Logística sustentável: evento aborda gestão de frotas verde

Evento da Next Log aborda como unir eficiência de veículos, cuidados sociais e atenção ao meio ambiente em suas operações com a logística sustentável. Confira!

Você já ouviu falar de logística sustentável? Quem sabe a expressão frota verde? 

A responsabilidade quanto aos cuidados com o meio ambiente é uma pauta que se torna cada vez mais importante no mundo dos negócios.

Essa preocupação é ainda maior na logística, considerando que transporte, seja de pessoas ou mercadorias, é um dos principais responsáveis pelas emissões de carbono no mundo. Ou seja, a gestão de frotas está no centro do aquecimento global. 

É por isso que a iniciativa Next Log, liderada por eSales e uMov.me, promoveu um bate-papo com especialistas no assunto, no webinar “Gestão de frotas sustentáveis: a colaboração do transporte para um mundo melhor”. Leia mais!

O impacto da logística no meio ambiente

Transporte é a atividade mais emissora de carbono do setor energético brasileiro — em 2020, foi responsável por 185,4 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera, segundo relatório do Observatório do Clima.

Grande parte desse cenário se deve ao transporte de cargas, que se tornou indispensável durante a pandemia da COVID-19 e segue crescendo. 

Contudo, o Brasil ainda tem um grande desafio para fazer essa mudança, de acordo com Mirane Lima, gerente de desenvolvimento de negócios da eSales e moderadora do evento.

Parceira da uMov.me, a empresa oferece tecnologia para ampliar e melhorar as relações da cadeia logística e de negócios.

Logística sustentável: o que é e seu objetivo

O termo logística verde veio do inglês, “green logistics”, e representa um conjunto de medidas, ações e estratégias sustentáveis adotadas pelas empresas.

Basicamente, a ideia é estruturar as operações logísticas pensando em reduzir o impacto negativo no meio ambiente.

Para isso, é preciso considerar fatores como a poluição do ar, desperdício de materiais, degradação do solo, poluição sonora, acidentes ambientais e, é claro, o aquecimento global.

A também chamada de logística sustentável abrange diversos processos, como:

  • Produção;
  • Armazenamento;
  • Transporte;
  • Retorno dos resíduos produzidos, para que entrem novamente na cadeia de produção.

A importância da prática para as empresas

No Brasil, 27% das empresas assumiram algum compromisso Net Zero nos últimos anos, enquanto a média global é de 22% — é o que diz uma pesquisa da PwC.

Associada à agenda ESG (sigla em inglês para ambiental, social e governança), que reúne critérios cada vez mais importantes para investidores, a gestão de frotas sustentável consolida-se a cada dia mais como uma tendência do setor logístico.

As instituições que concordam em aderir à agenda ESG devem adotar uma postura ética frente a fatores ambientais, sociais e de governança. Isso envolve uma série de estratégias e soluções internas para atingir essas metas.

A prática desses conceitos pode beneficiar uma empresa em diversos âmbitos — da imagem frente aos investidores e clientes até a própria eficiência interna.

Além disso, os créditos ambientais são uma forte tendência da economia global — e já viraram realidade para algumas empresas. 

Sim, reduzir as emissões de CO2 pode ter retorno financeiro. O mercado de carbono implementa a geração de créditos para empresas que reduzem o impacto na atmosfera ao adotar soluções sustentáveis, como uso de biogás, energia renovável, entre outras.

O comércio internacional de créditos de carbono já acontece em algumas partes do mundo, como nos Estados Unidos e no Canadá, mas ainda necessita de uma regulamentação sólida pela Organização das Nações Unidas (ONU). 

No Brasil, o iFood é um exemplo de empresa que adquiriu créditos de carbono — através do programa Entrega Neutra, certificada pela Voluntary Carbon Standards (VCS).

Como ganhar tempo e produtividade nos processos logísticos?

Logística reversa x logística verde: diferenças entre os conceitos

A logística como já conhecemos é o que leva o produto até o cliente. Já, no caso da logística reversa, o recurso retrocede pelo menos um passo na cadeia de suprimentos. Ou seja: o produto viaja ao contrário!

Em essência, a logística reversa faz a devolução de produtos por parte da empresa e o retorno de resíduos ou materiais relacionados (secundários) dos produtos. 

Essa prática é fundamental para que a produção não deixe resíduos no meio ambiente. Por isso, ela possui práticas muito semelhantes à logística verde, como:

  • Fazer reciclagem;
  • Garantir a remanufatura;
  • Priorizar embalagens reutilizáveis.

