No-code para logística: digitalização sem depender de desenvolvedores 

A tecnologia no-code para logística é a chave da transformação digital sem precisar depender de desenvolvedores. Mas como isso acontece na prática? Leia este artigo e saiba mais!

A logística está em franca expansão no Brasil.

Contudo, ainda tem um bom caminho pela frente para ser considerada competitiva em escala global — o país ocupa a 56ª posição no ranking Logistics Performance Index (LPI), do Banco Mundial.

Mas qual a chave para viabilizar este crescimento? O uso da tecnologia é uma das respostas. A jornada para a maturidade digital é cheia de desafios, mas é necessária para toda e qualquer empresa da cadeia logística. 

E a maneira mais fácil de implementar soluções tecnológicas que contemplem todas as necessidades do dia a dia é com a ajuda de uma plataforma no-code.

Continue lendo para entender os obstáculos do mercado logístico, o impacto da tecnologia no segmento e como o no-code pode contribuir!

Os desafios do mercado da logística

A rotina de quem trabalha no setor logístico é extremamente corrida — afinal, o tempo é decisivo quando falamos de produtividade e eficiência logística. 

Hoje, o único jeito de acompanhar o ritmo acelerado do mercado e da cadeia de suprimentos é com a ajuda da tecnologia. 

Se já era uma tendência em ascensão nos últimos anos, a transformação digital na logística foi intensificada pela pandemia da COVID-19, que forçou a digitalização da economia devido às medidas de isolamento social.

Paralelamente, o comércio eletrônico cresceu com as medidas de restrição, exigindo processos logísticos mais robustos e ágeis para lidar com a alta demanda — algo possibilitado pela automação. 

Então, como em qualquer outro segmento, a tecnologia tornou o setor de logística mais competitivo.

Um exemplo é a preferência dos clientes por empresas de transporte que disponibilizem rastreamento da encomenda, recurso popularizado por empresas de grande porte como Amazon e Submarino.

“Podemos verificar isso na preferência dos clientes por empresas de transporte que disponibilizem gestão da experiência total do cliente. Hoje, o consumidor até estranha quando faz uma compra e não pode rastreá-la, por exemplo,  o que impacta toda a cadeia de negócios”, diz Alexandre Trevisan, CEO da uMov.me. 

Outro exemplo comum é a migração crescente de negócios inteiros dos tradicionais data center para a nuvem, onde estão a salvo de falhas e acidentes, como incêndios, além de cortarem custos em manutenção e em espaço físico. Afinal, a nuvem não ocupa espaço nenhum.

Algumas empresas já estão indo mais longe com tecnologias mais complexas como IoT (Internet das Coisas), Machine Learning e BI. 

A questão é: na logística 4.0, considerada uma evolução natural do setor, não há outra saída a não ser otimizar a operação e os processos com o uso de ferramentas tecnológicas inovadoras.

A falta de profissionais na tecnologia impacta a logística?

Como comentamos, o boom do e-commerce aumentou consideravelmente a exigência por agilidade na logística. 

Com isso, consequentemente, a demanda por novas tecnologias pelos agentes da cadeia de suprimentos também foi impulsionada. O problema é que o setor de TI, há anos, enfrenta a escassez de pessoas desenvolvedoras. 

E justamente são eles os profissionais mais requisitados pelas empresas que almejam automatizar processos. Isso porque eles são responsáveis pela criação desses sistemas.

Segundo pesquisa da Brasscom (Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), serão criados no Brasil mais de 797 mil postos de trabalho em TI até 2025. 

No mesmo período, serão formados 267 mil profissionais — ou seja, o déficit será de 530 mil vagas abertas sem contratação. 

Mas essa realidade representa um desafio para a logística? Momentaneamente podemos dizer que sim, mas na verdade, não é! A solução para esse problema é a tecnologia que vamos abordar a seguir.

Tecnologia no-code como solução para a logística

Sim, é possível criar soluções customizadas às necessidades de um negócio sem precisar programá-lo do zero! A ferramenta que faz isso acontecer é a plataforma no-code.

Segundo Trevisan, a tecnologia no-code — “sem códigos”, em português —  é uma forma muito mais ágil de desenvolver um sistema sem precisar de codificação, testes, correção de bugs e outros processos mais complexos.

