Como ser produtivo no trabalho remoto?

Você pode ser um profissional freelancer, autônomo ou trabalhar para alguma empresa em trabalho remoto – em todas essas opções você deve se preparar para manter a produtividade sempre em alta. Este artigo vai ser um guia para o seu home office!

O trabalho remoto nem sempre é visto com bons olhos, levando em conta que você pode se distrair com mais facilidade ou até não cumprir os horários designados. No entanto, há várias pesquisas que mostram que o trabalho remoto pode sim impactar de maneira positiva na produtividade do profissional.

Em um estudo de 2019 da SurePayRoll, 86% dos trabalhadores entrevistados disseram que atingem “produtividade máxima” quando trabalham sozinhos e isso é comprovado por seus gestores: de acordo com a pesquisa, 2/3 dos gestores garantem que seus colaboradores que estão remotos aumentam a sua produtividade.

Mas você sabe mesmo como manter a sua produtividade no trabalho remoto? Confira as dicas!

Como implementar uma estação de trabalho remoto?

Seja em tempos de pandemia ou em um novo emprego que necessita trabalho remoto: construir uma estação home office que seja agradável, segura ergonomicamente e que faça sentido com sua rotina de trabalho remoto não é uma tarefa fácil.

Existem principais pontos de atenção para não comprometer o trabalho e a performance da equipe, compartilhamos eles aqui: 

1) Mapeamento e oferta de necessidades

A construção de uma estrutura de trabalho remoto é o primeiro passo para o home office de sucesso. Você deve considerar desde os elementos básicos como mesa adequada, blocos de anotações e canetas, até itens que sua empresa pode fornecer, como notebooks, fones de ouvido, licenças de softwares e cadeiras que melhor te acomodam no dia a dia.

2) Controle de jornada

Uma vez que você mapeia suas necessidades, você consegue controlar melhor sua jornada de trabalho remoto como um todo.

Começando pelo início: para trabalhadores CLT, o registro do ponto é de responsabilidade legal das empresas e funcionários. Quando uma operação presencial precisa se tornar online por um tempo, o desafio é encontrar um meio para efetuar o registro de jornada. 

Os aplicativos de automação de tarefas e gestão de times em campo que desenvolvemos na uMov.me possuem um espaço para controle de jornada. 

De qualquer forma, vale observar os aspectos legais que devem ser conhecidos e respeitados. 

3) Orientações de alinhamento geral

Para começar um trabalho remoto é necessário alinhamento com a equipe sobre as funções e tarefas de cada um.

Quando as equipes vão se conversar? Qual a frequência ideal? Quais ferramentas de gestão de tempo serão utilizadas? São muitos pontos a serem alinhados e as definições, logicamente, dependem da realidade de cada empresa. 

4) Comunicação constante

Para que os projetos sejam construídos de maneira colaborativa, há necessidade de comunicação o tempo todo para alinhar prazos e datas de entrega. Mas onde isso irá ser feito? A escolha de um único canal de conversação em que todos devem estar online durante o horário de trabalho é uma decisão a ser tomada.

Sugestão uMov.me: reuniões rápidas no início e fim de expediente são opções válidas para otimizar o trabalho.

5) Dica bônus para um home office mais produtivo

Se você está experimentando o trabalho remoto pela primeira vez, aí vai uma dica: se arrume todos os dias antes do expediente como se fosse sair para trabalhar. 

Essa técnica ajuda o cérebro a entender que logo em seguida você vai, de fato, trabalhar, de onde estiver.

Conheça as 5 soft skills para um trabalho remoto eficiente

A competitividade no mercado de trabalho é cada vez mais crescente e, por isso, um bom currículo com cursos, graduações, MBAs, trabalhos voluntários ou intercâmbios já não são suficientes para a contratação. 

E quando você precisa trabalhar isolado em casa, algumas habilidades pessoais são necessárias para te tornar um profissional diferenciado.

As chamadas soft skills são competências que correspondem a personalidade e comportamento do profissional, levando em consideração suas aptidões mentais, emocionais e sociais. Elas também associadas à sua forma de se relacionar e interagir com uma equipe de trabalho e afetam os relacionamentos no ambiente corporativo.

Algumas soft skills são essenciais para a melhor produtividade do profissional com trabalho remoto, como é o caso da capacidade de comunicação. Saber se expressar para explicar suas ideias é fundamental, mas o mais importante em um trabalho remoto é o saber ouvir. 

Em tempos de “não estou te escutando” ou “você está mutado” em videoconferências, saber ouvir as sugestões de colegas com calma e de forma analítica é uma habilidade válida.

O trabalho em equipe remota pode ser mais complicado do que o presencial. É necessário saber como e quando interagir com os diferentes membros do grupo, praticando o saber ouvir como falamos acima e a valorização dos colegas, sempre que possível.

