Conheça 6 benefícios ao utilizar aplicativo em sua gestão de trade marketing

app de trade marketing

Ir a um supermercado, percorrer corredores e gôndolas em busca de um determinado produto pode parecer uma atividade comum e que não demanda grande reflexão por parte da maioria dos consumidores. Salvo quando refletir significa preparar uma lista de compras e comparar preços.

Por outro lado, nos bastidores, a reflexão e o aprimoramento de estratégias que atraiam esse consumidor tornaram-se ingredientes fundamentais na relação entre a indústria (que fabrica o produto) e o varejo (responsável pela intermediação), já que ambos compartilham objetivos em comum. E aí que entra o trabalho de trade marketing.

Atualmente, o caminho percorrido por um produto quando sai da fábrica até o momento em que ele passa pela caixa registradora é bem mais complexo do que há uns anos.

Com o aumento da concorrência e da consciência dos consumidores, que buscam a melhor relação custo-benefício, alguns obstáculos passaram a ser melhor estudados no trade marketing, tais quais a visibilidade do item, controle de estoque, trabalho dos promotores e presença no ponto de venda (PDV).

Uma das aliadas desse desenvolvimento do campo do trade marketing é a tecnologia.

Com aplicativos específicos para trade marketing, o gestor pode monitorar e coletar dados em cada uma das etapas da cadeia. A começar pelo controle de equipe (através de geolocalização), controle de estoque, monitoramento de preços da concorrência, registro fotográfico das gôndolas e comunicação em tempo real com promotores.

Visibilidade e controle de estoque

Tempo é dinheiro. Com aplicativos para smartphones e tablets, promotores podem monitorar quando o produto está próximo de esvaziar na prateleira e checar em tempo real o estoque. Isso evita rupturas e frustrações na experiência de compra do cliente.

Essa mesma ferramenta permite ao profissional fotografar a disposição dos produtos na gôndola e enviar dados sobre os preços praticados pelos concorrentes

Entrevistas e degustação

A tecnologia também já impacta na relação entre o promotor e o cliente final em ações bem tradicionais, como a degustação.

Apps possibilitam dispor de uma ferramenta que permita uma análise do resultado da ação.

Um exemplo é cruzar o número de degustações oferecidas com a quantidade de produtos vendidos naquele período.

E na função de pesquisador, o promotor também pode se valer do smartphone para colher a opinião dos consumidores, adotando um questionário padrão.

Roteirização das visitas

A geolocalização passa a ser uma ferramenta importante. Com a sua configuração nos aplicativos, é possível aprimorar o roteiro de visitas dos promotores nos PDVs, levando-se em consideração fatores como trânsito e a distância até os varejistas.

Outra solução encontrada é a chamada cerca eletrônica, pela qual o gestor pode controlar em tempo real se o promotor está próximo ao local da tarefa.

Integração do trade marketing

Além da segurança e da agilidade, o sistema por aplicativo permite uma maior integração entre a indústria e o varejo. Isso pode ocorrer, por exemplo, quando a indústria repassa dados sobre os produtos e o varejista, por sua vez, reporta as vendas realizadas.

O resultado desse cruzamento de informações permite ao gestor avaliar se a estratégia de vendas está dando resultado.

Treinamento à distância

Cada smartphone e cada tablet pode funcionar como uma plataforma de qualificação profissional. Além de dados dos produtos, o app é o canal direto de comunicação com o gestor, que pode tirar dúvidas.

O recurso também pode ser configurado para oferecer um ambiente seguro e personalizado de materiais e cursos.

Controle de ponto

Interligado ao sistema de monitoramento de roteiros, o gestor encontra no aplicativo a possibilidade de administrar o ponto dos promotores.

Por gráficos, é possível analisar a assiduidade dos profissionais e estabelecer mudanças de roteiros para cobrir eventuais faltas, através da redistribuição da equipe.