Tecnologia no Varejo: A transformação já começou!

Tecnologia no Varejo

Não faz muito que se falava em investimento de tecnologia no varejo como um diferencial competitivo. Não é mais. 

Com o novo padrão de vida das pessoas e consequentemente de compra, a implementação de tecnologia no varejo passou a ser uma necessidade de sobrevivência no mercado. 

Cada tipo e porte de varejista tem suas próprias possibilidades e desafios.

Alguns vão se destacar e criar assistentes virtuais em lojas físicas que ofereçam promoções exclusivas para cada consumidor através de Big Data, Inteligência Artificial e Internet das Coisas. 

A maioria, no entanto, não chega e nem precisa chegar a essa complexidade. 

Mas independente das possibilidades e desafios, o fato é que todos precisam investir fortemente em tecnologia no varejo para simplificar e automatizar processos, visando:

  • Garantia da qualidade e padrão no atendimento;
  • Otimização de tempo e recursos;
  • Eficiência operacional;
  • Simplificação e controle em tempo real. 

Neste texto, vamos mostrar os principais desafios varejistas e, através de exemplos práticos, como aplicativos são essenciais para a efetiva transformação digital no varejo.

Os desafios do varejo

Em um webinar que fizemos sobre como gerar valor no Varejo em parceria com a consultoria Merithu, Eduardo Baltar mostrou os três fatores essenciais para o sucesso de uma organização: 

1 – Liderança

2 – Time

3 – Gestão associada à tecnologia para entregar mais resultados

A primeira lição é que, assim como em qualquer outra área, a transformação digital no varejo precisa partir das lideranças. A segunda é que os desafios do varejo só serão vencidos com um time sincronizado ao propósito da organização. 

E, por fim, que gestão e tecnologia são indissociáveis! A melhor explicação prática para isso é entender que é preciso construir e consolidar processos para, na sequência, otimizá-los com o auxílio de aplicativos e outras tecnologias. 

Esses fatores valem para todo negócio. Especificamente para o varejo, o desafio que mais tem promovido reflexões no mercado é compreender o papel da loja física frente à transformação digital no varejo. 

Não é que as lojas vão desaparecer, mas o perfil do consumidor e sua jornada de compra mudaram. A melhor experiência do cliente está em convergir on e off, oferecendo escolhas e facilidades. 

Assista ao webinar Gerando Valor no Varejo!

A Transformação Digital no Varejo

O físico e o online estão cada vez mais associados, mas para que funcione uma série de processos precisam estar plenamente alinhados.

O consumidor já está preparado para novas tecnologias e é obrigação dos varejistas acompanhar as mudanças na mesma velocidade.

O uso de diversos pontos de contato e vendas com o consumidor de modo conectado e complementar é chamado de Omnichannel. A prática coloca o cliente no centro de todo processo e promove uma experiência melhor com a marca.

Leia mais sobre Omnichannel no Varejo

Uma dúvida recorrente é como promover na prática a transformação digital no varejo. Por isso vamos mostrar de forma simples e detalhada como utilizar a tecnologia no varejo em três situações muito comuns aos lojistas: 

  1. A padronização da loja;
  2. Gestão centralizada dos processos;
  3. Venda Assistida.

A padronização da loja

O problema: Padronizar a experiência do consumidor em todas as lojas de uma rede, do atendimento ao design de ambiente, é muito difícil. Planilhas e orientações manuais são morosas e ineficazes.

A solução: Para manter o funcionamento no mesmo padrão a solução está em utilizar um aplicativo que digitalize ao máximo os processos e padronize as principais rotinas. 

As funcionalidades: É possível criar checklists para organização de vitrine e planograma de loja, com funcionalidades que entreguem ao colaborador todas as orientações necessárias e solicitem a ele evidências do trabalho executado, até mesmo em foto. 

Os resultados: Isso garante uma melhoria na imagem perante os clientes, ganho de produtividade em função da simplificação da tarefa e maior controle. 

Leia mais sobre aplicativos de Trade Marketing

Gestão centralizada de processos

O problema: Imagine uma rede de lojas em que cada gerente isoladamente precise se preocupar em resolver questões como, por exemplo, conserto do ar condicionado. Descentralizar processos aumenta o seu custo e baixa a performance, pois as preocupações de gestores devem ser outras. 

A solução: Reduzir as atividades operacionais do time através da centralização e digitalização de processos. Aliando isso a um aplicativo de Ordem de Serviços, basta abrir a solicitação que será encaminhada ao setor responsável por todas as lojas. 

As funcionalidades: Você pode abrir pedidos de manutenção informando a criticidade do problema, enviando foto e/ou áudio, além da descrição. Tudo simples, rápido e completo. Ainda dá para acompanhar indicadores como tempo de atendimento e resolução, a nível gerencial. 

Os resultados: O tempo gasto com operação e os índices de erros são reduzidos, aumentando a eficiência operacional de toda a rede. 

Venda assistida

O problema: A baixa performance comercial por indisponibilidade de ferramentas e orientações comerciais. 

A solução: Utilizar aplicativos para conduzir o processo de atendimento em loja, entregando mais informações com mais rapidez aos clientes e fornecendo aos vendedores subsídios de apoio à venda. 

As funcionalidades: Disponibilização de catálogo de produtos online completo e atualizado, execução de atividades de vendas de forma mais ágil, como a colocação de pedidos. É possível ter galeria de imagens e detalhes técnicos dos produtos e até área de treinamento aos colaboradores. 

Os resultados: Aumento da qualidade dos serviços prestados aos clientes em loja e consequente acréscimo de vendas. 

A tecnologia no Varejo gera muito mais vantagens!

O uso de tecnologia no varejo deve ser horizontal ao negócio, ou seja, de ponta a ponta. Somente assim se garante otimização de tempo e recursos, eficiência operacional, simplificação, controle, qualidade e padrão no atendimento. 

A plataforma uMov.me conecta em um só aplicativo todas as funcionalidades apresentadas nas três situações acima, além de muitas outras. 

Um dos grandes destaques é o suporte à performance, que compreende um painel de gestão montado com indicadores personalizados, atualizados em tempo real. 

E tem ainda a gestão do time, que visa reduzir processos morosos para melhorar a produtividade geral. É possível no mesmo aplicativo integrar registro de jornada, faltas, atestados, solicitações de férias, materiais, adiantamento e etc. 

Conheça a Plataforma uMov.me para o Varejo

Exemplos de tecnologia no Varejo

O principal case varejista brasileiro provavelmente seja a Magazine Luiza, apresentado no webinar Gerando Valor no Varejo, e que utiliza a plataforma uMov.me.

A gigante do setor cresceu 1000% na Bolsa de Valores do País em apenas 8 anos. Tudo isso porque entendeu a importância da transformação digital no varejo e investiu em tecnologia. Afinal, quem não conhece a Magalu, não é mesmo?!

Mas os exemplos são vários e estão presentes no cotidiano de qualquer pessoa.

A C&A criou uma funcionalidade em seu aplicativo que permite ao cliente criar um carrinho virtual na loja física. É só ir lendo os códigos de barras e depois fazer o pagamento diretamente pelo celular. 

Diversas redes de fast-food também possuem tecnologias simples e muito funcionais. A mais comum é a que permite diminuir filas e tempo de espera no estabelecimento através da solicitação de pedido e/ou pagamento por um aplicativo. 

Seja quais forem os desafios varejistas, com a implementação de tecnologia no varejo fica muito mais fácil solucioná-los, independentemente do porte do negócio. 

Fale com um de nossos especialistas e veja como levar a transformação digital para a sua empresa!