Giro de estoque: o que é, como calcular e como usá-lo para otimizar as vendas

O giro de estoque é um indicador-chave de desempenho (KPI) usado para medir o período necessário para que um determinado estoque seja renovado. Ele calcula qual o tempo médio que a empresa precisa para vender uma mercadoria de seu estoque e substituí-la por outra. 

Medir o giro de estoque é uma ação importante para quem vende mercadorias, pois viabiliza a realização de pedidos mais precisos junto aos fornecedores. 

A partir desse cálculo, é possível entender quando será necessário realizar o reabastecimento ou a atualização do estoque. O giro de estoque também ajuda a mostrar para o gestor do negócio quais produtos possuem um maior ou menor volume de vendas em um determinado período de tempo. 

O trade marketing, por exemplo, é uma estratégia focada no posicionamento de mercadorias de forma estratégica nos pontos de venda. Ele auxilia no giro de estoque, pois estimula o consumo de produtos nos diferentes canais de distribuição. 

Siga a leitura para conhecer melhor essa ferramenta e aumentar a eficiência da sua empresa!

Afinal, o que é giro de estoque?

O giro de estoque é um indicador que mede a circulação de mercadorias. O termo é também conhecido como “rotatividade de estoque”.

A partir dele é possível saber quantas vezes os produtos foram vendidos e repostos em determinado período. Em geral, esse cálculo é feito anualmente. Para algumas mercadorias, no entanto, pode-se adotar períodos diferenciados de tempo.

O giro de estoque é, portanto, uma ferramenta importante para analisar se a gestão do estoque da empresa é eficiente. Pois avalia se há equilíbrio entre as vendas realizadas e as compras dos produtos. 

Quanto mais vendas a empresa realizar, maior deverá ser o giro de estoque para manter a estabilidade.

Quando se pensa em uma boa gestão de estoque, a situação ideal é aquela em que não há produtos em excesso e nem mercadorias em falta. 

Os clientes precisam encontrar o produto para comprar, mas não se deve ter um estoque tão grande a ponto de ser muito custoso mantê-lo. Fora a quantidade de mercadorias, é essencial ficar de olho na variedade e qualidade dos produtos.

O giro de estoque é, em resumo, a ferramenta que avalia a saúde financeira do estoque. Ao calculá-lo, é possível saber a real situação dos recursos à disposição na empresa. 

Com isso, o responsável pela gestão do negócio pode calcular as ações que precisa adotar para que a empresa se mantenha saudável financeiramente.

O uso da tecnologia torna as operações de trade marketing mais competitivas e auxilia no giro de estoque. Com os aplicativos da uMov.me, é possível monitorar quando o produto está próximo de esvaziar na prateleira, checar em tempo real o estoque e ainda ter dados sobre o shelf life

Como se calcula o giro de estoque?

O giro de estoque é calculado a partir da divisão do número de produtos vendidos em um determinado período pelo volume de estoque médio. 

Para realizar a conta, o primeiro passo é identificar o período a ser analisado. Este costuma ser de um ano, mas é possível sofrer variações. 

Se a empresa tem um ciclo mensal de vendas e reposição de estoque, por exemplo, essa pode ser a  base para o cálculo. 

Após definir o período a ser analisado, é necessário checar a quantidade de produtos vendidos, assim como o volume médio do estoque. A fórmula é a seguinte: 

GIRO DE ESTOQUE = TOTAL DE VENDAS ÷ VOLUME MÉDIO DE ESTOQUE

Calcular corretamente o giro de estoque é um processo que desencadeia um resultado extremamente positivo para o negócio: quanto menor é o tempo necessário para a troca de estoque, melhores serão os resultados da empresa.

O giro mostra se a empresa está com muito capital parado no estoque ou se consegue girar seu capital, mantendo uma boa quantia nos caixas. 

Além do giro de estoque, também é possível calcular o retorno sobre o valor investido nas mercadorias. A conta é simples: basta dividir a margem gerada nas vendas pelo volume do estoque médio durante o ano.

O resultado desses cálculos podem auxiliar os gestores a tomar uma série de decisões, como escolher as categorias de produtos que merecem mais investimentos.

