Custos logísticos: como diminuir usando a tecnologia

Mesmo com processos alinhados, como fornecedores certos e oferta de produto de qualidade, o preço final da empresa pode não ser atrativo ao cliente. E isso pode estar acontecendo por conta dos custos logísticos que estão sendo ignorados.

Para o sucesso de qualquer negócio, é necessário saber como trabalhar em cima dos custos, especialmente os logísticos. 

É preciso entender que os custos logísticos vão além de levar o produto da fábrica até a porta do consumidor/revendedor. Ou seja, envolvem transporte, estoque e armazenagem.

Os gastos com logística podem ocupar um percentual alto na receita líquida, o que compromete o valor final que deixa de ser competitivo.

Neste conteúdo vamos abordar os principais custos logísticos e como reduzi-los por meio de aplicativos. Confira mais abaixo!

Como fazer a gestão de custos logísticos eficiente

Na linha de tempo da produção do produto até o momento que ele chega ao cliente, há vários gastos envolvidos que não podem ser ignorados. Qualquer gasto neste período é chamado custo logístico.

A gestão desses custos vai depender da forma com que a empresa trabalha e opera, mas é possível estabelecer algumas etapas importantes que devem ser consideradas, como:

  • Mapear processos logísticos: quais e quantas etapas dos processos logísticos estão envolvidas e podem ser identificadas? Essa parte ajuda a padronizar as funções, tomar decisões e determinar indicadores;
  • Definir custos logísticos: levantamento dos custos totais a partir dos processos logísticos mapeados, bem como contabilização (somatório de todos os gastos);
  • Estruturar e categorizar: é necessário discriminar cada custo conforme a sua categoria, como gestão de estoque, manutenção de frota, suprimentos. Pela estruturação, é possível perceber quanto cada custo impacta no total;
  • Estabelecer metodologia de custeio: significa a maneira com que a empresa irá determinar o preço de venda dos serviços, como metodologia padrão, ABC, por absorção;
  • Estabelecer indicadores de análise: ao final, é preciso definir quais métricas são mais adequadas para avaliar os custos logísticos, o que permite realizar alterações sem impactar na qualidade dos produtos.

Em resumo, gerir os custos logísticos de forma eficiente requer mapear todos os processos, categorizar os custos envolvidos e implantar melhorias com objetivo de diminuir gastos e garantir o máximo de qualidade.

Quais são os principais custos logísticos?

Agora, chegou o momento de conhecermos quais são esses custos logísticos e de que forma impactam o preço final e a empresa. É só continuar a leitura!

Armazenagem

O custo com armazenagem, também chamado de estoque, envolve o local de armazenamento das mercadorias. Isto é, armazéns e galpões, que podem ser alugados ou próprios.

Além disso, há gastos com paletes, caixas, matéria-prima, insumos e manutenção do espaço. Outros fatores também precisam ser levados em conta, como capital parado, depreciação e perda de vendas.

É necessário levar em conta esse custo em duas ocasiões: durante a produção do produto e quanto já estiver finalizado.

Embalagens

Os gastos de embalagens estão relacionados às caixas (de papelão, plástico, isopor, organizadoras e assim por diante). Esses custos não podem ser negligenciados, pois as embalagens garantem que os produtos mantenham seu bom estado.

Para evitar que os produtos sejam danificados, é fundamental considerar os custos com embalagem. Até porque, a empresa evita perdas e avarias de mercadorias.

Recursos humanos

Em todos os processos já citados e que ainda serão abordados, há uma equipe responsável. Por exemplo, segurança do galpão, motorista e contador da empresa.

Ou seja, são vários funcionários envolvidos e a sua remuneração não pode deixar de ser considerada. Inclusive, deve ser incluído além do salário, questões de bonificação e tributos.

Tributação

Os tributos já costumam fazer parte dos custos contábeis da empresa. Mas, é fundamental incluí-los na parte logística. Eles incidem na compra de insumos, distribuição e transporte, variando conforme a categoria de cada produto, região e até percurso.