Duas soft skills estão entrelaçadas: a flexibilidade e a resolução de problemas. Enquanto a resolução de problemas exige um pensamento coletivo e um objetivo em comum da equipe, a flexibilidade é fundamental para que isso aconteça. A maneira e momento que se realiza uma atividade está diretamente ligada a tomada de decisão para resolver os problemas (sejam eles de interação ou de demandas diárias, por exemplo).

A quinta soft skill essencial para um trabalho remoto é a criatividade. Enxergar soluções criativas e inovadoras para diminuir custos ou tempo da equipe são ótimas maneiras de exercer essa competência no âmbito profissional.

As 10 ferramentas úteis para o seu trabalho remoto 

Para sua equipe trabalhar alinhada e gerar resultados, algumas ferramentas se tornam necessárias não somente no trabalho presencial, mas principalmente no home office (neste caso, seus benefícios são ainda mais notórios e decisivos).

Gestão de tarefas

O Trello e o Asana são mecanismos usados para gerenciar as responsabilidades de uma equipe. Dá para incluir e ordenar as atividades, descrever projetos e determinar prazos. Enquanto, o Asana é mais completo em funções (o que polui a interface com muitos elementos), o Trello é mais prático com um visual mais objetivo.

Gestão do tempo

Um dos desafios do trabalho remoto é analisar o tempo que se leva para realizar determinada tarefa, não é mesmo? Para isso, o software RescueTime é uma opção no formato de extensão de navegador. Ele monitora as atividades executadas e seus respectivos tempos.

Já o contador de tempo Harvest é uma espécie de cronômetro. Basta você marcar o início e o fim da atividade e, depois, gerar análises e gráficos para gestores acompanharem seu trabalho remoto.

Gestão de comunicação

Já deixamos claro que a comunicação entre equipes é essencial para o bom andamento de seus projetos colaborativos. A plataforma Slack é um espaço de troca de mensagens (um a um e em grupos), com mecanismos de buscas, separação de assuntos em canais e integrações.

Outra ferramenta disponível é o Discord, ideal para quem busca conversar na internet seja por texto ou por voz e ter mais algumas funcionalidades ao seu dispor. Com a plataforma você pode criar canais por setor ou projetos, emojis personalizados, chat de voz em grupo e chamada em vídeo individual ou em grupo.

As plataformas do Google também são ótimas opções para reunir um time. Há o Hangouts para mensagens instantâneas, o Google Meet para videoconferências e até o Google Drive para armazenar arquivos na nuvem. 

Mas há quem prefere o Skype para unificar um ambiente de conversas com as chamadas de voz e vídeo.

Gestão de arquivos

Muito se fala da comunicação constante no home office, mas as atividades colaborativas também são peças fundamentais para o sucesso de seus projetos.

Como mencionamos, o Google Drive permite a criação, armazenamento e edição colaborativa de documentos, apresentações e planilhas. 

Já o Dropbox tem o foco no armazenamento e compartilhamento de arquivos, com backups automáticos para maior segurança. 

Gestão de performance de equipe em campo

Se você tem equipes que trabalham fora de casa e separados, a plataforma da uMov.me é uma ferramenta ideal: suas soluções de automação de tarefas e gestão de times em campo são excelentes aliadas. Elas permitem que os colaboradores consigam realizar suas atividades de forma prática e as informações cheguem em tempo real para seus gestores.

Além disso, os aplicativos da uMov.me são personalizáveis conforme a necessidade da empresa. Ou seja, você constrói um produto exatamente com os recursos que deseja.

Webinário destaca a realidade de trabalhos remotos

Quer saber mais detalhes sobre o desafio do trabalho remoto? O Gerente de Operações da uMov.me, Rafael Helm, sentou (virtualmente) com 3 líderes para conversar sobre suas realidades com o trabalho remoto e dicas de produtividade.

Veja o webinário com participação de Fernando Nachtigall (Diretor Executivo na InfraTI), Vinicius Boemeke (Diretor e Cofundador da Pulsus e Vinícius Pinheiro (Sócio fundador da e-Core).

Quer conhecer mais sobre a plataforma uMov.me? Solicite uma demonstração no banner abaixo!

Webinars e Eventos

Futuro do Trabalho: estamos preparados para novas conexões?

O que podemos esperar do futuro do trabalho? O que as novas conexões irão ...

Webinars e Eventos

Futuro do Trabalho: estamos preparados para novas conexões?

O que podemos esperar do futuro do trabalho? O que as novas conexões irão ...

Assine nossa newsletter

Tenha acesso aos nossos principais posts diretamente em seu email.

A mensagem foi enviada.