Esses dois conceitos são muito confundidos, mas a diferença é bem simples: a logística reversa integra a logística verde — mas o objetivo aqui é o aproveitamento dos recursos. A logística verde, por outro lado, tem um compromisso mais abrangente com o meio ambiente.

Benefícios da logística sustentável para a operação

Implementar a logística verde possui uma série de vantagens, tanto para o meio ambiente como para a operação.

A redução de desperdícios com a logística reversa, por exemplo, também reduz os custos dos processos — afinal, a empresa utiliza menos material. Além disso, os recursos que são utilizados de forma consciente tornam a logística mais eficiente como um todo.

Uma gestão de frotas sustentáveis ainda oferece a redução dos gastos com combustíveis. 

Rotas para entregas: como reduzir os custos e ter mais produtividade

Frente aos investidores, a empresa como um todo ainda se torna mais competitiva. Como comentamos anteriormente, o mercado está de olho na economia verde e nos créditos de carbono. 

Portanto, negócios que conseguem unir a consciência com o meio ambiente à rentabilidade estão um passo à frente de outros que não adotam práticas ESG.

Como a tecnologia torna a cadeia logística mais eficiente

A logística 4.0 não é o futuro — é o presente. Afinal, a tecnologia e o transporte já andam de mãos dadas há algum tempo, trazendo diversos benefícios. 

Alguns deles são:

  • Maior assertividade na tomada de decisões;
  • Redução de custos;
  • Agilidade;
  • Informações completas;
  • Diminuição de erros;
  • Segurança da carga em estradas e rodovias;
  • Controle e organização do depósito.

Investir em um sistema de entregas, por exemplo, pode impactar em diversas áreas das empresas. Quem já se beneficiou com o uso de tecnologia na logística foi a LS Translog, que bateu seu recorde de entregas com aplicativo de logística da uMov.me — a empresa atingiu a marca de 42 mil entregas em 24 horas!

Outro exemplo de sucesso da implementação do aplicativo de logística da uMov.me é o Grupo Dimed, que agilizou as entregas da Panvel Farmácias através da interface.

Coletas e entregas na logística: como a tecnologia ajuda a evitar erros

Além disso, as LogTechs também demonstram a efetividade da parceria entre a logística e a tecnologia. 

Elas surgiram como facilitadoras de processos, utilizando soluções tecnológicas inovadoras como big data e machine learning para otimizar entregas, transporte e outras atividades da logística. 

Cultura data driven: a importância dos dados para o seu negócio

Considerações sobre logística sustentável

Para ter um desenvolvimento sustentável do segmento de transportes, a mudança precisa ser coletiva. E mais: a tecnologia tem um papel importante nesse cenário, ao automatizar processos, levantar dados, bem como economizar e mitigar resíduos.

Em esforço colaborativo, surgiu a Next Log, projeto que, liderado por uMov.me e eSales, promove o desenvolvimento e a eficiência do setor por meio de conteúdo, serviços e construção de comunidade. O CEO da uMov.me, Alexandre Trevisan, afirma que:

“Atuar de forma colaborativa e aliada à tecnologia é a chave para desenvolvermos o setor de transportes com sustentabilidade. Até porque ser sustentável é justamente utilizar recursos de forma consciente e eficiente, gerando impacto positivo para o meio ambiente, as pessoas e também para o negócio”.

Um exemplo disso é a Espelho Logístico, uma pesquisa setorial sobre transportadoras brasileiras, lançada em agosto de 2021.

A mediadora Mirane Lima se juntou à Ana Wolff, Luine de Paula Freitas e Vanessa Reiter Pilz para falar mais sobre as definições, desafios e soluções da logística verde no webinário do projeto Next Log.

Confira o bate-papo completo no YouTube da uMov.me!

Desde o lançamento, em janeiro de 2021, a Next Log já promoveu conversas sobre uma série de outros temas do segmento de logística, desde o protagonismo feminino na área, a digitalização dos processos logísticos até a importância da última milha.

Acesse os webinários anteriores:

 

Logística

5 dicas essenciais para realizar o controle e a gestão de frotas

Fazer uma boa gestão de frotas é necessário para alcançar os objetivos e to...

Ordem de Serviço

Por que lojas devem usar aplicativos de gestão para serviços

Apostar em aplicativos de gestão é uma boa opção para acompanhar a jornada d...

Assine nossa newsletter

Tenha acesso aos nossos principais posts diretamente em seu email.

A mensagem foi enviada.