Condomínio logístico: o que é, qual a função e seus principais benefícios

Alternativa aos tradicionais armazéns, os condomínios logísticos podem ser a solução para os altos custos com manutenção e segurança. Entenda o que são e as principais vantagens de aderir a este modelo.

O que começou como um fenômeno mercadológico dos anos 90, hoje conquistou espaço no Brasil: o condomínio logístico!

A adoção da ideia surgiu como uma alternativa para a resolução do déficit do transporte rodoviário nas principais capitais. Agora esses condomínios logísticos são responsáveis por resolver os gargalos da logística que aumentavam os custos de transporte e armazenamento, além de melhorar o tempo de entrega.

Os condomínios logísticos seguem crescendo em número e em tamanho, mas você sabe como eles funcionam? Neste artigo, vamos te ajudar a entender melhor esse tema. Confira!

O que é um condomínio logístico?

Se um condomínio de casas é um local em que diversas famílias podem viver dividindo os custos relativos a segurança, manutenção e outros, um condomínio logístico segue a mesma linha de pensamento, porém dentro da ideia do supply chain.

Trata-se de um empreendimento imobiliário cuja função é auxiliar empresas no armazenamento de produtos. Isso é feito a partir da divisão do uso do espaço e de outros serviços.

Isso significa que, além do local de armazenamento, também pode-se dividir os custos com segurança e infraestrutura, assim como em um condomínio de moradias.

Para muitas empresas especializadas em transportes, armazenamento, fretes ou outras áreas da logística, esse tipo de empreendimento mostra-se como uma alternativa viável visto o melhor custo-benefício e a oportunidade de encontrar soluções para os próprios negócios junto aos companheiros de condomínio.

8 conceitos da logística que são importantes você entender!

Como funciona um condomínio logístico?

O condomínio logístico funciona, principalmente, como armazém. No entanto, em um armazém tradicional, as mercadorias são empilhadas e armazenadas, enquanto, no condomínio logístico, além dessas operações, também é realizado o cross-docking.

O cross-docking é um método de distribuição logística, no qual a mercadoria recebida em um armazém ou centro de distribuição não é estocada. Quando a mercadoria chega, as cargas são separadas e enviadas a seus destinatários em até 24 horas. O tempo em estoque é limitado ou, se possível, nulo.

A prática permite que os responsáveis pelos centros de distribuição se concentrem no fluxo de produtos ou mercadorias, uma vez que o foco da operação não é o armazenamento.

Além disso, o condomínio logístico também conta com segurança particular, ou seja, portões eletrônicos, monitoramento por câmeras, guardas e porteiros. Serviços de manutenção como limpeza também estão inclusos.

Assim, os custos dos espaços e serviços são divididos entre as empresas, tornando a opção de condomínio logística uma alternativa mais econômica, ao contrário do armazém tradicional no qual uma empresa desse arcar com todos os custos.

Lead time em logística: o que você precisa saber

Quais os tipos de condomínios logísticos?

Costuma-se dividir a prática de condomínio logístico em duas categorias: monousuário e flex.

Monousuário (individual)

Como diz o próprio nome, o monousuário é um tipo de condomínio logístico para apenas um usuário.

Nessa modalidade, a construção é realizada sob encomenda, com as características desejadas para suprir as necessidades de produção e logística do cliente.

O benefício dessa prática é que a propriedade, feita de forma personalizada, atende a todas as necessidades do cliente. No entanto, isso também a torna menos abrangente para o mercado.

Flex (compartilhado)

O flex é uma modalidade de condomínio logístico em que os galpões são padronizados e, portanto, podem ser facilmente utilizados por uma ou várias empresas.

Chamamos esse tipo de empreendimento de flex porque essas propriedades costumam ser construídas em uma estrutura mais flexível. Assim, torna-se possível atender diferentes demandas e clientes, ao contrário do monousuário, cuja personalização pode inviabilizar alguns usos da estrutura.

A construção de condomínios logísticos na modalidade flex é feita por meio de investidores.

Como condomínios logísticos podem ser usados?

Você já deve ter entendido que os condomínios logísticos permitem diferentes formas de usos por empresas diversas dentro do ramo da logística, mas agora vamos falar sobre alguns dos usos mais populares que você deve conhecer.

Armazém

O principal uso de condomínios logísticos é para armazenamento. Essas estruturas são capazes de estocar grandes quantidades de produtos. O modelo é recomendado, por exemplo, para atacadistas de diferentes portes e operadores logísticos.

Cross-docking

Como vimos anteriormente, o cross-docking é uma prática de distribuição logística que prevê uma grande movimentação de mercadorias, com cargas chegando e sendo enviadas a todo momento, ao invés de mantidas no armazém por mais tempo.

Assim, a opção de condomínio logístico é vantajosa para transportadoras que utilizam esse método.

Condomínio misto

O condomínio logístico misto é projetado para atender às duas necessidades que falamos acima: armazém e cross-docking. Assim a sua infraestrutura deve estar preparada para ambas as situações.

Essa modalidade é muito utilizada por centros de distribuição (CDs) de grandes redes varejistas.

