Ruptura no PDV: conheça os tipos mais comuns e como evitá-las

Ruptura no PDV
Ruptura no PDV
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

Em tempos de pandemia causada pelo Coronavírus, há uma exigência de comportamento totalmente inédito para varejistas e indústrias. 

Neste cenário há a necessidade de garantir o abastecimento do ponto de venda cada vez com mais agilidade e de maneira segura para colaboradores e consumidores. 

Diante desta crise, há um aumento no índice de ruptura no PDV e, por isso, a reposição de produtos se torna prioridade no trabalho diário da equipe de trade.

Aliás, a pandemia também traz novos hábitos por parte dos clientes, que entram e saem dos pontos de venda o mais rápido possível. Por medo de escassez, compram mais ou menos do que deveriam, dados que precisam ser considerados no momento de montar as estratégias de trade marketing, principalmente quando o assunto é ruptura de mercadorias.

Por isso, juntamos informações valiosas para seu negócio sobre ruptura no PDV. 

Neste artigo você encontra informações importantes sobre o que é ruptura, sua importância, como evitar a ruptura no PDV e como um aplicativo de trade marketing pode ser decisivo para evitar este cenário.

O que é ruptura no PDV e qual sua importância

Um dos maiores desafios do trade marketing é atrair o consumidor para o seu ponto de venda e fisgar sua atenção de alguma forma, melhor ainda se ele escolher seu produto no final das compras. 

No entanto, para que isso aconteça, é necessário várias estratégias e uma delas é a reposição dos produtos na gôndola – quando isso acontece de maneira errada ou não acontece significa que há ruptura no ponto de venda

Na prática, a ruptura ocorre quando determinado produto, que deveria estar disponível ao consumidor, não está exposto ou não foi reposto.

Mais do que nunca a reposição de produtos precisa ser muito bem definida e posta em prática de acordo com os hábitos de consumo do cliente. Se, na pressa do dia a dia, o consumidor não encontrar o produto da sua marca preferida exposto, ele não efetuará a compra ou até levará o do concorrente.

Os tipos mais comuns de ruptura no PDV

É de responsabilidade do gestor ter o controle do estoque e, no caso de falta de produtos no PDV, identificar o tipo de ruptura presente no seu ponto de venda para corrigi-la da melhor forma possível com a ajuda dos promotores de venda.  São elas:

1) Ruptura de exposição

Este é o cenário mais temido e ironicamente o mais fácil de corrigir. Ela acontece quando o item fica encalhado no estoque e não é reposto no ponto de venda. Aqui a solução é identificar onde aconteceu o erro e manter o planograma do PDV.

2) Ruptura de abastecimento ou de compra 

Este é tipo de ruptura de um produto específico (item de cor, tamanho, formato, etc. específico). Há a falha no abastecimento dessa mercadoria e o cliente não a acha.

3) Ruptura fantasma 

Quando o consumidor não consegue encontrar o produto devido à má organização na exposição deles, acontece este caso de ruptura. A solução seria, novamente, rever e seguir o planograma.

Como evitar a ruptura no PDV

Se você vai ao supermercado e não encontra o produto que estava procurando, isso lhe gera uma frustração, não é mesmo? O mesmo vale para quando vamos buscar algum medicamento na farmácia.

Um estudo da ESPM mostra que, em farmácias, por exemplo, a ausência de um item do receituário pode gerar a desistência da compra dos demais medicamentos prescritos, comprometendo a empresa e o relacionamento com o consumidor.

Para evitar os danos causados por uma ruptura de PDV, recomendamos as seguintes ações:

Executar uma gestão do estoque e compartilhar conhecimento 

Sabendo quais os itens que possuem um maior giro e também quais são os mais procurados pelo consumidor, o gestor consegue controlar o fluxo de entrada e saída em estoque e saber quando devem ocorrer reposições, não deixando que falte mercadorias de alto giro. 

A partir deste conhecimento é possível estabelecer as rotinas e a periodicidade com que o promotor deve visitar a loja e repor a gôndola.

Apresentar um ponto de venda atraente

Muitos clientes reclamam de não encontrar o produto que estava procurando, mesmo que a mercadoria esteja lá exposta. Isso acontece porque o layout do estabelecimento pode estar confuso. 

Para evitar isso, é necessário desenvolver um layout adequado e adotar técnicas de visual merchandising que ajudem o consumidor a fazer seu autoatendimento e encontrar facilmente os itens que ele procura.

Alinhar a equipe 

É preciso fortalecer a comunicação e trabalhar com o compartilhamento eficiente de informações entre a equipe. 

O uso de tecnologia para manter os dados agrupados e organizados pode facilitar o trabalho de coleta, enquanto a criação de uma rotina, com checklists de tarefas, pode corrigir qualquer falha nas tarefas.

Trabalhar pontos extras 

No caso de giro rápido é possível uma negociação por um espaço maior ou extra. O bom convívio com o varejista estimula essa relação e agilizará o processo de reposição desses produtos que saem bastante, evitando também a ruptura no ponto de venda. Aliás, essa negociação só é possível pela realização da coleta de dados no PDV de forma correta. Viu como todo trabalho de trade se conecta?

 Analisar as métricas com frequência 

Acompanhar as métricas propostas pelo time de trade é importante para mensurar seu sucesso. 

A análise traz insights importantes, como comportamento dos shoppers nos diferentes pontos de venda e número do volume de produtos necessários em cada PDV para que não falte, por exemplo.

Leia também: como controlar o PDV e qual o papel da tecnologia.

Como a tecnologia pode ser decisiva para evitar este cenário

Além das ações recomendadas para se evitar uma ruptura no PDV, é preciso que os processos da empresa sejam automatizados para dar mais agilidade e eficiência à operação.

Através de recursos tecnológicos, como um aplicativo de trade marketing, é possível ter  controle do PDV e é capaz de otimizar todos os processos necessários para evitar uma ruptura, diminuindo os problemas causados por ela e aumentando a produtividade da equipe.

Conheça o  aplicativo de Trade Marketing da uMov.me 

A uMov.me é uma plataforma tecnológica que oferece soluções de automação visando a melhor gestão de equipes em campo. São variadas funcionalidades que promovem a comunicação da equipe de promotores com seu gestor de forma totalmente completa.

Toda a jornada de trabalho dos promotores é registrada para que ele possa comprovar suas horas diárias de trabalho, desde a realização de check in até o check out no PDV. Com o app da uMov.me ainda é possível otimizar o tempo dos colaboradores com checklist de tarefas a serem realizadas, ambiente para coleta de dados e fotos do ponto de venda de forma obrigatória, controle de reposição de produtos nos PDVs (evitando, assim, a ruptura) e emissão de relatórios diários das atividades para mensurar os resultados.

Os principais diferenciais dos aplicativos da uMov.me são a criação sob medida e sem programação. Ou seja, é feito especialmente para a sua necessidade e no tempo que você precisa. 

Quer saber mais como um aplicativo de trade marketing pode te ajudar? Clique aqui e agende uma demonstração gratuita!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

Agende uma Demonstração Gratuita

Preencha os dados abaixo e confira como será o aplicativo da sua empresa.

dashboard-gerencial-app-umovme