Entenda quais são os principais tipos de estoque

Como melhorar o giro de estoque?

Agora que vimos a importância do giro de estoque para o bom desempenho de uma empresa, vamos focar em algumas estratégias que podem melhorá-lo:

Ao fazer as compras, confira o que está sendo mais vendido

Antes de entrar em contato com os fornecedores, é importante prestar atenção em quais produtos estão tendo maior saída e quais estão parados no estoque. Isso evita a compra de mercadorias que podem gerar prejuízos. 

Material parado em estoque significa gasto com armazenamento. O lucro só vem com a venda. Por isso, é importante comprar de acordo com as projeções e buscar o equilíbrio entre o giro do estoque e o ritmo de vendas.

Nesse sentido, a coleta de dados no Ponto de Venda (PDV), por exemplo, é muito importante. Ela ajuda a manter o local abastecido, atrativo e de fácil acesso para os consumidores. 

Serve, também, como base para traçar estratégias de venda, pois ajuda a entender o comportamento do cliente no PDV. 

Conhecer suas necessidades é crucial para o planejamento adequado das ações de trade marketing. Desta forma, é possível ajustar as estratégias para garantir o resultado almejado.

Não deixe as mercadorias paradas

Estoque parado é prejuízo para qualquer negócio. Se uma mercadoria não vendeu como o esperado e está encalhada no depósito, é importante resolver isso com a maior celeridade. 

Uma das opções é fazer uma queima de estoque, oferecendo grandes descontos nos itens. O produto parado pode, inclusive, ser distribuído como brinde em compras maiores, se essa opção for viável economicamente. 

Em casos de estoque encalhado, mesmo que o valor da mercadoria fique próximo ao preço de custo, vale a pena vender. Com o dinheiro em mãos, é possível fazer investimentos mais estratégicos para melhorar o giro de estoque.

Mas também, não deixe o estoque zerar

Perder uma venda para a concorrência pela simples indisponibilidade do produto em estoque é uma das piores coisas para o negócio. Por isso, se há um produto que vende bem, é preciso que ele esteja sempre disponível para os clientes 

Fazer a gestão de PDV, portanto, é organizar o ponto de venda para que ele esteja sempre atualizado, não falte produtos e atraia o cliente. A regra é nunca esperar que o estoque acabe para fazer o pedido ao fornecedor.

Os clientes não esperam a reposição de uma mercadoria para comprar o que desejam. A falta de produto em estoque significa perda de oportunidades de venda. 

Para evitar esse problema, é importante programar com antecedência as compras com os fornecedores, conforme o giro de estoque.

Faça Planejamento de Distribuição (DRP) para manter estoques ideais

Aumente a rotatividade de produtos

Aumentar a rotatividade dos produtos é vender mais, porém, não necessariamente, aumentar o número de vendas. 

Como isso funciona? Um dos jeitos de alcançar esse objetivo é usar estratégias para que os clientes comprem mais itens de uma vez e elevem o ticket médio.

Duas formas muito eficientes de conseguir melhorar a saída de produtos, aumentar o lucro e evitar o encalhe é oferecer descontos progressivos ou brindes a partir de um certo valor. 

Aproveite as datas comemorativas

Estar preparado para as sazonalidades não significa comprar quantidades absurdas de estoque para essas ocasiões. Tal atitude, provavelmente, geraria mercadorias encalhadas após o período de disparada nas vendas.

Aproveitar as datas comemorativas é:

  • Não deixar faltar produtos sazonais nas prateleiras;
  • Oferecer preços competitivos;
  • Se programar para fazer os pedidos antecipadamente, visando os períodos de crescimento da demanda.

É possível usar pontos extras nos PDVs para dar maior destaque aos produtos específicos de determinadas épocas, como ovos de chocolate na Páscoa ou espumantes no final do ano.  

Pode-se dizer que o PDV teve sucesso com a escolha do sortimento de produtos quando o cliente encontra nas prateleiras o que buscava e, até mesmo, o que nem sabia que queria, mas que ficou feliz em encontrar.

É importante  pesquisar sobre as necessidades dos consumidores da região e, não apenas o que eles de fato precisam. 

