[WEBSÉRIE] Propósito e cultura: as transformações reais que sua empresa precisa

Transformações Reais Propósito
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

No primeiro episódio da websérie “Transformações Reais”, vamos aprender o que é propósito e cultura, bem como os elementos essenciais que devem estar presentes na sua empresa. Confira! 

Antes de começarmos, lá vai uma pergunta importante: você já pensou o que lhe faz levantar todos os dias para ir trabalhar?

A resposta é simples: propósito! Com a transformação vivenciada nas organizações, propósito tornou-se uma palavra-chave. E ele só pode ser definido a partir da cultura organizacional.

Por isso, a combinação “propósito e cultura” é o tema do primeiro episódio da websérie “Transformações Reais”, uma parceria da uMov.me com a StartSe

Atualmente, definir um propósito é o objetivo de muitas empresas que estão se adaptando às mudanças do mercado. É através do alinhamento de uma cultura organizacional que você o mantém 100% presente e transparente no seu negócio.

Neste artigo, você vai saber mais sobre o que são propósito e cultura, bem como entender a sua importância para as empresas no atual contexto social. Além disso, vamos contar os detalhes sobre a nossa nova websérie e os seus quatro episódios. Leia mais!

O que é propósito? 

Alexandre Trevisan fala sobre propósito e cultura

Bastidores da websérie “Transformações Reais”, com Alexandre Trevisan. Crédito: Brenda Parmeggiani / Divulgação uMov.me.

Objetivos. Valores. Ambições. Princípios. Ponto de partida. Propósito é o que move a humanidade e faz as pessoas irem além. 

O CEO da uMov.me, Alexandre Trevisan, define o propósito como “aquilo que nos move, que nos faz acordar cedo todos os dias e se dedicar com o máximo de intensidade”

A busca pelo propósito é um processo gradual que, a cada dia, causa reflexões e movimenta escolhas.

Por isso, defini-lo exige mais que frases de impacto e discursos futurísticos.

Ter um propósito é uma promessa de valor para a sociedade, fonte de incentivo para os colaboradores e inovação. 

Por falar nisso: você já parou pra pensar quais os objetivos da sua empresa e aonde quer chegar com eles? 

Segundo pesquisa realizada pela Economist Intelligence Unit, com o apoio da EY, 61,4% dos executivos entrevistados acreditam que ter um propósito, que inclui metas comerciais e sociais, torna a organização mais inovadora. 

Hoje, trabalhar dessa forma é um diferencial, pois é com base no propósito que você alcança resultados positivos. Eles, por sua vez, movimentam os negócios e impactam o mercado em que sua empresa está inserida e a sociedade de maneira geral.

Propósito e cultura andam juntos. Por isso, vamos discutir este segundo conceito-chave a seguir.

O que é cultura? 

A cultura refere-se ao conjunto de ações, valores e crenças que definem a condução de uma empresa na prática. 

Para entender melhor, pense no conceito de cultura em uma sociedade: ela é a soma de hábitos, crenças, conhecimentos e formas de comunicação de um conjunto de pessoas, em um determinado espaço. Ela também influencia nas decisões e ações de quem a vive.

Um exemplo da influência da cultura na vida das pessoas é a forma como cada um se veste, os alimentos que ingere e a forma como enxerga o mundo à sua volta. 

Dentro de uma empresa, a cultura se aplica com base no comportamento e na mentalidade das pessoas que estão no dia a dia da organização. Elas usam essa cultura para se unir, se identificar e atingir o propósito que as une. Ao mesmo tempo, está diretamente relacionada aos negócios.

 “Cultura é o jeito de fazer as coisas, é o nosso jeito de fazê-las. E as pessoas são as protagonistas dessa ação”, explica Trevisan. 

O objetivo da cultura é auxiliar a gestão nos processos mais complexos e direcionar as relações internas, permitindo que os colaboradores trabalhem juntos por um objetivo.

