Saiba qual é a necessidade de ter um modelo de negócios para abrir uma empresa


Ser empreendedor é uma missão que vai além de possuir um perfil arrojado para construir novos negócios: existem muitos obstáculos a serem vencidos.

Entretanto, aliar as melhores condutas com os recursos tecnológicos disponíveis aos mais variados segmentos de mercado pode facilitar bastante na gestão eficiente de uma empresa.

Pensando nisso, destacamos a importância do modelo de negócio para a sobrevivência de qualquer empreendimento. Confira a seguir!

Qual é a necessidade de ter um modelo de negócio?

A ideia de trabalhar para a criação de um produto ou serviço perfeito não é garantia de sucesso para nenhuma organização. Mais do que propostas revolucionárias, é importante constatar se aquilo que produz representa algum valor para o seu público.

Nesse sentido, construir um modelo para organizar o funcionamento de toda sua estrutura será decisivo no processo de consolidação da sua empresa no mercado.

Independentemente se a sua empresa está em estágio inicial ou passa por uma reestruturação, a ferramenta do modelo de negócio proporcionará um melhor entendimento do que precisa ser feito para que os objetivos sejam atingidos.

Ou seja, cada ação deve ser planejada com base em componentes específicos, a fim de produzir os resultados esperados.

O que o empreendedor precisa considerar para seu modelo de negócio?

O conceito de modelo de negócio apresentado por Alexander Osterwalder, método conhecido como Canvas, trouxe técnicas inovadoras para empreendedores criarem valor para seus produtos e serviços.

Na prática, uma empresa pode sofrer interferência de diversos fatores, internos ou externos. E, por esse motivo, o modo de operar precisa ser dinâmico.

É possível ter vários modelos dentro de uma mesma atividade, desde que eles contemplem quatro fatores primordiais: finanças, infraestrutura, oferta e clientes.

A partir daí, o empreendedor deve considerar a sua estratégia de como pretende ganhar dinheiro baseando-se em 9 aspectos, intitulados por Osterwalder de blocos de construção. São eles:

1. Proposição de valor

Quais os valores serão considerados pela empresa para que ela proporcione uma experiência única aos clientes e se sobreponha à concorrência.

2. Segmentos de clientes

Trata-se de distribuir os consumidores em grupos distintos. Conforme a necessidade deles, o modo de se relacionar será diferente.

3. Atividades chave

São as práticas necessárias ao funcionamento pleno da empresa, as atividades que precisam ser cumpridas para que seu modelo de negócio seja bem-sucedido.

4. Parcerias estratégicas

É a tentativa de estabelecer vínculos com outras empresas que ofereçam um suporte ao seu negócio. A ideia é se unir a quem vai aumentar o potencial do seu time.

5. Fontes de receita

Pensar no formato de arrecadação e como fazer a estrutura gerar lucros.

6. Estrutura de custos

Essa é a fase em que são mensuradas as despesas operacionais. Ou seja, quais serão todos os custos até que seu produto chegue ao mercado.

7. Recursos principais

Refere-se ao patrimônio global da empresa. Não apenas dinheiro, mas toda sua estrutura física, equipamentos, acervo intelectual.

8. Canais de comunicação e distribuição

Consiste em traçar as estratégias de marketing para atingir a sua persona, definir como os clientes serão atraídos para conhecer seu produtos ou serviço, bem como organizar a logística de distribuição para os pontos de venda.

9. Relacionamento com o cliente

Quais serão os métodos que a empresa utilizará para interagir com seus clientes.

Acima de criar inovações, o intuito do modelo de negócios é ampliar a visão dos empreendedores com relação ao impacto que suas obras terão sobre os consumidores. Ele configura a racionalização dos processos inerentes ao desempenho das atividades de uma empresa, através de uma análise criteriosa dos elementos que a compõem.

E então, gostou desse post? Percebeu como um modelo de negócio auxilia no desenvolvimento da sua empresa? Deixe seu comentário e conte pra gente!

728x90