Os erros com tributação impactam os negócios tornando os custos ainda maiores, devido às multas, prejuízos, sanções e outras penalidades mais sérias.

Perdas de cargas

A cadeia logística envolve diversos fatores e processos, o que torna quase inevitável a ocorrência de perdas. Mesmo com bons funcionários, políticas para prevenção de fraudes e perdas, elas ainda ocorrem.

Sendo assim, as perdas devem ser contabilizadas como expectativa e previsão na hora de mensurar os custos logísticos totais.

Sabia que 43,9% de transportadoras brasileiras operam com cargas fracionadas e lotação? Veja esse e outros dados na pesquisa Espelho Logístico!

Combustível

Um dos principais custos com transporte se refere ao combustível dos veículos. O motorista tem papel fundamental nesse quesito, pois pode adotar boas práticas. Por exemplo, não usar o ponto morto, fazer a troca de marchas nos momentos certos e dirigir em velocidade média.

A transportadora também tem seu papel e deve escolher postos de combustível de qualidade, buscar rotas eficientes e controlar o peso de cargas.

Outro ponto que aumenta os gastos com combustíveis são as rotas não otimizadas, quando não é considerada a quilometragem e o estado de conservação das rodovias.

Ferramentas tecnológicas

As ferramentas tecnológicas são imprescindíveis para gestão, planejamento e otimização de processos. Elas permitem a redução dos riscos das atividades e aumentam os níveis de produtividade das operações e equipes.

Por outro lado, ferramentas e sistemas que não são integráveis entre si geram mais custos para a empresa. 

Ou seja, ter que investir em vários sistemas diferentes, como um para controle de jornada e outro para roteirização, também aumentam os gastos de forma desnecessária.

Como reduzir os custos logísticos da empresa: 5 dicas essenciais

Após conhecer os principais custos logísticos das empresas, chegou o momento de apresentarmos formas para reduzir esses gastos.

Confira abaixo nossas dicas:

1) Roteirização de cargas

O roteirizador é uma ferramenta responsável por planejar e organizar as viagens para que se tornem mais eficientes.

Ao determinar as melhores rotas a serem seguidas durante o serviço de transporte, levando em conta uma série de variáveis, é possível economizar tempo e dinheiro.

Essa solução identifica as estradas em melhor estado para a viagem e também estabelece o menor percurso, identificando postos de pedágios e bloqueios, por exemplo.

Assim, evitar paradas desnecessárias, gerando economia de combustível e de tempo do motorista.

Roteirização de equipes: veja como otimizar rotas

2) Manutenção preventiva dos veículos

Além dos custos logísticos com combustível, o de manutenção do veículo também precisa de atenção.

Ao realizar manutenção preventiva, diversos problemas são evitados, visto que é uma diretriz baseada em ações que reduzem os riscos. Assim, deve ser feita com periodicidade para diminuir estragos e falhas.

Ao adotar uma rotina de manutenção preventiva, a empresa evita pausas longas, ou seja, frota parada. Isso ocorre devido ao aumento da vida útil dos veículos, que não terão mais  acidentes e custos extras com paradas corretivas.

Ao mesmo tempo, essa ação traz mais segurança e confiabilidade ao time em campo. 

3) Rastreamento e monitoramento de frota

Para contornar e inibir as inseguranças nas estradas (como roubos e furtos de cargas), o rastreamento e monitoramento são soluções ideais.

Assim, o rastreamento utiliza a rede de GPS, coletando informações e gerando relatórios e alertas.

Esses indicadores corrigem e implementam ações mais efetivas nas operações logísticas, visando a segurança e aumento da produtividade.

Apostar no monitoramento e rastreamento contínuos de frotas fornece vantagens para que o transporte seja cada vez mais eficiente e seguro.

Ao diminuir os riscos de roubos ou furtos, também reduz o risco de sinistralidade e torna menores os custos com seguro.

4) Calcular o frete da maneira correta

O cálculo do frete é importante para os custos logísticos, pois vai determinar a precificação das mercadorias ou no caso das transportadoras, do serviço.