Ela também influencia nas relações externas, com os diversos públicos de uma marca. Por exemplo, a inovação é um dos pilares da cultura da Amazon.

Para o CEO da uMov.me, a mudança na cultura das empresas está diretamente relacionada na forma como elas geram valor.

“Antigamente, as empresas geravam valor repetindo um processo que deu certo. Essa fórmula não funciona mais. Hoje, é necessário que as pessoas tenham autonomia, criatividade e a possibilidade de encontrar novas soluções para novos problemas”, destaca.

Dessa forma, propósito e cultura também promovem um ambiente corporativo de mais colaboração.

Qual o papel das pessoas nas organizações? 

Especialistas e grandes líderes concordam: o principal ativo de um negócio são as pessoas. Propósito e cultura são capazes de uni-las.

“Essa mudança cultural faz com que necessariamente o eixo esteja nas pessoas. São elas agora as protagonistas desse novo cenário cultural”, pondera Trevisan.

Dentro das empresas, o seu papel é atuar de forma alinhada com um propósito. E, para isso, é preciso que elas tenham autonomia, criatividade e a possibilidade de encontrar novas soluções para novos problemas.

A confiança para abrir esse leque aos colaboradores, se constrói a partir da cultura adotada pela empresa. Hoje, as pessoas são protagonistas em um novo cenário cultural, que surge a partir do entendimento de que tê-las como foco é também mirar em propósito e cultura organizacionais.

“O que está em jogo é o comportamento: como podemos maximizar o que as pessoas fazem bem. Isso porque a cultura é basicamente a soma dos comportamentos das pessoas que estão na empresa hoje”, comenta o co-fundador e Chief Heart Officer da uMov.me, Daniel Wildt.

Daniel Wildt fala sobre propósito e cultura

Bastidores da gravação com Daniel Wildt. Crédito: Brenda Parmeggiani / Divulgação uMov.me.

Em outras palavras, é necessário que líderes observem o que gera mais valor para as pessoas, para a empresa e para a sociedade em geral.

É por isso que a gestão de pessoas ganha destaque estratégico mesmo em uma sociedade em plena transformação digital

Wildt ressalta ainda que “é preciso olhar para as pessoas que estão no dia a dia da empresa e atuar para garantir que elas tenham qualidade de vida”

Essa compreensão do mercado, de que as pessoas se movimentam em cima daquilo que realmente as toca, é fundamental para que o processo de transformação dentro das organizações seja priorizado. 

A importância das lideranças

Ficou no passado o tempo em que o ambiente corporativo precisava ser hierárquico e centralizado. Em novo contexto social, as pessoas querem estar em um espaço democrático e participativo, que leve em consideração suas opiniões.

Por isso, as lideranças têm um papel fundamental na transformação e formação de cultura nas empresas. Elas também possuem a importante missão de determinar o propósito de uma organização.

“A grande transformação que vivemos na uMov.me foi de dentro para fora. E ela começou pelas lideranças. Isso faz com que as pessoas se sintam realizadas, que estão fazendo o melhor dentro das suas habilidades e confiantes no desenvolvimento de novas habilidades”, analisa Trevisan.

Ou seja, os líderes são responsáveis ainda por promover as mudanças dentro das empresas, renovarem-se e servirem de exemplo para que cada indivíduo esteja aberto para iniciar seu próprio processo de transformação.

Com efeito, essas transformações impactam não somente os colaboradores, mas os clientes, a empresa e a sociedade como um todo.

Por isso, quando falamos em transformações reais, estamos refletindo juntos sobre algo que transborda os limites de um negócio e se reflete também sobre as interações com seus mais diversos públicos. 

Mais importante do que pregar frases de incentivo na sua empresa, é tornar de fato o ambiente de trabalho participativo e desenvolver confiança nas pessoas para engajá-las e alinhar o propósito da organização ao propósito pessoal de cada uma delas.

