Maturidade digital: o que é e por que é importante?

Maturidade digital

Maturidade digital é um termo utilizado para se referir ao nível de entendimento e integração das tecnologias no dia a dia de uma empresa. 

A maturidade digital é, portanto, um passo mais avançado, que acontece após a transformação digital. Estes dois termos têm conceitos e aplicações diferentes, embora ambos sejam essenciais para uma empresa conquistar vantagem competitiva.

No artigo de hoje, você vai entender:

  • O índice de maturidade digital das empresas brasileiras
  • Como apps ajudam às empresas a terem maturidade digital
  • Características e vantagens das empresas digitalmente maduras
  • A transformação digital é o primeiro passo

Será que sua empresa já atingiu a maturidade digital? Vamos descobrir!

Boa leitura!

O Índice de Maturidade Digital das empresas brasileiras

A maturidade digital pode ser dividida em 4 estágios, conforme modelo desenvolvido pelo Google e BCG. São eles:

  • Nascentes: é o nível mais básico, e compreende as empresas que não estão muito ligadas aos resultados de suas estratégias, e utilizam dados mantidos por terceiros;
  • Emergentes: são as empresas que já tem um processo de armazenamento e tratamento dos dados, mas usam os mesmos como base para as estratégias, mas sem cruzamento de resultados;
  • Conectadas: compreende as empresas que interligam e conectam os dados e informações multicanais, sendo capazes de cruzar resultados e analisar métricas mais específicas;
  • Multimomento: este é o quarto nível, onde as empresas conseguem utilizar a tecnologia para proporcionar experiências únicas e personalizadas, de acordo com a individualidade de seus clientes, independente do canal. 

 

Este último nível, se atingido, é capaz de aumentar as receitas da empresa em 20%, com até 30% de redução de custos. 

Apesar disso, no Brasil, apenas 2% das empresas encontram-se neste patamar. A grande maioria (55%), segundo a pesquisa realizada, está na categoria Emergente.

Um bom sinal, que mostra que a transformação digital já iniciou, mas ainda há um longo caminho a percorrer até sua maturidade.

Para calcular o índice de maturidade digital, a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) criou um método de 4 passos, possível de ser aplicado a empresas de todos os portes e segmentos. Confira: 

  1. O primeiro passo é a montagem de um mapa estratégico da presença digital da empresa. Neste momento, se definem os objetivos estratégicos para cada dimensão (financeiro, clientes, processos internos e aprendizado/crescimento), e se fazem os estudos de causa e efeito. 
  2. Com a definição dos indicadores, é feito um levantamento para medir a situação atual dos objetivos estratégicos. Neste passo também são definidas as metas. 
  3. O índice de maturidade digital (IMD) é calculado com base no peso e no desempenho das variáveis. Pode-se definir parâmetros com base em estudos de mercado, teoria ou histórico. 
  4. Como última etapa, é desenvolvido um painel de controle dos indicadores da presença digital. Este painel deve ser mantido atualizado e revisto periodicamente pela gestão e demais responsáveis, a fim de que os objetivos estratégicos sejam cumpridos.

Que tal você parar para analisar sua empresa e identificar como anda sua maturidade digital? 

Como apps ajudam às empresas a terem maturidade digital?

Para uma empresa ter maturidade digital, não basta que ela utilize sistemas para seus processos internos. É necessário que as pessoas, fornecedores e clientes estejam integrados nessa transformação.

Por isso, utilizar aplicativos corporativos pode ser uma saída inteligente, que vai atender às expectativas e necessidades de mobilidade das pessoas, além de otimizar tempo e recursos. 

Com o uso de apps a empresa inicia uma mudança de cultura e de uso de dados, caminhando para a maturidade digital, em que a tecnologia está presente no dia a dia, na rotina e nas relações de todas as pessoas.

Características e vantagens das empresas digitalmente maduras

As empresas que são maduras digitalmente são, na sua maioria, aquelas que nascem sendo exclusivamente digitais. É o caso de muitas startups, que têm o digital no seu DNA.

No entanto, qualquer empresa, de qualquer segmento ou porte, pode amadurecer sua presença digital. Para isso, é preciso, antes de mais nada, colocar os planos em prática!

Isso mesmo! Uma característica importante é fazer e fazer rápido. 

Isso significa que o planejamento existe, mas é mais superficial. O que vale é os testes e a experimentação. Ajustes e adequações podem acontecer a qualquer momento, mas o importante é perder o timing das ações.

Com as evoluções na tecnologia acontecem com imensa rapidez, o timing é essencial para qualquer negócio. 

Além disso, a maturidade digital é algo que vem de dentro para fora: ou seja, não é o mercado que vai fazer uma empresa se transformar. 

A empresa precisa entender que a transformação deve ser genuína, ou seja, deve vir desde sua filosofia e razão de existir, até sua cultura organizacional. 

Se a empresa não mudar o seu DNA, não conseguirá sustentar sua maturidade digital, pois não estará envolvendo as pessoas nesse novo modelo, não aceitará os dados como base para a tomada de decisões nem conseguirá acompanhar, ou mesmo se interessar, pelas tendências tecnológicas.

Outra coisa essencial que uma empresa madura digitalmente faz é preparar seus líderes. Os gestores devem ser capazes de controlar suas ações e estratégias digitais, alinhando as tecnologias com os objetivos do negócio.

A transformação digital é o primeiro passo

Para uma empresa atingir a maturidade digital, ela precisa, primeiro, começar a transformação.

A transformação digital acontece quando a empresa implementar sistemas que melhorem o desempenho e a produtividade de sua equipe, além de permitir que decisões sejam tomadas com base em dados. 

Além de ser um passo essencial (e até inevitável, se a empresa deseja se manter no mercado) para a rentabilidade e sustentabilidade de qualquer negócio, é, também, muito importante para a retenção de talentos.

Isso porque a transformação digital impacta na essência da empresa, transformando processos, ambientes e a própria cultura organizacional. 

A nova geração não se contenta somente com salário e benefícios. As pessoas buscam, cada vez mais, espaço para aprender, experimentar e crescer. 

Além disso, apreciam a liberdade, e neste ponto a mobilidade tem sido discussão presente em muitas mesas de reunião.

Neste sentido, os aplicativos surgem para ensinar as empresas que a transformação digital é regra para quem deseja se manter competitivo no mercado. 

 

Leia também: O que o maior evento de varejo do mundo ensina sobre transformação digital?

 

Iniciando com o entendimento de que a tecnologia permite inúmeros ganhos, e trabalhando para que a presença digital da empresa seja uma mudança cultural, sua marca conquistará a maturidade digital. 

Com isso, estará na frente de inúmeras outras empresas que ainda acreditam que a transformação digital se resume a trocar planilhas por softwares, ou a vender pela internet.

Quer saber como você pode utilizar os aplicativos para conquistar a maturidade digital no seu negócio? Fale com um especialista! 

A uMov.me transforma o seu negócio e abre as portas para você entrar no mundo do digital, criando aplicativos que atendam suas necessidades, sem precisar de programadores para isso! Conheça