Controle de qualidade: o que é e como fazer? - uMov.me

Controle de qualidade: o que é e como fazer?

O controle de qualidade é imprescindível para atender as exigências do consumidor final e o processo pode sofrer interferências. Conheça alguns problemas decorrentes e como resolvê-los através do nosso conteúdo!

Hoje, os produtos necessitam estar de acordo com as especificações técnicas para que alcancem a qualidade esperada. Por isso, muitas empresas possuem setores específicos para o controle de qualidade.

Com a crescente importância desse conceito, diversas abordagens são criadas para todo o processo de gestão produtivo. Ou seja, do início ao fim da fabricação, os produtos são submetidos a um intensivo para garantir a qualidade.

O que é controle de qualidade?

O controle de qualidade nada mais é que o conjunto de atividades e sistemas utilizados pelas empresas para medir a qualidade dos produtos e serviços.

Esses procedimentos conferem um padrão determinado para que a entrega esteja de acordo com os requisitos mínimos. Dessa forma, o processo de produção se torna mais unificado.

Por meio desse controle, é possível desenvolver uma política de qualidade e a identificação de problemas e melhorias. Assim, os sistemas permitem a antecipação de desvios e erros, fazendo correções mais ágeis.

Os processos de controle envolvem o acompanhamento contínuo de:

  • Cada etapa produtiva;
  • Equipamentos;
  • Estruturas;
  • Padrões e,
  • Técnicas.

E é implementado por meio de medidas estatísticas.

Ao assumir o controle de qualidade, a empresa se compromete com a produção sem defeitos e garante as mercadorias finais apropriadas para o uso.

Segurança de alimentos: o que é, como garantir produtos de qualidade e como a tecnologia ajuda

Qual a diferença entre gestão e controle de qualidade?

A diferença fundamental entre gestão e controle de qualidade está na abrangência e no foco de cada processo.

O controle de qualidade é mais imediato e operacional, focando na detecção e correção de problemas específicos na produção ou nos produtos. Ele é aplicado diretamente nas linhas de produção, avaliando os produtos finais e as operações para garantir que os padrões de qualidade sejam atendidos.

Por outro lado, a gestão de qualidade assume uma perspectiva mais ampla e estratégica. Ela envolve a definição de políticas de qualidade, objetivos, e o planejamento de atividades a longo prazo para garantir a melhoria contínua dos processos, produtos, e serviços. A gestão da qualidade preocupa-se não só com o produto final, mas com a otimização de todos os processos para aumentar a eficiência e a eficácia operacional da organização como um todo.

Assim, o controle de qualidade se concentra na conformidade com os padrões dos produtos atuais, enquanto a gestão de qualidade busca melhorar todos os aspectos da organização para garantir sua sustentabilidade e sucesso a longo prazo.

Gestão da Qualidade Total: como garantir eficiência e excelência nos processos

Por que é necessário investir em controle de qualidade?

Como já destacado, o controle de qualidade permite a padronização da produção e a criação de uma política adequada com as expectativas do mercado e dos consumidores.

Em tempos de concorrência crescente, garantir a qualidade é um dos requisitos básicos para o diferencial competitivo, contribuindo para o desenvolvimento de uma cultura de qualidade diante das equipes e da empresa como um todo.

O impacto também está associado à reputação do negócio, pois com o aumento das exigências, sem qualidade não é possível construir percepções positivas.

Outro benefício importante é o uso eficaz dos recursos e, consequentemente, a redução dos custos. Como mencionamos, quando se elaboram processos consistentes de qualidade, é possível antecipar algumas falhas e pensar em alternativas.

Com o aprimoramento dos métodos de produção, o aumento das vendas e da lucratividade da empresa também crescem. Portanto, o controle de qualidade também é fundamental para garantir a sustentabilidade financeira do negócio.

Além disso, ao investir em controle de qualidade, é possível identificar e corrigir problemas antes que eles cheguem ao cliente final. Isso evita retrabalhos e devoluções, poupando tempo e recursos da empresa. Dessa forma, oferece segurança e satisfaz as necessidades de consumo dos clientes. Ou seja, é um aliado em relação à fidelização e ao sucesso da empresa.

Qual a relação do controle de qualidade com ISO 9000 e 9001?

