Logística estratégica ou processual? Como podemos entender essa área

Logística estratégica ou processual?
Logística estratégica ou processual?
Preencha os dados abaixo para garantir uma demonstração gratuita:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

Você já deve ter se perguntado como essa área deve ser entendida. Trouxemos os especialistas do mercado Eduardo Baltar e Luis Bogiano para te responder: afinal, logística estratégica ou processual?

Quando falamos em logística, a primeira coisa que pode vir na sua cabeça são processos eficientes que auxiliam a conduzir produtos e suprimentos para todos os lugares do mundo. Mas, será mesmo que ela se refere somente aos processos? Podemos considerar a logística como área estratégica? 

Mais do que a prática e direcionamento de cargas e pessoas, entender quais são os elementos estratégicos podem possibilitar uma gestão mais qualificada, trazendo além de diferenciais competitivos, uma forma de potencializar seu negócio através de estratégias logísticas.

O que é logística estratégica?

Quando falamos de logística estratégica, não significa que você deixa de se preocupar com questões primárias do negócio como pessoas, estoque, veículos e rotas. Mas que seu pensamento deve estar direcionado a buscar maior eficiência através da alta produtividade e com menos custos.

O que isso quer dizer? Que todas as atividades que englobam a logística são articuladas e geridas com objetivo de gerar mais vantagem competitiva ao reduzir custos e deixar seus clientes bem satisfeitos.

Com isso, você consegue manter o foco nas estratégias logísticas que te direcionam a atender da melhor forma a necessidades dos seus clientes e pensar a longo prazo o seu negócio.

O que é logística processual?

Diferente da logística estratégica, quando falamos da processual, nos referimos as atividades práticas que você exerce no dia a dia como o transporte, armazenagem e distribuição.

Sendo assim, é a parte em que você realiza as operações necessárias para fazer esse movimento acontecer. 

Entendemos que essa etapa da logística é realmente muito importante, pois sem ela, os próximos passos não aconteceriam. Entretanto, será que apenas ela é o suficiente? Continue lendo esse artigo para entender mais! 

Como devo entender a logística?

Vamos então a grande questão deste artigo: afinal, como de fato entender entender esta área? Devo considerar a logística estratégica ou processual?

E a resposta é: das duas formas! Isso mesmo.

Para que o transporte e a distribuição possam de fato acontecer, a parte dos processos logísticos são muito importantes. Sem eles, você não consegue estruturar os passos a passos a serem seguidos por todas as pessoas envolvidas nesse mercado.

No entanto, apenas isso não basta para que você tenha uma empresa logística de sucesso. Por isso, entender sobre as estratégias logísticas que podem ser aplicadas pode te colocar um passo na frente dos seus concorrentes.

Por que sair do nível processual é tão importante? Os especialistas em logística respondem!

Através de uma entrevista exclusiva realizada com Eduardo Baltar Bernasiuk, CEO e Consultor da Merithu, uma empresa que auxilia a identificar focos de atuação com maiores oportunidades de ganho e contribui no desenvolvimento de projetos que visam melhorias de resultados, nos contou que: “o mercado de logística que, em geral, possui margens muito apertadas. É necessário ter precisão e não existe precisão sem dados.”

Na perspectiva do Eduardo Baltar, os processos devem estar completamente bem estruturados para que a empresa possa pensar em um nível maior para evitar erros, pois como as margens de lucro são pequenas, cometer um erro de processo pode lhe gerar um prejuízo significativo e, até mesmo, ocasionar a quebra de contrato com um cliente.

E a melhor forma de aumentar a lucratividade é através da escalabilidade do negócio logístico. De acordo com o especialista, os dados são grandes aliados nesse sentido, pois te ajudam a tomar decisões assertivas nos momentos necessários. Mas, como fazer isso?

Eduardo Baltar responde: “Para melhorar a performance, as empresas logísticas precisam se instrumentalizar com tecnologia, modelos matemáticos, levantamentos de dados para tomada de decisões mais rápidas.

Portanto, buscar aliados na tecnologia podem ajudar seu negócio a sair do nível de processos e entender mais sobre estratégias logísticas.

Em conversa com outro especialista em logística e parceiro da uMov.me, Luis Bogiano, que atua como consultor de gestão e estratégia empresarial com foco em redução de custos, inovação, planejamento e automação na área Logística na empresa Alto da Serra Gestão Estratégica Empresarial, afirma: “ao gerar indicadores através de um sistema de BI ou BA você consegue validar e atuar estrategicamente através de dados.”

