Reposição de produtos no PDV: dicas para um promotor de vendas

Reposição de produtos no PDV
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

Um dos maiores desafios da estratégia de trade marketing é a atração do consumidor para o ponto de venda de determinado produto ou marca. E quando não acontece a reposição de produtos na gôndola (a famosa e temida ruptura no PDV), todo o planejamento de trade marketing cai por água abaixo. 

Levando em consideração que as mercadorias precisam estar disponíveis 24h no PDV de maneira organizada para que as vendas sejam, de fato, efetuadas, a reposição de produtos precisa ser prioridade no dia a dia do promotor de vendas.

Saiba como é a jornada da mercadoria no estoque até o ponto de venda, entenda a importância da reposição de produtos com constância e veja soluções práticas que evitam a ruptura no PDV.

Reposição de produtos: do estoque para o ponto de venda

Para que o processo de saída do produto do estoque para o ponto de venda seja eficiente é indispensável muita atenção por parte do promotor de vendas. Esse profissional faz o acompanhamento do desempenho das mercadorias nas gôndolas e identifica a necessidade de reposição.

Neste momento entra em cena uma prática comum de logística no varejo, chamada de FIFO (sigla em inglês para First In, First Out) ou PEPS (sigla em português para Primeiro que entra é o Primeiro que Sai).

Essa ação é uma rotina que a equipe de trade marketing prioriza os produtos que chegaram primeiro, levando em consideração sua validade, para que sejam vendidos antes daqueles que têm validade maior. Ou seja, aqueles produtos que chegaram por último ao estoque devem sair depois. 

Aqui fazemos apenas uma ressalva: se estivermos falando de produtos perecíveis, há necessidade de um cuidado ainda maior com a shelf life, pois poderá ter prejuízos com logística e retrabalho com o produto vencido na prateleira, além de impactos jurídicos que podem gerar mais custos.

Saiba a importância da gestão da logística no trade marketing

 Como fazer a reposição de produtos no PDV

Antes mesmo de repor os produtos nas gôndolas, a gestão do estoque é a prioridade para o sucesso do ponto de vendas. 

Para isso, os hábitos de consumo do cliente precisam ser levados em consideração, uma vez que é ele quem vai ditar a periodicidade do processo de renovação do ponto de venda. 

Por exemplo, se um determinado produto costuma ter um giro mais rápido, ele precisa ser reposto com mais agilidade ou o consumidor não o encontrará disponível, fazendo com que ele não compre o produto – ou pior, adquira da concorrência.

O acompanhamento e reposição do estoque pode ser feito por um inventário, por meio de contagem, classificação e identificação de todos os itens, com o objetivo de evitar erros e diminuir prejuízos financeiros. 

A contagem pode ser total (que acontece uma vez por ano e encontra as divergências do estoque) ou gradual (sendo uma contagem periódica do estoque e dos produtos na prateleira, antes ou depois do expediente para não incomodar o consumidor).

Outra forma de manter o ponto de venda sempre cheio é a variedade de produtos. Além de ser atrativo para os clientes, o sortimento de produtos alcança mais pessoas com gostos diferentes, auxilia na possível perda de rentabilidade e estimula as vendas e relacionamento com o consumidor de forma geral.

Dicas de PDV: atenção para essas práticas

Se você é um gestor, atente para alguns pontos importantes que precisam ser repassados para o promotor de trade marketing durante a reposição dos produtos no ponto de venda – esses 3 tópicos são imprescindíveis para despertar o interesse e desejo do consumidor, resultando no aumento de vendas.

  • Limpeza: seja da gôndola ou dos produtos expostos. Além de prezar pela saúde dos próprios colaboradores, ambientes limpos e organizados são atrativos para o consumidor.
  • Embalagens: checar se estão adequadas para o manuseio do consumidor ou se há partes amassadas, por exemplo, são formas de garantir melhor qualidade do produto.
  • Preços: se certificar que os preços continuam os mesmos durante a reposição dos produtos é importante para que o cliente não se sinta enganado. Além disso, a falta de preço no ponto de venda é um fator negativo para a marca.

 3 soluções para uma reposição de produtos com mais eficiência

Gerenciar o estoque com eficiência, controlar a validade dos produtos e buscar oportunidades que aumentem as vendas. Esses são os 3 maiores desafios da reposição de produtos e eles podem ser vencidos com 3 soluções práticas:

1) Trabalhe com planograma

O aumento de vendas está diretamente ligado à distribuição e posição dos itens no ponto de venda. E uma das estratégias mais eficazes do trade marketing para isso é a utilização de um planograma, que visa organizar esteticamente os produtos em cada cantinho da prateleira de maneira harmônica e que gere mais lucro.