Primeiro, vamos explicar os conceitos de ISO 9000 e 9001!

Os dois estabelecem requisitos e recomendações, a partir de uma série de padrões internacionais, para guiar as empresas na condução de suas operações de gerenciamento.

ISO 9000

Ao mencionar a ISO 9000 falamos de um conjunto de diretrizes que são a base para empresas que querem implementar um Sistema de Gestão de Qualidade eficaz. Este padrão internacional não é um manual fixo, mas um guia flexível, adaptável às especificidades de cada organização, independentemente do seu tamanho ou setor de atuação.

Para exemplificar, vamos imaginar uma fábrica de brinquedos. Ao adotar a ISO 9000, essa fábrica terá um roteiro detalhado sobre como definir os padrões de qualidade para seus produtos – desde a segurança dos brinquedos até a satisfação do cliente final. Não é apenas um manual de instruções, mas abrange o treinamento dos funcionários, a seleção de fornecedores e a gestão dos feedbacks dos clientes.

Desta forma, a ISO 9000 atua como direcionador da empresa, garantindo a qualidade dos produtos ou serviços oferecidos e fomentando uma cultura interna de melhoria contínua. Isso se traduz em um ambiente de trabalho mais organizado, processos mais eficientes e, consequentemente, clientes mais satisfeitos.

Portanto, a aplicabilidade desta ISO não se limita a grandes corporações. Pequenas e médias empresas podem se beneficiar da estrutura normativa para acelerar o crescimento, expandir e conquistar novos mercados comprovando a qualidade de seus processos e produtos.

ISO 9001

Por outro lado, a ISO 9001 representa o padrão de excelência global quando falamos em Sistema de Gestão de Qualidade (SGQ). Este conjunto de normas foi projetado para ajudar organizações a garantir que atendem às necessidades dos clientes e outras partes interessadas, através da eficiência e melhoria contínua dos seus processos internos.

Vamos ao exemplo? Imagine uma produtora de cafés especiais. Ao implementar as diretrizes da ISO 9001, esta empresa assegura a qualidade do café que chega aos consumidores e garante a melhoria contínua de seus processos internos, desde a seleção dos grãos até o atendimento ao cliente. Isso resulta em uma maior satisfação do cliente e, possivelmente, em um aumento nas vendas.

Implementá-la significa adotar uma estrutura que facilita a gestão eficaz e o aprimoramento constante, elementos chave para se destacar no mercado atual.

Relação com controle de qualidade

Assim, ao seguir o ISO 9000 e 9001, o seu negócio garante que a qualidade esteja presente em todos os processos e, especialmente, no resultado final. Isso demonstra os esforços em atender as demandas dos clientes.

Alcançar essa qualificação oferece uma distinção importante à empresa, evidenciando seu compromisso com a implementação, manutenção e controle de qualidade.

Agora que você já sabe o que é o controle de qualidade, sua importância e as relações com o ISO 9000 e 9001, que tal conhecer os principais tipos? Abordamos sobre isso no próximo tópico!

Principais tipos de controle de qualidade

Primeiramente, é preciso compreender que os processos de fabricação não são iguais, em vista das normas e expectativas diferentes em cada segmento. Por isso, existem vários tipos de controle de qualidade que variam de características.

Mas, há alguns tipos principais que vamos te apresentar para que você entenda na prática como pode ser aplicado esse controle.

Criação de alimentos na indústria

A criação de alimentos na indústria passa por um longo processo até chegar ao produto final. Começa pela colheita/abate da matéria-prima e segue para transformação, armazenamento, transporte e distribuição dos alimentos. Por isso, o controle de qualidade é essencial para garantir a segurança e qualidade dos alimentos produzidos.

Neste caso, o controle de qualidade trabalha em diversas etapas do processo produtivo, desde a escolha dos fornecedores até o armazenamento adequado dos produtos acabados. Dessa forma, os responsáveis pelo controle podem identificar possíveis falhas e corrigi-las antes que os alimentos sejam consumidos.

Controle de qualidade na indústria farmacêutica

Na indústria farmacêutica, o controle de qualidade é uma das medidas mais importantes para garantir a segurança dos usuários dos medicamentos. Por isso, existem diversas normas e regulamentações específicas para este segmento, como a Boas Práticas de Fabricação (BPF).

