Por que definir o mix de produtos é importante para o seu negócio

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

Saber definir um mix de produtos adequado é primordial para o crescimento do seu negócio, dentro e fora do ponto de venda. Diante de uma ampla variedade de opções, uma seleção bem pensada garante a fidelidade e o interesse dos compradores. Confira os detalhes!

Indústria e varejo encontram-se no ponto de venda (PDV). E é ali que a estratégia para conquistar o comprador se torna ainda mais importante!

Estudos comprovam que a maioria das decisões de compra ocorrem no PDV. Você já parou para pensar quais os fatores que mais influenciam nesse momento?

De acordo com especialistas, um dos fatores decisivos para a venda é a gestão do mix de produtos, através do sortimento no ponto de venda. Ou seja, é preciso gerenciar o mix de produtos para cada tipo de PDV em que sua marca estará presente.

Com o apoio da tecnologia, por exemplo, é possível monitorar a execução por marca, coletar e validar dados de acordo com as regras de cada ponto de venda.

Assim, a sua empresa pode estabelecer a melhor estratégia de trade marketing para o sucesso de vendas. Saiba mais sobre o mix de produtos e a sua importância nesse contexto.

O que é o mix de produtos?

Basicamente, o mix de produtos é a variedade de itens que uma marca oferta ao mercado. Ele é utilizado para expandir a gama de mercadorias expostas ao comprador – ou shopper, em inglês – e, com isso, aumentar as vendas.

Um exemplo interessante para se ter em mente é uma empresa de chocolates, que possui diferentes tipos, sabores e preços de produtos. É preciso, portanto, estabelecer quais estarão disponíveis nas prateleiras de um determinado supermercado e os que estarão em outro. Serão os mesmos ou não?

Definições de mix de produtos como essas são fundamentais para a estratégia e as métricas de trade marketing da marca hipotética de chocolates. Outro exemplo é de uma loja de moda, onde encontramos diferentes peças, como roupas, sapatos, bolsas e acessórios de diferentes cores e tamanhos.

Então, devo atender todas as pessoas? Não necessariamente. Para construir um bom mix de produtos, é preciso utilizar estratégias que analisem os canais de distribuição, a atuação do negócio e o público-alvo, entendendo se existe alguma novidade ou necessidade dos compradores.

Em outras palavras, a definição do mix de produtos ajuda a entender o seu público-alvo e, também, a conhecer melhor o segmento em que seu negócio está inserido. E vale lembrar que essa estratégia pode – e deve! – ser utilizada por empresas independentemente do seu tamanho, sejam de pequeno ou grande porte.

Infográfico: confira quais são as melhores práticas para tornar sua loja perfeita e seu PDV mais eficiente!

Quais as vantagens do mix de produtos?

Por que definir o mix de produtos é importante para o seu negócio 1Encontrar em um só lugar itens de metade da sua lista de compras parece um alívio, certo? É isso que o cliente procura!

Agora, imagine o seu público satisfeito, consumindo diversos produtos da sua marca e o seu negócio crescendo cada vez mais. Essa é uma das vantagens de aplicar estratégias de trade marketing que otimizam e aprimoram a oferta de mercadorias aos compradores. É o caso do mix de produtos!

Seja qual for o tamanho do seu negócio, lançar mão de estratégias para um mix de produtos bem planejado e segmentado ajuda no controle de estoque. E ter um controle de estoque eficaz, por sua vez, diminui os prejuízos. Ou seja, são diversas as vantagens da gestão adequada do mix de produtos.

Além disso, conheça outros benefícios:

  • Expansão do mercado: ao oferecer produtos mais variados, surge a oportunidade para abarcar novos segmentos e, com isso, novos shoppers aparecem e o alcance da sua marca aumenta;
  • Aumento da competitividade: quando se conhece o mercado, é possível analisar o que fazer para fidelizar os compradores. A competitividade serve para pensar em um diferencial para o seu negócio, como lançar produtos com propostas inovadoras e investir no atendimento no PDV;
  • Conquista de novos shoppers: com um mix de produtos assertivo, uma ampla divulgação e propostas que chamem a atenção do público, é possível aumentar a clientela. As ofertas são uma chance indispensável para aproximar o público do produto que seu negócio oferece;
  • Maior variedade de produtos: aumentar a variedade pode diminuir danos, pois, se algum produto paralisa as vendas e diminui os lucros, a diversidade é a oportunidade perfeita para você não ficar no prejuízo. Dessa forma, a marca não fica refém de uma única categoria ou mercadoria.

