Quais são as tendências de comunicação para 2019?

Consumidor protagonista, vídeos verticais e propósitos muito bem embasados: essas são algumas das tendências de comunicação citadas pelos palestrantes do evento realizado pelo Share no último dia 20 de dezembro na uMov.me Arena. Marina Verçoza, Augusto Rocha e Greta Paz falaram sobre o que se destacará neste ano na palestra “Tendências de Comunicação para 2019”. Confira abaixo algumas dicas dadas durante o evento.

O futuro das marcas

Marina Verçoza, cofundadora da Hub77, apresentou 7 tendências sobre o futuro das marcas a partir de um estudo realizado com gestores de marcas como Farm e Ambev.

  1. O futuro é decidido agora: os gestores devem se adaptar às mudanças, entender que elas acontecem muito rapidamente e saber lidar com isso. Mesmo com a enorme quantidade de informações disponíveis, é necessário saber filtrar aquilo que é essencial para sua marca.
  2. O futuro exige consistência: discurso e prática devem estar alinhados com a essência da marca. As ações de comunicação não devem ser sempre iguais, porém, deve haver coerência entre elas.
  3. O futuro é das marcas: as marcas são cada vez mais observadas e devem ser uma preocupação da empresa como um todo, e não apenas da área de marketing. É necessário que os valores sejam muito bem pensados e alinhados, tudo que acontece dentro e fora da empresa está e será relacionado a marca.
  4. O futuro é das marcas com propósito: é preciso que a razão da existência da empresa esteja clara para todos. Ela deve ter um significado e é necessário entender que uma marca interfere em seu ecossistema e pode gerar impacto em escala.
  5. Quem dita o futuro das marcas é o consumidor: a marca e a comunicação são negociações constantes e o cliente é quem está no comando. É preciso se adaptar ao seu estilo de vida e ao mindset digital, que já é uma realidade.
  6. A estratégia é cada vez mais complexa e fragmentada: tudo feito pela marca deve convergir, todas as ações devem estar integradas e possuir um fim, ou seja, um objetivo em comum.
  7. O futuro precisa ser orquestrado: planejamento e alinhamento são pontos muito importantes ao pensar no futuro, por isso a marca deve estar aberta ao olhar externo e ao novo, estabelecendo relacionamento com todos que podem influenciar a sobrevivência da empresa.

O que 2018 tem a ensinar para 2019

Para Augusto Rocha, Sales Partner da PmWeb, o consumidor é o protagonista da comunicação e ao passar por diversos lugares até o momento de compra, deve perceber a coerência e o alinhamento da marca. Para entender os clientes, os dados disponíveis online são de extrema importância e devem melhorar a experiência de cada um. Baseadas nisso, as empresas devem arriscar: mudanças são extremamente necessárias e estão cada vez mais rápidas. A transformação digital já é uma realidade e a transformação individual é de extrema importância para a sobrevivência da marca, quem não se adequa, tende a ficar para trás.

O comportamento da empresa é tão importante quanto o do cliente: é necessário ser coerente, verdadeiro, transparente e se preocupar com quem importa de verdade. Além disso, a diferenciação da concorrência é de extrema importância, porém, essa sempre deve ser pensada de maneira autêntica e genuína.

Tendências de vídeo para 2019

Greta Paz, CEO da Eyxo, defende que o vídeo tem tudo para ser o grande protagonista da comunicação em 2019. Sua principal função é estabelecer conversas que geram conversão. Isso é, a partir de um conteúdo relevante e interessante, tanto para a marca, quanto para o consumidor, se estabelece interação e diálogo. Obviamente, o assunto tratado nas produções de cada empresa deve estar de acordo com seu propósito e com todas outras ações de comunicação. Greta observa algumas tendências muito fortes para este ano:

  1. ON e OFF devem estar sempre conectados;
  2. Estabeleça diálogo;
  3. O visual do vídeo deve ser independente do áudio, cada vez mais as pessoas apenas assistem sem escutar;
  4. Diversidade nas ações de comunicação traz diversidade nos consumidores;
  5. A estética do vídeo ganha cada vez mais importância para o consumidor;
  6. Marcas devem estar abertas à tornar seus colaboradores produtores de conteúdo através de vlogs, por exemplo;
  7. Lives só geram engajamento a partir de 15 minutos e seus seguidores devem ser avisados com antecedência;
  8. Vídeos verticais ganham cada vez mais força por conta dos smartphones;
  9. O importante sempre é gerar interação.

uMov.me Arena: espaço de transformação

A uMov.me Arena é um espaço em Porto Alegre/RS, na sede da uMov.me e tem como missão estimular a troca de conhecimento para a transformação digital com foco na valorização de pessoas.

Ela foi concebida para dispor ao ecossistema empreendedor uma programação atraente que apoie e valorize a diversidade, pluralidade e a conexão das pessoas e ideias.

Para ficar por dentro de tudo o que acontece na uMov.me Arena, acesse o site e inscreva-se! Confira também nosso flickr e veja tudo que já rolou por aqui!

Para saber mais sobre transformação digital e como ela impacta as empresas, fale com um especialista hoje mesmo.