adequada, para garantir a coleta e análise de dados de forma integrada e confiável, considerando tanto a atuação presencial como a gestão à distância.

Além disso, é fundamental que haja um comprometimento da alta gestão e uma cultura organizacional voltada para a melhoria contínua e para a sustentabilidade.

Veja, nos 4 passos a seguir, como implementar um sistema de gestão integrada: 

Planejamento

Nesta etapa, é necessário definir o escopo do sistema de gestão, identificar as partes interessadas e estabelecer os objetivos e metas do SGI, bem como a estrutura organizacional do SGI, com a designação de responsabilidades e profissionais envolvidos.

Além disso, é preciso avaliar os recursos necessários para a implementação do SGI, incluindo pessoal, tecnologia, treinamento, infraestrutura e cronograma de execução.

Preparação

Durante a preparação, as equipes envolvidas no processo devem realizar uma análise das práticas atuais da organização para identificar oportunidades de melhoria, bem como estabelecer um sistema de documentação e procedimentos para o SGI

É preciso também planejar a comunicação do SGI para os principais atores da organização, como clientes, fornecedores e órgãos reguladores.

Implantação

Nesse momento, as ações planejadas na fase de preparação são colocadas em prática! Com a implementação dos procedimentos e instruções do SGI para monitorar o progresso em relação aos objetivos e metas estabelecidos. 

Detalhamento e Implementação

A última etapa para a implementação de um SGI envolve detalhar e aprimorar o SGI, com a realização de auditorias internas para avaliar o desempenho do método e identificar oportunidades de melhoria. 

Também é importante realizar a revisão do SGI periodicamente para garantir a eficácia e eficiência, com o uso de indicadores pré-definidos na etapa de planejamento.

Considerações sobre Sistema de Gestão Integrada

Um SGI adequado pode trazer diversos benefícios para as empresas. Como melhoria e padronização dos processos e redução de custos, simplificando o processo de gerenciamento interno. 

Sem contar que, a partir da implementação de um Sistema de Gestão Integrada, a empresa ganha vantagem em relação às Normas Regulamentadoras, auxiliando na obtenção de certificados importantes. 

Com a evolução da tecnologia, cada vez mais empresas estão utilizando softwares especializados para gerenciar as operações. 

Existem sistemas para gestão de equipes externas, financeira, gestão de estoque, recursos humanos, entre outros, que podem ser integrados para formar um SGI, proporcionando uma visão integrada de todas as áreas da empresa.

E os aplicativos desenvolvidos na uMov.me, por meio de uma Plataforma No-code, podem facilmente serem integrados com esses e outros sistemas, como TMS, WMS e ERP. Com isso, as informações são centralizadas, permitindo o monitoramento do desempenho da empresa e possibilitando a organização de um histórico adequado das ações. 

A uMov.me tem a solução que a sua empresa precisa para gestão de equipes em campo! Solicite uma demonstração e entenda como podemos auxiliar

Conheça os cases da uMov.me

Logística

Sistema para transportadora: saiba como funciona e os benefícios para a operação logística

A gestão do transporte envolve muitos processos, que podem ser otimizados e int...

Cases

Nutrimag integra ERP com plataforma da uMov.me e agiliza seus processos de vendas

Entenda como a parceira Trade Consulting utiliza a tecnologia da uMov.me para tr...

FALE COM UM ESPECIALISTA

Conheça os potenciais da plataforma para a sua empresa.

QUASE LÁ!

Preencha os dados abaixo para garantir sua demonstração gratuita.

Pular para o conteúdo