Empresa de Caxias do Sul aposta na mobilidade e cresce 30% por ano

Foi na ‘Itália Brasileira’ — Caxias do Sul — que três profissionais de TI uniram forças para criar a BTI Estratégica em 2013. Com a experiência do trio adquirida em grandes companhias do industrializado pólo da Serra Gaúcha, a empresa prosperou oferecendo aplicativos que promovem mobilidade e Transformação Digital de seus clientes.

A possibilidade de oferecer mobilidade corporativa surgiu logo no começo da BTI. A uMov.me, plataforma de negócios mobile, foi a solução escolhida.

O nome veio dos sobrenomes dos três sócios-fundadores: Edilberto “Beto” Baggio, Gustavo Büchle e Leonardo Bof. Todos iniciados pela letra “B”.

Após discutirem vários nomes, veio a ideia de usar a primeira letra dos sobrenomes dos três aliada ao termo “TI Estratégica”. Então, surgiu a BTI Estratégica. “É um nome fácil de falar, de escrever e de  soletrar”, acredita Gustavo Büchle, sócio da empresa.

O início da empresa

equipe BTI na Sede

Time da BTI em Sede da Empresa

Büchle conta que no começo a BTI pretendia atuar como consultoria de gestão de TI e gestão de processos. “Como era um mercado batido, queríamos desenvolver uma solução própria”, afirma Büchle.

Mas para começar, apostaram em oito parceiros para oferecê-los a clientes na Serra. A uMov.me estava na carteira, que também incluía a venda de projetos esporádicos usando a expertise dos sócios.

Fizeram um grande investimento para botar um time comercial na rua, para vender tudo. A falta de sinergia entre as soluções foi logo percebida e o início foi de dificuldades.

Os oito parceiros viraram quatro já em 2014, um ano depois da abertura da empresa. A equipe comercial também ficou mais enxuta.

Vitória na crise

A situação começava a melhorar, mas logo veio a crise político-econômica do Brasil. O polo metalmecânico da Serra foi duramente afetado e, com ele, todo o ecossistema de empresas locais, inclusive a BTI.

Para uma empresa nova, o impacto da crise pode ser fatal. Mas a BTI perseverou.

Estudos e adaptações fizeram parte da mudança que manteve a empresa durante a crise. Os quatro parceiros que a BTI representava na região se transformaram em apenas um: a uMov.me.

“Eu era extremamente técnico, mas sempre estudei metodologias de negociação. E com a empresa fui mudando. Atualmente, sou 70% comercial e apenas 30% técnico. Hoje elaboro a arquitetura do projeto, como vai ser feito e a equipe técnica assume, melhorando e entrega!”, constata Büchle.

Os resultados vieram, junto à confiança dos clientes e contatos em prospecção. Somente no começo de 2017, a empresa fechou cinco contratos, quase o dobro do ano anterior inteiro!

“Nosso maior desafio foi manter a empresa aberta devido à dificuldade ao empreendedorismo no Brasil. Tivemos de enfrentar tributação, crise e burocracia, mas estamos conseguindo”, comemora.

Mesmo na crise, a BTI sempre cresceu em faturamento. Em média, entre 20% e 30% ao ano.

Parceria com uMov.me

O grande desafio no começo da parceria era o investimento nas licenças, sem ainda ter clientes.

A dificuldade perdurou até a BTI adotar a metodologia uMov.me. A empresa foi uma das primeiras a apostar no método e, desde então, tem obtido resultados muito positivos.

Dobraram de faturamento de mensalidade com soluções de mobilidade desenvolvidas na plataforma uMov.me. Agora, a expectativa é triplicar a receita recorrente em 2018.

“A metodologia é focada em ajudar os parceiros para abrir mercado, desenvolver o mercado, trazer e gerar clientes. Os maiores leads que tenho hoje vieram da uMov.me”, celebra Büchle.

Com o sucesso, a decisão de se focar somente na uMov.me. A escolha foi motivada pela estabilidade da solução. “Isso me faz não ter custo com suporte. Nos garante rentabilidade, pois não é necessário atender o cliente pra resolver problemas da plataforma”, constata.

Claro, mesmo com a metodologia, a BTI ainda precisa fazer o processo para fechar o negócio. É a hora que o lado comercial dos sócios é posto em prática.

Parceiros de fornecimento de Integrações

A parceria com a uMov.me foi além. A BTI desenvolveu um processo para a realização de integrações e transformou isso em uma metodologia que a própria uMov.me já está revendendo a parceiros e clientes finais.

O processo é flexível e pode ser replicado nas mais diversas empresas. Isso se transformou num novo produto da BTI.

Transformação digital em clientes de peso

Basta avaliar o número de usuários de apps para validar o crescimento. Em janeiro de 2017 eram 200, chegaram a 600 e já tem mais 400 usuários em fase final de negociação

Empresas gigantes da região da Serra Gaúcha  já são clientes da BTI. Entre elas, diversas transportadoras, como Minuano, Rasador e TW, além da Grendene e de uma grande cadeia varejista com sede em Farroupilha/RS.

A maioria dos clientes tem pelo menos dois sistemas implantados pela BTI. Aqueles que ainda estão no primeiro sistema, já começam a buscar formas para adotar a mobilidade para novas áreas.

Futuro da BTI

Equipe BTI evento Zoom da CDL

Time da BTI em evento Zoom da CDL

Os cases já começaram a aparecer: empresas que reduziram custos com equipe entregando mais, em outras, aumento de 50% em produtividade, entre outros.

Na própria BTI, a estrutura enxuta mostra o impacto da transformação digital. São apenas seis colaboradores, que atendem 20 clientes ativos, com o total de 600 usuários.

Surgem novos desafios: mostrar às empresas a importância de aproveitar a crise para investir é um delesm além disso a companhia está investindo em novos mercados. A empreitada mais recente está na área educacional: aplicativos de simulados para alunos.

Com essa solução, os professores passam a aula e lançam um simulado para os alunos fazerem em casa, após a aula. No outro dia, o docente já vai avaliar com precisão os pontos fracos dos alunos e poderá reforçar sua aula com aqueles conteúdos.

O foco do aplicativo são os cursinhos pré-vestibular, já que esse tipo de informação é crucial para melhorar a absorção do conteúdo, possibilitando o aumento nas aprovações. “Cursinho que aprova mais pode cobrar mais”, vislumbra Büchle.

Sobre a BTI — A BTI é uma empresa de consultoria para área de TI com foco em inovação e gestão de processos. Nasceu do conhecimento de profissionais de TI que vivenciaram em seu cotidiano demandas das  áreas de negócio em processos de melhoria e crescimento. Tem como principal pilar INOVAÇÃO e como premissa sustentabilidade.

Sobre a uMov.me – A plataforma de desenvolvimento de aplicativos corporativos uMov.me, possui mais de 100 mil usuários, que já executaram mais de 50 milhões de operações por meio do desenvolvimento de mais de 10 mil aplicativos criados pelos mais de 300 parceiros uMov.me que atuam no Brasil e América Latina. Para saber mais sobre a uMov.me acesse: http://www.umov.me/

NA MÍDIA:
Mundo do Marketing

728x90