Assim, o controle de qualidade na indústria farmacêutica garante que os produtos estejam de acordo com as especificações e padrões estabelecidos, garantindo a eficácia e segurança dos mesmos.

Água para consumo

Outro exemplo, é o de utilização da água, especialmente devido à conformidade com padrões ambientais. A etapa fundamental é a de pré-tratamento da água, a qual remove as impurezas e garante a eficiência de uso. Nesse sentido, o controle de qualidade garante a pureza e qualidade da água ao longo do tempo, com testes regulares para detectar contaminantes.

Quais são os problemas decorrentes da falta de controle de qualidade?

Ao longo do texto, já demonstramos algumas interferências quando não há preocupação com o controle de qualidade.

Diversos problemas podem surgir tanto durante a fabricação quanto no resultado final. Assim, a empresa pode ter prejuízos e riscos. Vejamos mais exemplos:

A ausência de análises constantes pode promover a utilização inadequada do tempo em relação à mão de obra e as máquinas. Ou seja, o famoso “tempo perdido”. Nesse sentido, a gestão da manutenção oferece diversos benefícios, sobretudo se for realizada com apoio de aplicativos.

Quanto à matéria-prima, se os problemas não forem identificados no momento da aquisição, o insumo será utilizado e, posteriormente, não poderá ser devolvido ao fornecedor. E ao misturar com outros materiais, ocorre a perda daquela produção.

Muitas vezes, gestores esquecem que a correção de falhas envolve, além dos processos, as pessoas. Então, é necessário capacitá-las para que os desvios identificados sejam resolvidos na prática. Por isso, a falta de clareza em relação às atividades que devem ser desenvolvidas pelos setores e pessoas, podem prejudicar o controle de qualidade e atrasar as etapas.

Processos realizados de forma desconexa, ou seja, sem integração também é um problema, o que pode levar a retrabalhos, atrasos e perdas de informações. Assim, fica claro que os riscos financeiros em não investir em controle de qualidade são vários. Bem como, o próprio desenvolvimento do negócio e a sua reputação.

Como fazer o controle de perdas na produção para reduzir os danos

5 dicas de como fazer o controle de qualidade da sua empresa

Você já sabe os principais problemas, e certamente não quer tê-los. Mas então, como fazer o controle de qualidade? Confira algumas dicas valiosas:

1) Capacite suas equipes

Ao mudar processos e exigir melhorias, é preciso capacitar as pessoas para que entendam com clareza seus setores e atividades. E isso é responsabilidade da empresa para que os funcionários possam enxergar o porquê das mudanças.

Contudo, não deixe as capacitações apenas para os momentos que ocorrem modificações na produção: ofereça cursos que possam melhorar o desempenho para que todos aprendam novas técnicas e se desenvolvam profissionalmente.

2) Faça análises constantes dos processos

Para saber o que modificar e padronizar, é necessário conhecer os processos do início ao fim. Logo, o gestor deve conhecer e acompanhar todas as etapas para que possa identificar possíveis falhas.

Além disso, após analisar os processos no controle de qualidade, o gestor deve orientar os funcionários em relação às mudanças realizadas.

Para acompanhar a execução das tarefas e tomar decisões inteligentes, bem como melhorar a produtividade de maneira geral, conheça a tecnologia do sistema de ordem de serviço!

Outro ponto relevante, é realizar visitas técnicas para avaliar quais tarefas estão sendo executadas e como está o andamento delas.

Aprenda a fazer um relatório de visita técnica inovador

3) Tenha uma comunicação clara e transparente

As melhorias no controle de qualidade devem ser constantes. Por isso, é preciso adotar uma comunicação assertiva com todos os envolvidos para que entendam os motivos das correções e possam contribuir.

É importante realizar reuniões e feedbacks com frequência para integrar as equipes e gerar motivação.

Ter uma comunicação clara e transparente exige acompanhamento e organização das atividades de ponta a ponta. Para isso, o conhecimento amplo das demandas é necessário e o modelo de ordem de serviço pode te auxiliar.