O planograma é feito de forma diferente para cada marca e leva em consideração o hábito de consumo do seu cliente, o mobiliário da gôndola e quantidade e identidade visual do produto. 

Isso tudo com uma única finalidade: a de atrair o consumidor a produtos que podem ser bem visualizados (atentando para o tipo de mercadoria, seu formato e tamanho), o que fornece maior praticidade, segurança e acessibilidade no manuseio do item durante a escolha do mesmo.

2) Envolva todas as equipes

Qualquer solução que foque no sucesso da reposição de produtos no PDV requer trabalho em equipe. 

Tanto a integração de times quanto a criação de uma rotina de processos são formas de contribuir para um processo único em que o trabalho de todos os colaboradores estejam alinhados. Esses são alguns exemplos de procedimentos eficazes na reposição de produtos no PDV:

  • Definir responsabilidades bem claras para cada funcionário;
  • Criar um modelo de relatórios de inventário;
  • Manter um controle de fluxo de entrada e saída;
  • Atualizar informações de quantidade e preço dos produtos, bem como feedbacks diretamente dos consumidores;
  • Aplicar padrões e regras de organização no estoque, considerando sempre limpeza do ambiente e horário de entrada e saída de mercadoria.

3) Invista em um sistema automatizado

Depositar total confiança em papéis que podem se perder ou rasgar durante a jornada de trabalho dos promotores de venda é um risco desnecessário. 

O controle do estoque e a reposição de produtos no PDV podem ser monitorados por uma ferramenta online, permitindo mais segurança – apenas pessoas autorizadas a aquelas informações terão acesso – e eficiência – por meio de um aplicativo a redução de erros humanos é maior.

E tem mais: um sistema automatizado também ajuda no inventário de estoque, pois consegue emitir relatórios, mostrando as divergências que aparecem durante a contagem e, assim, mantendo a segurança das informações do estoque. 

Aliás, acompanhar a análise das métricas também é uma opção com um aplicativo para gestão de equipe, o que resulta em um controle maior sobre o fluxo de entrada e saída dos produtos e estipular metas para cada mercadoria.

Conheça 6 benefícios do uso de aplicativos para a gestão de trade marketing

Aplicativo de trade marketing da uMov.me possibilita mais agilidade na reposição de produtosReposição de produtos no PDV: dicas para um promotor de vendas 1

A uMov.me cria aplicativos para empresas em uma plataforma no-code, possibilitando que as soluções sejam customizáveis de acordo com as regras do próprio negócio.

O aplicativo de trade marketing da uMov.me possui funcionalidades para melhorar a gestão de processos da equipe em suas visitas diárias nos PDVs – coleta de dados em tempo real, roteirização do time por menor distância ou tempo e checklist de atividades são algumas opções.

O apoio de um aplicativo de trade marketing é essencial para que a jornada de promotores de venda seja mais assertiva. Com ele, é possível oferecer mais autonomia para a equipe em campo, otimizar o tempo dos colaboradores e agilizar os processos rotineiros.

Conheça as principais funcionalidades de um aplicativo de trade marketing

Considerações sobre reposição de produtos

Agora que entendemos o quão importante é encarar o ponto de venda como se fosse uma vitrine da marca, fica mais fácil estruturar ações estratégicas para este espaço de contato com o consumidor.

Com a coleta de dados automatizada em campo e com sua análise em tempo real no backoffice, é possível planejar a frequência ideal de reposição de produtos em seu PDV.

Para que isso aconteça, outras práticas no ponto de venda precisam também estar em dia, como a arrumação da gôndola e a organização das informações coletadas nela, por exemplo.

Quer saber como o aplicativo de trade marketing da uMov.me pode ajudar o seu negócio nisso? Solicite uma demonstração!

Reposição de produtos no PDV: dicas para um promotor de vendas 2

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

confira mais conteúdos!

Lições para dominar vendas online

No webinar realizado por uMov.me e Sindilojas Porto Alegre, os convidados conversam sobre como dominar as vendas online, melhorando a experiência desde a oferta à

Lições para dominar vendas online

No webinar realizado por uMov.me e Sindilojas Porto Alegre, os convidados conversam sobre como dominar as vendas online, melhorando a experiência desde a oferta à

vamos conversar?

Preencha os dados abaixo e entenda os benefícios de um aplicativo customizado para seu negócio.

grarfismo_home