Ou seja, além de ganhar tempo e ter um investimento menor no projeto, a dificuldade de encontrar um desenvolvedor para digitalizar os processos logísticos deixa de ser um obstáculo.

No-code é uma das principais tendências tecnológicas de 2022, segundo a consultoria Gartner. Isso porque viabiliza o desenvolvimento cidadão, que é quando um funcionário desenvolve soluções mesmo sem pertencer à área da TI.

“Profissionais de outros setores, como a logística, podem criar suas próprias soluções customizadas sem a necessidade de cursos ou experiência prévia em programação”, explica o CEO da uMov.me, que, inclusive, utiliza a tecnologia para criar soluções customizadas a outras empresas.

Conheça a plataforma no-code da uMov.me

Líder nacional na criação de aplicativos para empresas, a uMov.me utiliza sua plataforma no-code  para desenvolver soluções customizadas caso a caso.

A plataforma uMov.me inclui funcionalidades como:

  • Roteirização por menor tempo ou quilometragem; 
  • Planejamento e distribuição de tarefas individuais ou por equipe; 
  • Digitalização e automação de processos; 
  • Coleta e validação de dados multimídia.

Tudo isso é pensado para criar aplicativos que atendam todas as necessidades da empresa — o que pode ser feito por uma rede de parceiros, pelo próprio cliente ou pela nossa equipe de especialistas!

O time uMov.me está disponível para auxiliar a qualquer momento durante todo o processo. 

Inclusive, os especialistas já desenvolveram aplicativos específicos a alguns segmentos de mercado: trade marketing, força de vendas, ordem de serviço (OS) e, também, logística.

Conheça as principais funcionalidades do aplicativo de logística da uMov.me!

Mais de 33 mil aplicativos já foram produzidos através da plataforma uMov.me para milhares de empresas, incluindo as que atuam em logística, como:

Aplicativo criado para a LS Translog

A LS Translog é uma transportadora focada em entregas rápidas que atua em todo o Brasil, atendendo clientes como Drogasil, Droga Raia, Centauro, Renner, Riachuelo, Cobasi e outras empresas de vários setores. LS Translog

Para lidar com a alta demanda de entregas resultante da pandemia, a LS Translog apostou no aplicativo de logística da uMov.me

A principal demanda da empresa era enviar um SMS ao cliente final, que recebe um link para acompanhar o entregador até a sua porta. Essa prática diminui as reentregas devido à ausência do cliente, por exemplo. 

As principais funcionalidades do aplicativo de logística uMov.me usadas pela LS Translog são:

  • Assinatura eletrônica;
  • URL pública de rastreio;
  • Geolocalização de equipes em campo e;
  • Captura de fotos e vídeos.

Além disso, a LS Translog também faz o processo logístico para medicamentos que necessitam de apresentação obrigatória de receita. Nesses casos, o agente da empresa busca o documento na casa do cliente, leva até a farmácia e, então, entrega o produto encomendado. 

Considerações sobre a tecnologia no-code para logística

A tecnologia no-code para logística representa uma oportunidade de otimizar processos sem precisar de altos investimentos. Isso significa que, independentemente do porte, qualquer empresa do setor pode se tornar mais competitiva através da digitalização!

Na medida em que a gestão logística avança na maturidade digital, ocorre um aumento da economia global da empresa e da capacidade de atendimento — que, aliado à agilidade dos processos automatizados, pode alavancá-la drasticamente no mercado.

Se você procura uma solução customizada às necessidades do seu negócio, a uMov.me pode ajudar! Agende uma demonstração e entenda tudo o que a plataforma uMov.me tem a oferecer.

Divulgação de resultados Espelho Logístico

Destaques de Plataforma

Como escolher a melhor plataforma de desenvolvimento para o seu negócio

Todo início de transformação digital necessita iniciar pela escolha da plataf...

Plataforma No-Code

Plataforma no-code: o que é, diferença para low-code e 5 benefícios

Se o termo “no-code” é novidade para você, então chegou no artigo certo! ...

FALE COM UM ESPECIALISTA

Conheça os potenciais da plataforma para a sua empresa.

QUASE LÁ!

Preencha os dados abaixo para garantir sua demonstração gratuita.