Luis Bogiano ainda ressalta, que a utilização de aplicativos que utilizam a tecnologia são grandes aliados das estratégias logísticas. “Ter um monitor que ajuda apontar os indicadores, isso vai com certeza apontar para alta direção da empresa qual é importância da logística.”

O especialista ainda ressalta que dados como “onde você estava, onde chegou e onde pode chegar ” auxilia a trazer ainda mais resultados financeiros, de satisfação de clientes e, consecutivamente, menos reclamações, detratores e mais indicações, por isso ter indicadores faz toda a diferença para quem quer pensar a logística estratégica e se tornar mais competitivo.

Como começar a pensar estratégias logísticas?

Agora vamos falar sobre quais estratégias logísticas você pode começar a utilizar no seu negócio e ainda algumas dicas para você pensar em como pode continuar trilhando esse caminho de estratégias e planejamentos. 

Já ouviu falar em SWOT?

Bom, para aqueles que ainda não sabem por onde começar a olhar estrategicamente o negócio, a Análise SWOT pode ser uma boa opção.

A análise SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats) ou também conhecida aqui no Brasil como FOFA, busca trazer à tona alguns pontos importantes do seu negócio tanto no ambiente interno como externo, baseado em: forças, fraquezas, oportunidades e ameaças. É uma ótima ferramenta para quem deseja implementar o olhar mais estratégico.

A ideia nessa etapa é que você colocar cada ponto que identificar dentro do seu respectivo quadrante, com isso possibilita uma olhar bem abrangente da sua organização. 

Quando nos referimos ao aspecto de forças (S) queremos olhar justamente as vantagens internas que você tem e os seus concorrentes não. Em fraquezas (W) é justamente o oposto que tratamos que é o levantamento do que seus concorrentes possuem e você não. Lembrando que aqui tudo se refere a aspectos internos da sua empresa, como: matéria-prima, funcionários, processos, recursos, entre outros.

No quadrante oportunidades (O), você deve considerar os aspectos externos ao seu favor, ou seja, que influenciam positivamente sua empresa.  Em ameaças (T) temos o oposto do anterior que são as influências externas que afetar sua empresa. Nesse aspectos é possível considerar elementos, como: eventos, greves, políticas públicas, câmbio de moedas, entre outros.

A grande vantagem de realizar a Matriz SWOT é a possibilidade de refletir sobre aspectos que talvez antes não fossem percebidos e propor ações para cada um dos quadrantes abordados.

A tecnologia na implementação da logística estratégica

Como citado pelos especialistas, a tecnologia pode ser um grande aliado quando se quer pensar a logística estratégico. Isso é possível através dos dados de monitoramento e informações que uma plataforma pode oferecer durante todos os processos.

Além claro, da automatização de algumas tarefas que contribuem ainda diminuindo as taxas e porcentagens de erros, trazendo maior eficiência e evitando constrangimentos com clientes.

A gestão ou monitoramento em tempo real, por exemplo, permite que você acompanhe e monitore todo o trajeto do motorista e consiga ter um processo de comunicação rápida quando houver falhas mecânicas ou até mesmo quando não é possível encontrar o cliente no endereço. Caso a entrega volte ao centro de distribuição, seria necessário mais uma ida até o local que acrescentaria custos de combustível e tempo de funcionários. 

A roteirização é feita através de uma ferramenta capaz de planejar quais são as melhores rotas a serem feitas durante o seu dia a dia. Parece simples, não é mesmo? Mas com essa tecnologia é possível otimizar o tempo dos seus funcionários e custos com combustíveis, trazendo maior escalabilidade para seu negócio.

Quer saber mais como a tecnologia pode auxiliar seu negócio logístico? Clique aqui!

Considerações

Conforme falamos neste artigo, recomendamos que você entenda a logística como área estratégica e também processual. 

Ambos os entendimentos são de grande importância para que sua empresa consiga tanto ter planejamentos alinhados com seus objetivos, bem como ter processos eficientes que permitem o bom funcionamento do dia a dia da operação. 

Você também sempre pode contar com tecnologias e soluções como o app no-code da uMov.me, onde é possível gerenciar de perto sua equipes e entregas!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

Agende uma Demonstração Gratuita

Preencha os dados abaixo e confira como será o aplicativo da sua empresa.

dashboard-gerencial-app-umovme