4) Escolha uma metodologia eficaz

Busque conhecer metodologias diferentes e escolha aquela que mais se adequa à sua empresa e às pessoas envolvidas para garantir melhorias significativas.

Por exemplo, ao utilizar as ferramentas do 5W2H e análise SWOT, você pode identificar as falhas existentes e propor soluções para cada desafio identificado, melhorando assim a eficiência e a produtividade da empresa. Dessa forma, a empresa poderá se posicionar de maneira mais estratégica e competitiva no mercado.

5) Foque na satisfação do cliente

E não podemos esquecer que um dos principais objetivos do controle de qualidade é assegurar a satisfação do cliente.  Proporcione um produto ou serviço de qualidade e que atenda às expectativas dos seus consumidores, gerando assim fidelidade e recomendações.

Por isso, é essencial dedicar tempo para dialogar com essas pessoas a fim de identificar necessidades e criar oportunidades. Para isso, utilize métricas de satisfação em pesquisas periódicas aos clientes. Dessa forma, é possível identificar as demandas dos clientes e buscar melhorias constantes.

Como o uso de aplicativos pode ajudaraplicativo de os

Já deu para notar que são várias atividades envolvidas no controle de qualidade e que requerem o acompanhamento constante. Mas todas as etapas que mencionamos podem ser geridas mais facilmente com o uso de aplicativos, sabia?

Quando realizar a análise de processos, alguns componentes devem ser revisados, como entradas, saídas, dados e procedimentos. Além disso, vai precisar avaliar tempo, custo, qualidade e impacto no resultado final.

E o  sistema de ordem de serviço auxilia a gestão, controle e acompanhamento das atividades. 

Com um Aplicativo de Ordem de Serviço, é possível registrar todas as etapas e garantir a segurança da informação no trabalho.

Assim, poderá distribuir tarefas, coletar dados em tempo real e ter um checklist inteligente de execução das atividades.

E dentro desse sistema, adequamos as soluções de acordo com sua empresa, como é o caso das atividades que envolvem a montagem de móveis. A rotina dos montadores é dinâmica e os controles manuais são exaustivos.

Portanto, os aplicativos podem ajudar a melhorar a gestão das equipes, proporcionando mais produtividade e elevando o nível do serviço. Dessa forma, poderá evitar as principais interferências do controle de qualidade.

Mix Montagens aumenta em 30% o faturamento com aplicativo da uMov.me

Um exemplo prático de como o uso de aplicativos pode auxiliar as empresas no controle de estoque é o caso da Mix Montagens.

A empresa teve sua demanda triplicada durante a pandemia e precisou se adequar para digitalizar os processos. Por isso, aderiu ao aplicativo de ordem de serviço da uMov.me, uma solução que foi customizada para atender às necessidades da empresa.

Como resultado, a Mix Montagens reduziu custos, otimizou processos e teve um aumento de mais de 30% no seu faturamento em poucos meses.

Considerações sobre controle de qualidade

Conhecer, analisar e gerir os processos de controle de qualidade é uma atividade complexa, que envolve muitas frentes e pessoas. Por isso, as tecnologias estão se desenvolvendo constantemente para auxiliar no cotidiano dos gestores e equipes.

E a uMov.me está envolvida com a transformação tecnológica para que as empresas possam garantir a qualidade e se diferenciarem da concorrência.

Após entender o controle de qualidade, sua relevância, interferências e formas de resolvê-las, que tal investir em aplicativos para tornar o processo mais efetivo e constante na sua empresa?

Agende sua demonstração e veja na prática as facilidades dos aplicativos para controle de qualidade!

Mix Montagens

Texto publicado originalmente em 01 de fevereiro de 2022 e atualizado em 04 de abril de 2024.

Funcionalidades

Controle de ordem de serviço: como a tecnologia ajuda na sua eficiência

Executar um serviço em campo requer, no mínimo, um planejamento para tornar as...

Aplicativos customizados

As principais funcionalidades do aplicativo de ordem de serviço da uMov.me

Conheça as funcionalidades do aplicativo de ordem de serviço da uMov.me que aj...

FALE COM UM ESPECIALISTA

Conheça os potenciais da plataforma para a sua empresa.

QUASE LÁ!

Preencha os dados abaixo para garantir sua demonstração gratuita.

Pular para o conteúdo