Além disso, conhecer o poder aquisitivo, a faixa etária e o que eles costumam fazer no dia a dia ajuda a tomar decisões mais acertadas. Com estas informações, será possível ter maior assertividade na escolha dos produtos tanto em datas especiais quanto no cotidiano.

Por que cuidar do giro de estoque?

O giro de estoque é um indicador muito útil para direcionar a estratégia de gestão de vendas da empresa. A partir de seu cálculo, é possível trabalhar em um planejamento de compras, definição de promoção de vendas e gestão de estoque de forma geral.

Ao realizar o cálculo, o ideal é que o resultado não seja menor do que 1, pois indica que durante certo período de tempo, não houve giro de estoque. Ou seja, a mercadoria ficou parada no depósito gerando custos de armazenamento. 

Medir o giro pode ajudar a empresa a encontrar o equilíbrio certo entre os níveis de estoque e a demanda. A utilização de ferramentas tecnológicas é uma aliada importante nesse processo, como veremos a seguir.

O que significa um giro de estoque baixo?

O giro de estoque baixo faz com que os produtos demorem para serem repostos, o que pode acarretar em um volume excessivo de mercadorias armazenadas.

A manutenção do estoque parado envolve maiores custos e, consequentemente, o risco de os artigos ficarem obsoletos ou perderem a validade.

Para evitar o excesso de estoque, as empresas podem implementar estratégias comerciais como realizar as chamadas “queimas de estoque”, oferecendo descontos significativos. Em alguns setores, no entanto, é tolerável manter uma rotatividade de estoque mais baixa.

De todo modo, é importante encontrar um ponto de equilíbrio: o giro de estoque ideal deverá aproximar-se do tempo mínimo necessário para repor os produtos vendidos. Evitando, assim, que um artigo permaneça no depósito mais tempo do que o necessário.

Como um aplicativo auxilia a evitar o giro de estoque baixo?

O Aplicativo de Trade marketing desenvolvido pela uMov.me possui funcionalidades que podem ser customizáveis de acordo com as necessidades de cada tipo de negócio. Aplicativo para benchmarking - Trade Marketing

Com ele, é possível acompanhar, por exemplo:

  • Os check-ins e check-outs dos promotores de vendas;
  • Fiscalizar as visitas em cada PDV;
  • Enviar e receber mensagens de quem está no campo; e, 
  • Até auxiliar no controle do estoque e reposição de produtos.

O nosso aplicativo também garante a segurança dos dados, salvando tudo em nuvem para evitar que a informação se perca caso algum dispositivo esteja off-line no momento da coleta, estrague ou seja extraviado. 

As informações ficam acessíveis de qualquer lugar e a qualquer momento.

A partir das informações coletadas e gerenciadas com o aplicativo, é possível desenvolver melhores estratégias para venda dos produtos. 

Assim, é possível evitar o encalhe de materiais nos estoques. A nossa tecnologia melhora a prestação do serviço ao consumidor e ajuda a aumentar os lucros do seu negócio!

Considerações sobre o giro de estoque

É fundamental que toda empresa que trabalha com estoque de produtos cuide do seu giro de estoque

A partir desse cálculo é possível evitar tanto o encalhe de mercadorias nos depósitos quanto a falta de produtos nas prateleiras dos pontos de vendas. Ambas situações geram prejuízos ao negócio.

A busca pelo equilíbrio de estoque é um desafio de gestão que fica mais fácil quando se usa a tecnologia a favor da empresa.

Com o Aplicativo de Trade Marketing da uMov.me, é possível cuidar do controle de estoque e da reposição de produtos com mais rapidez e eficiência. 

E, como vimos ao longo do texto, um estoque bem gerido é fundamental para aumentar os lucros do negócio!

Conheça nossos cases de sucesso

Cases

Dadinho revoluciona processos de trade marketing e amplia presença no PDV

O aplicativo de trade marketing da uMov.me é customizado para transformar empre...

Trade Marketing

PDV: como controlá-lo e qual o papel da tecnologia?

Você sabia que o controle do PDV é essencial para melhorar os resultados comer...

FALE COM UM ESPECIALISTA

Conheça os potenciais da plataforma para a sua empresa.

QUASE LÁ!

Preencha os dados abaixo para garantir sua demonstração gratuita.