Sortimento de produtos no PDV: o que é e qual sua importância

Família escolhendo os itens que irá comprar do sortimento de produtos oferecido pelo supermercado
Família escolhendo os itens que irá comprar do sortimento de produtos oferecido pelo supermercado
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

Garantir a satisfação do shopper na hora da compra é a palavra de ordem em qualquer ponto de vendas. Por este motivo, contar com um sortimento de produtos adequado para cada PDV é uma tarefa essencial.

Deixar a disposição todos os produtos da marca para o público não é uma opção. Mas você sabe o motivo disso não ser adequado e até mesmo, impossível?

Esse e outros questionamentos serão respondidos neste post. Reserva um tempo, pega um café e boa leitura!

O que é sortimento de produtos?

Em primeiro lugar, precisamos distinguir dois termos que podem gerar confusão:

Sortimento de produtos: é a variedade de produtos comercializados no ponto de vendas e está diretamente ligada ao consumo do público do PDV.

Mix de produtos: é o catálogo completo de produtos de uma marca que é oferecido para determinado canal ou região.

Ou seja, o sortimento é a seleção de produtos de uma marca que serão disponibilizados em uma loja. E para escolher o sortimento ideal, é imprescindível conhecer o shopper daquele ponto de vendas e seus hábitos de consumo.

Como escolher o sortimento de produtos?

Pode-se dizer que o PDV teve sucesso com a escolha do sortimento de produtos quando o shopper encontra nas prateleiras o que buscava e até mesmo, o que nem sabia que queria, mas que ficou feliz em encontrar.

Para chegar neste nível de satisfação, o mais importante é pesquisar sobre as necessidades dos consumidores da região e não apenas o que eles de fato precisam, mas também conhecer o poder aquisitivo, a faixa etária e o que eles costumam fazer no dia a dia. Com estas informações você será terá maior assertividade na escolha dos produtos.

Outro fator é o comportamento do consumidor em cada tipo de estabelecimento. Quando se prefere ir até um supermercado ou atacado, a necessidade e a expectativa de compra são diferentes de quando se vai até o mercadinho de bairro, por exemplo.

Além disso, cada marca possui categorias de produtos que podem ser destinados para os mais variados fins. Uma mesma marca pode ter produtos de higiene, limpeza e até mesmo alimentos.

Imagine por um momento a Nestlé disponibilizando todo o mix de produtos em uma loja de conveniência? Imediatamente fica claro que não haveria espaço suficiente para isso. Em seguida, pense em todos os produtos que não seriam consumidos, pois não haveria vazão suficiente para todo mix.

Mais um exemplo claro são as lojas especializadas. Se a loja vende apenas doces e guloseimas, vai optar por chocolates e não em temperos para comida.

Desta forma, levar em consideração o espaço físico e o tipo de estabelecimento, também são de grande importância para a escolha do sortimento de produtos. 

Estratégia é a melhor forma de definir o sortimento

Você já viu no tópico anterior os pontos principais de como escolher o sortimento de produtos. Mas nem todo produto é consumido da mesma forma o ano todo, sem contar que além da marca ter suas metas, cada loja também possui as suas.

Quando uma marca lança um novo produto, é porque já passou por várias etapas de pesquisa de consumo, público a ser atingido, época do ano em que o produto tem maior vazão, etc. Assim, a responsabilidade de selecionar o sortimento ideal é tanto da indústria quanto do varejo. É indispensável que se trabalhe em conjunto e que troquem informações.

Você já pensou porque os panetones são vendidos apenas nos meses próximos ao Natal? Mesmo sendo um item que alguns consumidores comprariam ao longo do ano, a venda não seria tão acentuada quanto no período natalino, onde se tem a tradição. Certamente não justificaria a produção em massa deste produto o ano inteiro.

Entender a sazonalidade é primordial. Não somente destas grandes datas comemorativas, mas também as estações do ano e o calendário local, pois existem muitas atividades regionais que também podem influenciar.

Portanto, as metas do PDV e a estratégia da marca precisam estar alinhadas, por isso a importância de ter um planejamento elaborado em conjunto.

A gestão adequada do sortimento

Em poucas palavras, analisar o sortimento de produtos de um ponto de vendas tende a fidelizar o cliente, pois desta forma a loja pode chamar atenção do consumidor por ter uma oferta de itens melhor e um preço diferenciado. Além de ser ótimo para a imagem do estabelecimento, esta prática tende a aumentar as vendas e a margem de lucros.

Se você não tem certeza que o sortimento do estabelecimento está adequado, o aplicativo da uMov.me pode auxiliar na tarefa de identificar as oportunidades e ser mais competitivo. Com ele você  você consegue verificar de forma muito prática os dados de controle de presença, ruptura, positivação, preços, frente, entre outros. E se sentir necessidade de fazer alguma alteração, você é capaz de fazer o ajuste do sortimento de produtos em tempo real, junto ao promotor.

A gestão adequada do sortimento é a garantia de que os produtos corretos estarão na gôndola e no período adequado. Então, antes de sair escolhendo um pouco de cada produto do mix, seja mais confiante e aposte somente naqueles que seu público realmente tem interesse.

Agora, se você quer aprofundar ainda mais seus conhecimentos antes de tomar qualquer decisão. Sugerimos a leitura do artigo sobre coleta dados no PDV e do post o que define a jornada de compras do shopper. Estes e outros materiais você encontra aqui no nosso blog, e serão valiosos para o seu negócio.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

Agende uma Demonstração Gratuita

Preencha os dados abaixo e confira como será o aplicativo da sua empresa.

dashboard-gerencial-app-umovme