Industriais (plug & play)

O condomínio logístico da modalidade plug & play é customizado para utilização por vários tipos de indústrias, principalmente manufaturas. A ideia é que o espaço seja flexível a mudanças para atender às necessidades momentâneas de uma determinada empresa.

Isso significa que o condomínio pode se transformar em armazém comum ou cross-docking conforme a necessidade.

Principais vantagens dos condomínios logísticos

Assim como um condomínio de casas, o condomínio logístico traz uma série de benefícios como segurança e infraestrutura. Agora vamos conhecer mais sobre essas e outras vantagens.

Custo-benefício

Uma das características mais atrativas do condomínio logístico é, com certeza, o custo reduzido em comparação com formas mais tradicionais de armazenamento.

Isso ocorre, em parte, porque não há necessidade de adquirir um terreno ou de construir um galpão próprio. No entanto, o condomínio logístico também possibilita a redução de gastos com segurança, monitoramento, portaria e manutenção de áreas comuns, por exemplo.

Essa redução ocorre porque os custos são divididos entre os locatários de forma que todos podem usufruir do espaço e dos serviços.

Localização

Encontrar um galpão com bom valor e em uma localização privilegiada está cada vez mais difícil. Em geral, uma boa localização custa caro.

Porém, ao dividir os gastos, os condomínios logísticos conseguem oferecer recursos de qualidade bem localizados, de forma vantajosa para a operação e para a distribuição de produtos.

Infraestrutura

Ao contrário dos armazéns comuns, os condomínios logísticos contam com uma infraestrutura completa, trazendo benefícios para todas as empresas.

Veja alguns exemplos do pode estar incluso no condomínio logístico:

  • estacionamento;
  • vestiários;
  • refeitório;
  • salas de reuniões, eventos e treinamentos;
  • área de administração;
  • área de descanso;
  • entre outros.

Além disso, também é possível dividir equipamentos e estruturas tecnológicas, reduzindo custos e ampliando as oportunidades para todas as empresas envolvidas.

Segurança

Segurança é uma grande preocupação quando falamos em armazenamento, mesmo para o caso de cross-docking, em que as mercadorias não passam muito tempo paradas no local.

É por isso que os condomínios logísticos contam com segurança redobrada, com elementos como guarita para controle de acesso e vigilância 24h.

A forma como essa segurança ocorre pode variar de um condomínio logístico para o outro, podendo envolver câmeras, porteiros, guardas privados, entre outros.

Assim, é possível trabalhar com tranquilidade sem ter que arcar com os altos custos que envolvem contratar serviços de segurança somente para a sua empresa.

Flexibilidade de expansão

Se você trabalha no setor logístico já deve ter se deparado com os altos custos de instalação e manutenção de galpões logísticos.

Portanto, ter que lidar com a necessidade de aumentar a estrutura para comportar o crescimento do negócio ou fazer novos investimentos pode ser um verdadeiro pesadelo.

Mas, em diversos condomínios logísticos, há maior facilidade de expansão por lotes. Nessa modalidade, a contratação do espaço pode ser feita de forma modular, assim é possível realizar ampliações de acordo com a necessidade da sua operação.

Sustentabilidade

Hoje em dia a sustentabilidade tornou-se um diferencial. Muitas vezes ela é até mesmo levada em consideração pelo cliente na hora de escolher de qual empresa comprar a sua mercadoria.

A logística reversa, por exemplo, é baseada no reaproveitamento de produtos e materiais, incluindo todo o processo de reciclagem, recuperação de matéria-prima, reforma e revenda de itens reabastecidos.

Assim, é importante saber que a construção do condomínio logístico preocupa-se em reduzir o desperdício e o impacto negativo de suas operações no meio ambiente. Muitos inclusive contam com elementos como iluminação por painéis solares, cada vez mais populares no mundo dos condomínios logísticos.

Além disso, há também locais que reutilizam a água das chuvas e realizam coleta seletiva, entre outras atitudes em prol do meio ambiente e do consumo sustentável.

Conheça 7 benefícios da torre de controle logística para a sua empresa

Considerações sobre condomínio logístico

Realizar uma escolha sobre onde estabelecer suas operações logísticas pode ser um desafio. No entanto, a opção de condomínio chegou para ficar no Brasil e no mundo.

Com estruturas robustas, completas e seguras, a alternativa veio para apresentar formas mais baratas e funcionais de se pensar a própria logística e trazê-la com toda a força para o século XXI.

Resta descobrir se essa opção é a mais adequada para a sua empresa. Afinal, a resposta certa é sempre aquela que funciona para o seu negócio.

Logística

O que é Logística empresarial? Entenda do conceito à prática!

O que é Logística Empresarial? Entenda os principais pontos sobre este tema, c...

Logística

Centro de distribuição: o que é, para que serve e benefícios para a logística

O centro de distribuição é uma unidade estratégica extremamente importante p...

Logística

7 benefícios da torre de controle logística para a sua empresa

Um recurso que permite o monitoramento de frota em tempo real, ampliando a produ...

Logística

Conheça as principais funcionalidades do aplicativo de logística da uMov.me

O aplicativo de logística da uMov.me possui funcionalidades que podem ser custo...

Assine nossa newsletter

Tenha acesso aos nossos principais posts diretamente em seu email.

A mensagem foi enviada.