O prejuízo pode ser grande quando não se leva em conta as diversas variáveis, como taxas e outros custos operacionais.

Ao calcular corretamente o frete, evita-se custos excessivos que prejudicam o lucro da empresa. Os erros nesse aspecto também afetam a imagem frente ao cliente, o que pode comprometer a relação.

Cubagem: conheça sua importância para o cálculo de frete

5) Prestar atenção na volumetria

Mais um ponto é relevante para redução do custo de frete e dos transportes é a volumetria. Isto é, está relacionada ao volume das cargas.

As cotações de fretes passam por diversos critérios a partir das características das cargas, como volume e peso. 

Existem cargas com pouca volumetria, mas muito peso, por exemplo. Portanto, ajuda a dimensionar a capacidade de preenchimento dos veículos.

Assim, é possível carregar mais quantidade de encomendas de uma vez só, uma vez que o frete é cobrado de forma justa.

Como um aplicativo de logística auxilia na redução dos custos logísticos

As dicas que trouxemos no tópico anterior podem ser automatizadas e otimizadas por um aplicativo de logística, sabia?

Isso mesmo, essa solução centraliza as informações necessárias para acompanhamento em tempo real de rotas e estradas.

Tudo isso é possível por meio do Aplicativo de Logística da uMov.me! Conheça as principais funcionalidades:

  • Acompanhamento da jornada do motorista: com diário de bordo e planejador de tarefas diárias;
  • Monitoramento das operações logísticas em tempo real: com automação de carga e descarga de produtos, assim como rastreamento de mercadorias;
  • Planejamento de entregas mais eficientes: por meio da roteirização de entregas e equipes, com gestão de canhotos e volumetria

Milhares de empresas já utilizam os aplicativos da uMov.me para reduzirem seus custos, entre elas está o case da Transportadora Plimor.

Transportadora Plimor garante maior eficiência em suas entregas

A Transportadora Plimor possui desafios constantes que envolvem modernizar a operação para obter mais controle, agilidade e economia. Por isso, buscou na tecnologia uma solução eficiente para suas demandas de transporte de cargas.

Na prática, o aplicativo permite que os motoristas registrem a localização exata da entrega, através do GPS do smartphone. Além disso, podem coletar a assinatura eletrônica e fotografar o recebimento da mercadoria.

Caso a entrega não tenha sido concluída, a equipe informa no próprio aplicativo os motivos e registra as operações de não conformidade. 

Em tempo real, a informação é enviada à empresa que pode atualizar o roteiro de entregas na mesma hora: um fator essencial para eficiência e redução de custos logísticos.

Considerações sobre custos logísticos

Ficou claro que os custos logísticos precisam de mais atenção nas empresas, em especial por comprometerem sua lucratividade e crescimento ao longo do tempo.

E são diversos tipos de gastos que os negócios enfrentam diariamente: portanto, é preciso que cada um seja averiguado para evitar problemas logísticos.

Uma das possibilidades para diminuição dos custos desnecessários é a utilização de aplicativos que automatizam as operações e tornam a gestão e a execução mais produtivas. 

Para isso, desenvolvemos o Aplicativo de Logística inspirado nos processos dos negócios com propósito de promover a transformação digital e o aumento da performance.

Quer reduzir os custos logísticos da sua empresa? Conte com um aplicativo customizado! Fale com nossos especialistas e agende uma demonstração gratuita!

Vantagens de investir num app de logística

Logística

Manutenção preventiva na logística: diminuindo custos e aumentando a segurança

Um dos maiores bens das empresas logísticas é a sua frota. No entanto, gerenci...

Logística

Problemas logísticos: como diminuir os erros de processos manuais

Problemas logísticos decorrentes de erros humanos ocasionados por processos man...

FALE COM UM ESPECIALISTA

Conheça os potenciais da plataforma para a sua empresa.

QUASE LÁ!

Preencha os dados abaixo para garantir sua demonstração gratuita.