Mix de produtos e sortimento no varejo

Através dos mixes de produtos enviados pelas empresas, o varejista organiza o sortimento dos itens que venderá no PDV.  Lembrando que o sortimento são os produtos que estarão disponíveis naquela loja, bar ou supermercado e que nem sempre será o mix de produtos completo.

Além do varejo ser responsável por oferecer uma infinidade de opções para os compradores, ele tem a missão de escolher os catálogos com melhor qualidade para expor.

Nesse sentido, segundo especialistas, um PDV de sucesso é aquele em que o shopper encontra o que buscava e até o que não sabia que queria, mas ficou feliz de encontrar. Daí a importância da relação entre o mix de produtos e o sortimento adequado para cada ponto de venda.

Em suma, o sortimento no varejo abre possibilidades para o surgimento de novos shoppers, que são determinantes no resultado do sucesso, ou não, do produto.

Leia: Como a tecnologia torna operações de trade marketing mais competitivas?

Os desafios do mix de produtos

O consumo deve orientar o mix de produtos e um dos seus desafios é o gerenciamento da estrutura do negócio. É preciso estar atento o tempo inteiro ao desempenho de vendas nos PDVs e, assim, encontrar caminhos que incentivem a compra e a fidelização do cliente.

A gestão do negócio demanda análise, planejamento e produtividade. Não adianta construir um mix de produtos e não utilizar a tecnologia necessária para monitorar a execução da marca. Por isso, utilize esse desafio a favor do seu negócio e não deixe pra depois o monitoramento que você pode fazer agora!

Com atenção e a força de uma boa estratégia de trade marketing, é possível ajustar o mix de produtos de acordo com o público-alvo, melhorando as opções do catálogo ou até mesmo oferecendo uma nova linha de produtos para os seus compradores.

Equipe de Trade Marketing da Cini Refrigerantes conquistou 40% a mais produtividade, veja como!

4 dicas de como estabelecer o mix de produtos

Agora que você já sabe o que é o mix de produtos e sua importância para os negócios, confira quatro dicas para defini-lo de forma adequada e com mais eficiência!

1) Conheça seu negócio

Analise a capacidade de produção do seu negócio, afinal, não adianta querer expandir sem ter como suprir as necessidades e expectativas do público comprador.

Além disso, confira o histórico de vendas da empresa, assim você saberá a margem de lucro e os produtos mais comercializados.

2) Entenda o perfil do seu comprador  

Compreender o público-alvo é um ponto crucial na definição do mix de produtos, pois é com base nas necessidades, nos gostos e comportamentos dos shoppers que você saberá o que ofertar ou não no seu mix de produtos.

Para isso, coletar dados no PDV e obter métricas customizadas pode ser a chave para compreender melhor o comportamento dos seus compradores. Nesse caso, um aplicativo de trade marketing é um importante aliado.

Conheça as principais funcionalidades do aplicativo de Trade Marketing da uMov.me!

3) Esteja atento à sazonalidade

A sazonalidade é uma oportunidade para inovar o seu mix de produtos. Levar um sortimento adequado para aproveitar um determinado período do ano pode incrementar as vendas.

Em datas comemorativas, como Natal, Páscoa e Dia dos Namorados, por exemplo, existe a possibilidade de crescimento comercial e, com ele, a captação de novos clientes. Uma oportunidade que não pode ser desconsiderada!

4) Fique ligado na concorrência

Da mesma forma que você busca o crescimento do seu negócio, outras empresas também buscam consolidação e sucesso no mercado. Por isso, é importante estar atento ao que a concorrência está fazendo para alcançar esse objetivo maior.

A partir daí, o seu negócio pode definir um mix de produtos competitivo e que chegue com maior relevância ao mercado.

Agora que você já sabe os principais caminhos para criar o mix de produtos, vamos às considerações finais para colocar em prática essa estratégia!

Considerações sobre o mix de produtos

Com uma boa gestão e uma estratégia de trade marketing, o mix de produtos se torna uma ótima opção para aumentar as vendas.

É primordial não ignorar a importância do mix de produtos como uma das bases da sua estratégia de trade marketing, pois ao negligenciá-la, você pode afetar a capacidade de lucro do seu negócio e, com certeza, não é esse o resultado que você espera.

Quer saber mais sobre trade marketing e tecnologia? Então, confira o nosso canal no YouTube. Lá, você encontra uma variedade de conteúdos que ajudarão sua empresa a se destacar no mercado.

Boas práticas de trade marketing - Infográfico uMov.me

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

confira mais conteúdos!

vamos conversar?

Preencha os dados abaixo e entenda os benefícios de um aplicativo customizado para seu negócio.

grarfismo_home