“Toda vez que eu vejo alguém montando planos muito para frente, fico bastante incomodado. Sonhar é bom, mas quero saber o que vamos fazer semana que vem. Eu gosto de ver que estamos trilhando o caminho do que está sendo planejado, sonhado, e que já estamos naquela direção”, explica Wildt.

E a tecnologia? 

A tecnologia também é uma protagonista no mundo dos negócios, seja facilitando e automatizando processos, seja otimizando o tempo de trabalho das equipes e muito mais. Ela é uma grande aliada nas mãos das pessoas certas.

“A tecnologia aparece sempre de uma forma suave e esse é o futuro do que as empresas vão enfrentar. Sempre algo ajudando a gente a fazer mais e entregar mais daquilo que é a nossa missão”, resume Wildt. 

Em meio a um mercado cada vez mais competitivo, os gestores buscam soluções efetivas para propagar a cultura da empresa. E, com o apoio da tecnologia, surge a possibilidade de ainda mais transformações no meio corporativo.

Abrem-se, assim, diversas alternativas para o público interno da empresa e também para os clientes, que, em última instância, passam a utilizar o propósito, a cultura e a relevância das pessoas dentro de cada empresa como um critério de escolha para o seu consumo. 

O tema da tecnologia como aliada dos negócios também está presente nas outras webséries produzidas pela uMov.me. Assista aos episódios no nosso canal do YouTube.

Parceria com a StartSe 

A StartSe é uma plataforma de conhecimento em negócios que simplifica a complexidade que existe no mundo e traz de forma rápida, instigante e personalizada o aprendizado mais atual que existe, o chamado “conhecimento do agora”.

Em outras palavras, trata-se de uma escola de negócios para quem quer transformar o futuro hoje. Há 4 anos, ajuda profissionais e empresas a se manterem competitivos e relevantes no contexto da nova economia.

A parceria entre StartSe e uMov.me deu origem à websérie documental “Transformações Reais”. Uma produção que, em quatro episódios, trata sobre valores, cultura, pessoas, tecnologia – em especial, o cenário no-code -, relações com o mercado e a entrega social da uMov.me. 

Transformações reais: a websérie 

A cada quinze dias, às terças-feiras, você confere um novo episódio da websérie “Transformações Reais”. O lançamento oficial da produção foi no dia 3 de agosto.

Assista ao primeiro episódio da websérie e saiba mais sobre a importância de propósito e cultura para a sua empresa:

Para ver mais

Assista a todos os episódios da websérie:

Considerações sobre propósito e cultura

“Neste período de pandemia, nós aprendemos a aprender. Nos tornamos mais humildes para perguntar o que não sabíamos, mais generosos para compartilhar o que já aprendeu, e ainda entendemos a necessidade de sermos coerentes com o nosso discurso”, reflete Trevisan.

Os desafios impostos pela pandemia causaram um grande impacto na cultura das organizações, mudando as prioridades dos negócios e afirmando a necessidade dos gestores se adaptarem ao novo modelo de negócios, o qual prioriza o bem-estar dos profissionais.

É o que mostra o mapeamento realizado em 2020 pela Grant Thornton Brasil e a consultoria em RH Culture for Performance.

Por isso, é preciso pensar cada vez mais qual a missão da sua empresa, afinal propósito e cultura eficientes e focados nas pessoas são fundamentais para o crescimento do seu negócio. 

Não é à toa que “propósito e cultura” foi o tema escolhido para a estreia da websérie “Transformações Reais”, uma produção em parceria da StartSe com a uMov.me.

Fique de olho aqui no nosso blog e acompanhe os próximos episódios!

Quer promover transformações reais para o seu negócio? Veja como a uMov.me pode ajudar a sua empresa a vencer esses desafios.

Transformações Reais Episódio 1 - Propósito

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

confira mais conteúdos!

vamos conversar?

Preencha os dados abaixo e entenda os benefícios de um aplicativo customizado para seu negócio.

grarfismo_home